#3_190 Esperando no SENHOR

Nossa alma espera no Senhor, nosso auxílio e escudo. Nele, o nosso coração se alegra, pois confiamos no seu santo nome. Seja sobre nós, Senhor, a tua misericórdia, como de ti esperamos.
Salmos 33:20‭-‬22 ARA
https://bible.com/bible/1608/psa.33.20-22.ARA

No Salmo 33 verso 12 o salmista declara que feliz é a nação cujo Deus é o SENHOR. Não é qualquer deus, mas o da aliança feita com Abraão. Pela fé que ele teve todas as nações foram abençoadas por conhecerem e servirem a este Deus. Há uma condicional para que as bençãos estejam sobre as nações. Que creiam no único SENHOR.

Muitos acreditam que qualquer religião ou doutrina espiritual é boa, pois levaria o homem a cometer boas ações. A verdade é que boas ações sem transformação espiritual autêntica é só fachada, hipocrisia. Não muda o mundo, apenas traz um pouco de alento a quem recebeu a ação e, possivelmente, a obrigação de ser grato eternamente a quem fez.

Espiritualidade no SENHOR nos faz cuidar do próximo por amor a criação dEle, obediência à Sua vontade, que é de estender o Reino de Paz e viver como reis e sacerdotes para que as nações tenham paz e prosperidade. Nada a ver com a nossa vontade, mas com a dEle em primeiro lugar.

Daí passamos a confiar que todos os Seus servos estarão fazendo o mesmo, como uma grande família espiritual a cuidar das vidas e do nosso ambiente. Uma nação precisa ter o vínculo da cultura, língua, geografia e etc., sendo que uma nação espiritual Cristã precisa ter Jesus Cristo como seu líder espiritual, seu rei e Senhor.

É no nome de Jesus que estamos confiando e em seu nome agindo. Nele esperamos escudo e juntos caminhamos nas suas pegadas para abençoarmos nossa nação e onde estivermos. O custo é estar sempre pronto a defender a pátria celestial, falando do amor de Deus e estruturando a Igreja do Senhor.

Igrejas fortes, nações fortes porque teremos famílias fortes. Liberdade só existe onde o amor de Deus está presente. E esta liberdade é poder dar a cada um a oportunidade de ter uma vida digna de um ser humano. É ter liberdade de expressão e culto, de escolhas dentro do padrão divino e não no padrão pessoal. Confunde-se quem acha que ter liberdade é poder fazer o que quiser. Isto é libertinagem.

A verdadeira liberdade é ser capaz de dizer não ao pecado e o maior deles é ofender a santidade de Deus. O segundo é ofender ao próximo sem motivo algum. Precisamos pedir diariamente a misericórdia de Deus sobre nós porque continuamos pecando. Nossa alegria reside em sabermos que Ele nos visita e edifica, nos fortalecendo em amor.

Uma nação visitada por Deus será sempre dinâmica na reconstrução das vidas destruídas pelo pecado ainda existente no mundo. Com o Senhor venceremos a luta e teremos nações que se respeitarão quando só houver o único Deus Todo-Poderoso assentado acima dos regentes de cada uma delas. E isso dependerá de cada um de nós, quando nos rendermos de verdade ao SENHOR, pois somente nEle esperaremos!

Façamos o bem, de coração!

Pois bem, ainda que eu sinta plena liberdade em Cristo para te ordenar o que convém, prefiro, todavia, solicitar em nome do amor, sendo o que sou, Paulo, o velho e, agora, até prisioneiro de Cristo Jesus; sim, solicito-te em favor de meu filho Onésimo, que gerei entre algemas.
Filemom 1:8‭-‬10 ARA
https://bible.com/bible/1608/phm.1.8-10.ARA

Paulo escreve uma comovente carta a Filemon, senhor de um escravo chamado Onésimo que fugiu e alcançou o apóstolo na prisão em que estava. A carta traz um pedido de perdão ao escravo, se possível de alforria porque agora Onésimo recebera a Cristo como seu salvador também.

Paulo apela para a irmandade e o amor de Deus, à graça e à misericórdia no coração, buscando constranger Filemon a reconhecer que dar a liberdade seria não só um passo de fé, mas crescimento no amor de Deus, uma resposta à própria salvação que recebera também através da pregação de Paulo.

Não podemos nos esquecer que a graça de Deus é vivida entre nós pelo que damos e recebemos. É assim que Deus faz na Terra, através de pessoas. Quando estas faltam ou é algo sobrenatural é que o Senhor se manifesta visivelmente. Homens abençoam e amaldiçoam os próprios homens. Somos nós quem fazemos o bem e o mal!

É através de toda a criação que Deus manifesta a sua glória e o seu juízo. Homens maus encontrarão outros piores que os atormentarão, enquanto homens que vivem por Cristo para fazer o bem terão de Deus a benção da eternidade. Certo é que o sol brilha para todos, bons e maus e a morte está diante de todos nós.

