Somos desejáveis ou não? Isso tem a ver com fé?

Qual a macieira entre as árvores do bosque, tal é o meu amado entre os jovens; desejo muito a sua sombra e debaixo dela me assento, e o seu fruto é doce ao meu paladar.
‭‭Cântico‬ ‭2:3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/sng.2.3.ara

O relacionamento homem e mulher é a força da humanidade em progredir não só na sua multiplicação, mas também no conhecimento do nosso propósito. Já discutimos que o homem e a mulher tem em si características de Deus que se complementam e que em determinadas situações nos ajudam a ter um entendimento melhor a respeito do Senhor.

Mas, hoje queremos lembrar que a humanidade não foi criada em pecado ou para o pecado, pois tudo o que Deus fez foi classificado como bom. Assim, o namoro e o romance são coisas boas para o relacionamento do futuro casal e na permanência destes no propósito do casamento.

O homem e a mulher se desenvolvem ao ponto de possuirem características que agradem ao outro. Seja a forma, inteligência, carinho, atenção, integridade ou qualquer elemento do caráter e da personalidade que se destacam, será isto que chamará a atenção do(a) possível parceiro(a).

Estas características são formadas no DNA e também pela experiência de vida. Ocorre que estas duas circunstâncias podem ser boas ou ruins, dependendo de como viveram e vivem nossos pais. Há um fator que ajuda ou atrapalha dependendo de onde nascemos e vivemos. Mas, há outra boa notícia em Jesus, pois nele somos transformados, libertos e reconstruídos, ainda que tenhamos de lutar contra experiências negativas em nossas vidas.

Servir a Deus nos transforma em pessoas com qualidades positivas para todo tipo de relacionamento e a confiança em Deus canaliza a presença dEle em nós, edificando-nos pela fé em pessoas que darão frutos espirituais e servirão de um núcleo melhor para as gerações futuras. Mulheres espirituais desejam homens espirituais e vice-versa, mas não podemos esquecer que homens e mulheres vivem ainda na carne e pela carne são experimentados e trabalhados.

Nossa espiritualidade enxerga a nossa natureza e aprende a usa-la em benefício de nossos relacionamentos. Só a religiosidade critica a sexualidade humana em prol do relacionamento, mas que fique claro que Deus não fez o homem para a promiscuidade, pornografia ou prostituição. A vida a dois é boa no casamento, mas transtorna relacionamentos que não possuem aliança e acaba por desviar o coração humano para o pecado. Por isso aprendemos que o sexo é bom no casamento e deve ficar dentro desta aliança.

Amar em todos os sentidos o cônjuge é muito bom e nos dará relacionamentos maravilhosos. Que possamos usufruir das boas coisas que recebemos de Deus, lideradas pelo Espírito, para nos desenvolvermos em todas as áreas e podermos ser apreciados em nosso caráter, personalidade e fé, para a glória de Deus!

Sim, a fé nos tornará ainda mais desejáveis porque buscaremos viver como Deus nos formou. Pela fé estaremos nos desenvolvendo como o homem e a mulher devem se desenvolver. Uma fé genuína, na oração e busca de Deus trará o coração do Senhor em nossas vidas e isto também atrairá as pessoas até nós. Sejamos fiéis ao Senhor e à Sua palavra e teremos a parceria desejada e abençoada por Deus.

Aprendamos a viver pela fé e pelo amor, sem esquecermos das boas coisas criadas por Deus para que possamos usufruir de nossas vidas passageiras nesta terra. Não sejamos ignorantes e nem egoístas, pois a vida agradável é mutuamente vivida pelos dois e não apenas por um! O versículo fala da esposa admirando as qualidades do esposo. Somos desejáveis assim? Alguém que provê conforto e alegria para a pessoa amada! Que grande benção!

Ainda que o fruto caia no pé da árvore há a possibilidade de estragar…

Tendo Samuel envelhecido, constituiu seus filhos por juízes sobre Israel. O primogênito chamava-se Joel, e o segundo, Abias; e foram juízes em Berseba. Porém seus filhos não andaram pelos caminhos dele; antes, se inclinaram à avareza, e aceitaram subornos, e perverteram o direito.”
‭‭1Samuel‬ ‭8:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1sa.8.1-3.ara

Família é o centro do aprendizado humano. É no seio familiar onde os filhos são ensinados a seguir os preceitos dos pais. No entanto, nem sempre os filhos seguem o testemunho aprendido dentro de casa.

