Com qual batismo estamos batizados?

Então, Paulo perguntou: Em que, pois, fostes batizados? Responderam: No batismo de João. Disse-lhes Paulo: João realizou batismo de arrependimento, dizendo ao povo que cresse naquele que vinha depois dele, a saber, em Jesus. Eles, tendo ouvido isto, foram batizados em o nome do Senhor Jesus. E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e tanto falavam em línguas como profetizavam.
‭‭Atos‬ ‭19:3-6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.19.3-6.ara

Ainda nos dias atuais há diversos batismos sendo ensinados no meio das religiões chamadas Cristãs. Há batismo de crianças recém-nascidas, batismo de adolescentes e adultos no arrependimento ensinado por João Batista e também o batismo no Espírito Santo praticado por poucas denominações. Assim como Paulo identificou estas coisas no seu tempo ainda ocorrem nos nossos dias!

Por que isto é importante? Porque a nossa transformação ocorre a partir do que recebemos de Deus como instrumentação para a vida espiritual. É como reconhecermos a necessidade de mudarmos de vida, ao nos alistarmos em um exército da salvação, e recebermos instrução e os instrumentos para realizarmos o trabalho. Batismo significa estas transições de posicionamento.

Será que um recém-nascido pode mudar sua forma de agir ao receber água sobre si? Todos os batizados de nascença têm procedido de maneira agradável a Deus e dado bons testemunhos diante dos homens? Se sim, por que então um país de batizados de nascença não muda em termos de erradicação da corrupção e maldades no meio do povo?

Por outro lado, muitos estão se decidindo batizar já com idade mais avançada por reconhecerem a necessidade de se arrependerem de seus pecados e obter a salvação em Cristo Jesus! Este batismo é o de João Batista, que nos capacita a enxergarmos nossa condição de vida e buscar a santificação. É como nos alistarmos e recebermos a instrução de mudança e capacitação.

Mas, há a necessidade da instrumentalização, para transformação do mundo a nossa volta. O batismo de arrependimento muda a percepção do indivíduo sobre si mesmo, capacitando-o para toda boa obra em Cristo. Ocorre que o batismo do Espírito Santo traz o avivamento e o fogo do Evangelho para a transformação de vidas. Avivamentos ocorrem pela manifestação do Espírito Santo e onde há este fervor há sinais e maravilhas.

O que estamos vendo é que muitos se batizam no arrependimento e se frustram esperando um avivamento. E por não enxergarem isto, ou abandonam a fé ou se limitam a viver uma vida em si mesmos, não potencializando a voz do Evangelho. O batismo no Espírito Santo deve ser buscado, pois fortalece os dons e traz a existência muitas oportunidades de operação de sinais nas vidas dos descrentes além de testemunhar o poder de Deus para o mundo.

Em que batismo estamos? Será que temos nos importado com isto? Fará diferença buscarmos o poder de Deus para nossas vidas e das pessoas à nossa volta. Aquele que busca encontra. Batismos não significam salvação, pois esta foi dada por Cristo aos que creem, mas promove a transformação do indivíduo que busca mais de Deus.

Será que estamos buscando viver uma vida de poder ou estamos apenas satisfeitos em nos chamarmos de Cristãos? Esta segunda postura também não muda uma nação, embora comece a reduzir as mazelas da sociedade. O que transforma o mundo é o Espírito Santo movendo corações e mentes na direção do propósito de Deus. Portanto, busquemos o batismo do Espírito Santo.

No Pentecostes havia dezenas de pessoas que começaram a transformar o mundo. Hoje há milhões de Cristãos. O que não fará o Espírito Santo com tamanha quantidade? Certamente não estaríamos vivendo os dias tenebrosos que estamos assistindo se este número fosse de batizados no Espírito Santo…

Ano 2#25