Temos a oportunidade hoje de conhecermos a Cristo e fugirmos da iniquidade e do inferno que aguarda a todos os que não forem salvos. Mas, há uma vida muito melhor para ser vivida em Cristo. Não há nada mais maravilhoso do que ter e perceber o cuidado de Deus em nossas vidas. Livramentos, curas, direcionamento, abrigo, provisão e paz, dentre muitas outras coisas.

A paternidade divina é conquistada em Cristo. Tanto Filemon como Onésimo a adquiriram, tornando-se irmãos em Cristo, ainda que na Terra fossem senhor e servo, patrão e escravo. As coisas na Terra passam e no mundo vindouro não será como aqui. Muitos ricos serão pobres lá e vice-versa, pois a riqueza espiritual está em servir ao próximo. Dinheiro ajuda em parte, mas o coração é o que faz a diferença.

Paulo apelou ao coração de seu amigo e cooperador, para que este fizesse uma boa ação para com outro, ainda que lhe devesse por consideração. Pediu que fosse por vontade própria e não por constrangimento. Será que estamos fazendo a Deus por nos sentirmos obrigados? Melhor será quando fizermos porque se tornou a nossa natureza o fazer e querer o bem aos demais! Oremos para sermos transformados no Espírito!

Ano 2#316

A luz de Deus sempre vence as trevas!

Disse Deus: Haja luz; e houve luz. E viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas. Chamou Deus à luz Dia e às trevas, Noite. Houve tarde e manhã, o primeiro dia.
Gênesis 1:3‭-‬5 ARA
https://bible.com/bible/1608/gen.1.3-5.ARA

A luz é boa, não as trevas. Por isso há separação entre elas. Onde há luz não há trevas. A sombra ocorre quando algum obstáculo impede a luz parcialmente ou completamente de preencher algum espaço. A luz significa podermos enxergar, enquanto as trevas o permanecer na ignorância de como as coisas realmente são.

A luz tem sido interpretada muitas vezes como a verdade, enquanto as trevas a parcialidade e até mesmo a completa ignorância. Para o nosso bem, fontes de luz nem sempre permanecem imóveis e acabam por nos mostrar o que víamos parcialmente.

Ninguém, depois de acender uma candeia, a cobre com um vaso ou a põe debaixo de uma cama; pelo contrário, coloca-a sobre um velador, a fim de que os que entram vejam a luz. Nada há oculto, que não haja de manifestar-se, nem escondido, que não venha a ser conhecido e revelado.
Lucas 8:16‭-‬17 ARA
https://bible.com/bible/1608/luk.8.16-17.ARA

A palavra de Deus é a manifestação da verdade e do conhecimento das coisas de Deus que trazem luz para a humanidade. Cristo é a luz do mundo que brilha e transforma a visão de todos que por ele olham, tendo uma nova perspectiva do mundo. O evangelho é como somos transformados pela manifestação de Deus em nossas vidas, a partir de Cristo e o trabalho diário do Espírito Santo.

A luz de Deus penetra qualquer sombra e nada que está em oculto permanecerá assim. O que ocorre é o medo da luz quando as criaturas estão acostumadas às trevas. Há uma luta para se esconder, ao invés de se acostumar e ir para a luz. A humanidade ainda vive nas sombras e precisa ir para a luz de Cristo. Ainda há separação entre a luz e as trevas, mas a luz não ficará escondida, mas se manifestará para que vidas sejam alcançadas e transformadas pela verdade!

Caminhemos para a luz de Cristo! Não devemos ter medo. A luz de Deus é boa e prevalece contra as trevas!!!

Ano 2#259

Aquele que está em Cristo é livre da condenação do pecado!

Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte.
‭‭Romanos‬ ‭8:1-2‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/rom.8.1-2.ara

Jesus Cristo é libertador! Nele temos a promessa do Espírito Santo em nós e do perdão de nossos pecados. Onde já não há pecados, não há condenação! Nossa nova vida é como termos uma tela em branco para pintarmos onde anteriormente estava sujo e borrado. É podermos reiniciar nossas vidas na presença de Deus, sem o peso do pecado que havíamos cometido.

Esta lei do Espírito muda toda a nossa história. Antes éramos pecadores sem capacidade de mudança de vida, ainda que tentássemos. Agora, o Espírito Santo nos convence do pecado, nos traz uma nova maneira de proceder e nos fortalece para permanecermos no caminho certo. Antes tínhamos apenas a ciência do erro, agora temos a força e a sabedoria para vivermos o acerto!