Por diversos motivos não respondemos aos estímulos da mesma forma que nossos pais. Samuel era juiz em Israel, o homem mais influente e o profeta de Deus daquela geração. Deus falava com o povo através dele, sendo o guia de toda a nação.

Seria natural que seus filhos pudessem sucede-lo, mas aos dois faltou temor de Deus. Será que Samuel não os ensinou ou eles se encheram de orgulho e vaidade por causa da posição social que tinham?

Algum tempo antes, os filhos do sacerdote Eli também viveram desregradamente, roubando os sacrifícios e ofertas colocados no templo, trazendo a ira de Deus sobre toda a casa de Eli.

Como pais precisamos cuidar de como nossos filhos estão entendendo seus propósitos, como esperam viver suas vidas. Há que se aperfeiçoar as gerações e não permitir que sejam deterioradas em seus entendimentos sobre as questões espirituais.

O mundo ensina a perversidade. Estes jovens eram filhos de homens separados para Deus, sacerdotes que ouviam a voz do Senhor e isto não foi suficiente para que permanecessem no caminho certo.

A natureza humana tem o poder de decidir se manter fora dos caminhos de Deus. Se não fosse assim, a salvação não seria graça de Deus, um presente para o homem pecador. Seria por mérito pessoal, fruto do orgulho e da vaidade.

Portanto, filhos não necessariamente seguirão os caminhos dos pais, seja para o bem ou para o mal. Em termos espirituais é uma questão essencial, pois não importa apenas viver algumas décadas neste mundo esquecendo-se dos milênios na vida espiritual que virá depois desta.

Como ensina-los? Somos melhores que Eli e Samuel? Graças a Deus que estamos vivendo na Nova Aliança e Jesus Cristo estabeleceu a salvação pela fé nele. Ainda que o começo seja errado o final pode ser certo. Importa morrer com a fé em Cristo. Até o último minuto ainda há oportunidade!

Oremos por nossas gerações e pela transformação no seio familiar, para que não haja oportunidade de desvios e haja o conhecimento da salvação em Cristo!

O que Deus ajuntou não separe o homem!

Por isso, deixará o homem a seu pai e mãe [e unir-se-á a sua mulher], e, com sua mulher, serão os dois uma só carne. De modo que já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem.
‭‭Marcos‬ ‭10:7-9‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mrk.10.7-9.ara

O que é o casamento? Como um casal se une em matrimônio? Qual o propósito de saírem da casa de seus pais e viverem juntos?

Jesus estabelece um entendimento sobre a visão de Deus sobre o casamento. O que ocorre muitas vezes é que as pessoas vão morar juntas porque hoje em dia é normal.

O casamento foi instituído para se construir uma nova família, um novo núcleo para a evolução da sociedade humana. Portanto, para subsistir e se multiplicar.

Pessoas se unem por interesse sexual (que é passageiro), interesse financeiro (que é passageiro ou não), desespero para sair debaixo da autoridade dos pais (rebeldia ou violência doméstica) e por desejar constituir uma família.

O que ocorre é que um casamento deve ser para sempre, independentemente das nossas convicções, pois desta forma é que estabelecerá uma sociedade forte. Se o material social é fraco, a sociedade é fraca.

Se estamos em uma sociedade passageira, onde alianças se rompem com facilidade, baseadas no desejo individual a ser satisfeito, então a sociedade terá o mesmo comportamento nas demais áreas.

Teremos quebras de confiança em sociedades, negócios e tudo o mais, porque as pessoas não possuem compromisso a manter sob a própria perda.

Lembro-me do tempo em que bastava a palavra de um homem para sabermos que iria fazer o prometido. Hoje em dia os papéis de cartório tem prazo de validade de iogurte e mesmo assim não é garantia de que o negócio será honrado.

Uma família bem formada e mantida gera uma sociedade forte. Destrua a família e destruiremos a sociedade. Mas, famílias são iniciadas quando as pessoas se unem e saem de casa.

O propósito do casamento não é sexo “de graça” pois casar e se manter casado custa caro, não é se satisfazer com uma pessoa bonita ao seu lado, pois a beleza some com o tempo, nem ser um trampolim social, pois as riquezas não trazem felicidade no longo prazo.

O propósito do casamento é vivermos em comunhão com uma pessoa por toda a vida, ajudando um ao outro a construir um núcleo familiar e se agradar com isto, gerando e protegendo filhos se possível for te-los, e glorificar a Deus por fazer o melhor dentro desta aliança.

O casamento é uma benção para a humanidade e deve ser tratado como uma pedra muito preciosa, pois é muito bom podermos compartilhar toda uma vida com alguém que deseja o nosso bem e tem o mesmo interesse de construir uma herança emocional e espiritual juntos!

Cristo nos capacita a sermos melhores amantes, companheiros e provedores, porquanto revela em nós o nosso melhor. Em Jesus nossos casamentos serão aprimorados e alianças renovadas.

Se a sociedade é constituída por famílias fortes, então a sociedade precisa de Cristo, pois apenas através do novo nascimento é que nos tornamos plenos no entendimento do amor ao próximo, tão necessário para vivermos em harmonia em nossos lares!

Se estamos vivendo fora desta visão, então é hora de buscarmos conhecer ao Senhor e sermos trabalhados pelo Espírito Santo. O resultado será um casamento melhor e alianças renovadas, uma sociedade abençoada por Deus!

Jesus é o modelo de liderança e submissão. Precisamos aprender com ele!

Então, o Senhor Deus fez cair pesado sono sobre o homem, e este adormeceu; tomou uma das suas costelas e fechou o lugar com carne. E a costela que o Senhor Deus tomara ao homem, transformou-a numa mulher e lha trouxe. E disse o homem: Esta, afinal, é osso dos meus ossos e carne da minha carne; chamar-se-á varoa, porquanto do varão foi tomada.
‭‭Gênesis‬ ‭2:21-23‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gen.2.21-23.ara

A Bíblia registra a primeira clonagem humana com transformação genética. Do homem foi tirada uma costela, mostrando que homens e mulheres tem uma origem comum e são complementares.

Interessante observar que quem deu nome à mulher foi o homem Adão. Ora, quem dá nome tem liderança e assim surgiu este aspecto entre a relação homem-mulher.

No entanto, ter liderança não significa humilhar quem está sob a sua liderança. Não significa violentar ou imputar medo. Liderança é, antes de tudo, responsabilidade para com quem está conosco a orientar o caminho e dar condições de apoiar nos seus desígnios.

Líderes servem para que os que estão sob sua responsabilidade atinjam a plenitude de suas capacidades. Homens precisam orientar e suportar as necessidades das mulheres a quem servem em sua liderança.

Por isso o Evangelho ensina que o marido deve amar a sua esposa a ponto de dar a própria vida por ela, como Cristo deu a vida pela igreja. Também diz que a esposa, de bom grado, deve concordar com as orientações do marido e ajudar-lhe (submeter-se) como a igreja se submeteu à Cristo (Efésios 5.22-30).

Isto é um amadurecimento que homens e mulheres precisam alcançar ao longo do casamento, onde cada um tem um papel que, se bem desempenhado, fará com que a família seja próspera e multiplicadora da graça de Deus no mundo.

Liderança não é mandar, mas suportar! Um líder conduz para o alvo. Assim deve ser o homem em relação à mulher. Mas só enxerga o propósito de Deus quem é homem de Deus e só vive em harmonia a mulher que também é de Deus.

A caminhada espiritual de homens e mulheres dura toda a vida. Com a presença de Deus estaremos fazendo com que a Terra seja uma fonte inesgotável da benção do SENHOR para toda a humanidade.

Se falharmos nisto o mundo continuará destilando o confronto dos sexos, homens serão chefes mandões e não líderes, e as mulheres buscarão tomar a liderança para discordar e confrontar os homens.

O caos está aí. Não é questão de machismo ou feminismo, mas de ignorarmos a constituição humana como Deus a construiu!

Jesus veio reparar todas as coisas. Se crermos nele estaremos vivendo novamente nestes preceitos e a harmonia voltará a reinar entre nós. Jesus é o caminho e o modelo que homens e mulheres devem seguir para trazermos a glória de Deus para o nosso meio!

Mulheres são o apoio imprescindível!

Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma auxiliadora que lhe seja idônea.
‭‭Gênesis‬ ‭2:18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gen.2.18.ara

Homens precisam das mulheres, ainda que não lhes dê atenção ou importância. Deus construiu a humanidade para que houvesse dependência mútua.

O termo auxiliadora idônea significa alguém necessário para alcançar êxito, sem o qual não conseguirá atingir a meta. Portanto, são imprescindíveis!

Assim, o homem necessita da mulher para alcançar seus objetivos na Terra como humanidade! Porque os homens são mais fortes acabaram por subjugar as mulheres, mas isto não é porque Deus assim deseje.

Quando Eva pecou recebeu o direcionamento de Deus de que o seu desejo seria para o seu marido, ou seja, iria concordar em viver com ele, mas não significa ser subjugada. Há uma grande diferença aqui!

Casais existem para vencerem juntos as demandas da vida. A força do homem, unida a estratégia da mulher, fazem com que os dois alcancem mais longe em termos de subsistência.

Homens solteiros tendem a viver uma vida cujo propósito é maximizar o seu prazer e atingir suas metas no trabalho ou de vida. Já os casados pretendem alcançar êxito para que a família tenha oportunidade de ir mais longe. Deixa de pensar em si e passa a pensar no grupo.

A comunhão do casal é imprescindível para atravessarmos todos os problemas. A racionalidade do homem é o que permite irmos além quando o emocional da mulher cristaliza as suas atitudes, em meio aos fortes impactos da vida.

Um equilibra o outro e os dois atingem juntos os propósitos de Deus! Homens precisam das mulheres e as mulheres precisam dos homens, e todos precisamos de Deus!

Nem todos irão se casar e nem todos ficarão solteiros. Há um propósito em Deus para cada um de nós e iremos cumpri-lo segundo a ajuda que buscarmos nEle.

No trabalho as mulheres também fazem diferença, pois trazem um ponto de vista diferente e agregam valor naquilo que o homem não foi construído. Merecem estar em qualquer atividade da sociedade.

Não deveria haver machismo e nem feminismo. Isto só acontece por ignorância da cultura. Se entendermos o plano de Deus estas coisas perdem o sentido! Todos somos iguais perante Deus!

Em Cristo temos esta percepção, pois somos regenerados para alcançarmos nosso propósito. Que entendamos o papel das mulheres como as ajudadoras idôneas enviadas por Deus e vivamos a plenitude da humanidade!

Somos gerados em Cristo para sermos família de Deus!

“E alguém lhe disse: Tua mãe e teus irmãos estão lá fora e querem falar-te. Porém ele respondeu ao que lhe trouxera o aviso: Quem é minha mãe e quem são meus irmãos? E, estendendo a mão para os discípulos, disse: Eis minha mãe e meus irmãos. Porque qualquer que fizer a vontade de meu Pai celeste, esse é meu irmão, irmã e mãe.”
‭‭Mateus‬ ‭12:47-50‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.12.47-50.ara

A vida com Cristo nos transforma diariamente, pela ação do Espírito Santo. Estamos sendo gerados nesta terra pelo Espírito. É como se estivéssemos na barriga de nossas mães em formação, até o momento de sairmos para o mundo preparado por Deus.

Assim como o feto não conhece o mundo para onde vai, se bem que conhece de alguma forma a voz da mãe e do pai, alguma sensação física lhe traz a percepção que existe algo além do que é possível conhecer do mundo em que habita agora.

Jesus Cristo nos disse que era necessário nascer de novo, pela água e Espírito (João 3) para que pudéssemos entrar no Reino de Deus. Este é o processo da santificação que todo o que crê em Jesus Cristo passa.

Em tal processo seremos capacitados para as boas obras, deixando de fazer o que não agrada a Deus e passando a fazer o que lhe agrada. Como por adoção, seremos introduzidos na família espiritual de Cristo, para vivermos com ele pela eternidade!

Jesus é maravilhoso! Trouxe-nos a oportunidade de sermos restaurados à comunhão com Deus. Não por nosso mérito, mas porque Deus nos ama e espera que toda a humanidade seja salva por meio de Cristo.

Ouçamos e atendamos ao chamado do Evangelho do Senhor! Façamos a vontade de Deus e creiamos no Filho, por fé, amor e gratidão, no nome de Jesus!