Mudança de vida espiritual é o que o evangelho da graça nos traz. O peso da lei não está mais sobre os que foram libertos por Cristo! O sangue derramado na cruz nos comprou do mundo e morremos para ele com Cristo. No Senhor ressuscitamos para uma vida de santidade, ainda que tenhamos de trilhar um árduo caminho diário dizendo não à nossa carne. E glórias a Deus que hoje entendemos e temos poder para dizer não!

Sem decidirmos por Cristo estaremos permanecendo no caminho do pecado, mas com ele, seguindo um novo caminho que nos levará às moradas eternas com Deus. Já não há condenação do pecado para os que estão em Cristo Jesus! Qual a sua escolha? Não deixemos para o dia de amanhã uma decisão tão importante e impactante como esta!

Ano 2#137

A justiça de Deus não falhará!

Ai da cidade opressora, da rebelde e manchada! Não atende a ninguém, não aceita disciplina, não confia no Senhor, nem se aproxima do seu Deus. Os seus príncipes são leões rugidores no meio dela, os seus juízes são lobos do cair da noite, que não deixam os ossos para serem roídos no dia seguinte. Os seus profetas são levianos, homens pérfidos; os seus sacerdotes profanam o santuário e violam a lei. O Senhor é justo, no meio dela; ele não comete iniquidade; manhã após manhã, traz ele o seu juízo à luz; não falha; mas o iníquo não conhece a vergonha.”
‭‭Sofonias‬ ‭3:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/zep.3.1-5.ara

Há um contraste entre o Senhor e os homens rebeldes. Não coabitarão com o Senhor tais homens. Deus está computando e sendo misericordioso ao nos dar tempo para arrependimento. Assim foi, é, e será com o povo chamado por Deus para servi-lhe, mas também se aplicará a todas as nações enquanto estivermos no tempo da graça.

Enquanto o Senhor se revela e faz aliança conosco ele também reclamará nossa atitude e ações para com Ele e Sua obra. A iniquidade não perdurará em nosso meio eternamente. Infelizmente não há como um sentenciado por homicídio ser tratado como um ladrão de comida e o peso da sentença traz a força do encarceramento e da rigidez no tratamento.

Da próxima vez a Terra sofrerá grande dano pelo fogo e todas as nações sofrerão a ponto de desesperar pela vida. O propósito já não será de edificação, mas de filtragem. Os que permanecerem na rebeldia não conseguirão escapar da sentença e não há nada que possam fazer a não ser crerem pela fé!

Enquanto não confiamos na palavra e no autor da Bíblia, não desfrutaremos da leitura e não faremos dela nosso guia de vida. Seguiremos errantes, defraudadores, desonrosos, desrespeitosos, inflamados em sensualidades, corruptos e corruptores, mentirosos e desafeiçoados dentre tantas outras abominações que estaremos cometendo uns para com os outros. Não deve ser assim!

No entanto, o iníquo não conhece a vergonha e continua a realizar as suas obras más. Se não nos convertermos de nossos maus caminhos teremos a mesma sentença. Sem buscarmos a Deus estaremos condenados com o mundo e não haverá salvação. O juízo será terrível e precisamos de um salvador. E este é Jesus Cristo! Nele encontramos a vida de Deus, o caminho para a redenção dos povos!

Em Cristo recebemos o poder de dizer não à iniquidade e buscarmos continuamente a face do Senhor. Boas novas, há livramento para os que receberem a salvação pela fé em Jesus! Não passarão pela ira de Deus, pois receberam por fé, creram em Deus e não permanecerão no erro. Ter fé é, em primeiro lugar, entender a santidade de Deus e o seu juízo. Sem fé permaneceremos sem temor e não teremos vergonha da nossa iniquidade.

Em Cristo seremos transformados e já teremos passado da morte para a vida, da ira para a paz, da condenação para a liberdade, do erro para o acerto! Busquemos a Deus enquanto pode ser achado! Sua justiça tarda mas não falhará, e só tarda porque é misericordioso para com a humanidade!

Ano 2#124

Quem ama não será esquecido!

Ora, estando Jesus em Betânia, em casa de Simão, o leproso, aproximou-se dele uma mulher, trazendo um vaso de alabastro cheio de precioso bálsamo, que lhe derramou sobre a cabeça, estando ele à mesa. Vendo isto, indignaram-se os discípulos e disseram: Para que este desperdício? Pois este perfume podia ser vendido por muito dinheiro e dar-se aos pobres. Mas Jesus, sabendo disto, disse-lhes: Por que molestais esta mulher? Ela praticou boa ação para comigo. Porque os pobres, sempre os tendes convosco, mas a mim nem sempre me tendes; pois, derramando este perfume sobre o meu corpo, ela o fez para o meu sepultamento. Em verdade vos digo: Onde for pregado em todo o mundo este evangelho, será também contado o que ela fez, para memória sua.”
‭‭Mateus‬ ‭26:6-13‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.26.6-13.ara

Jesus prenunciara que em todo o mundo seria pregado o evangelho. E isto ocorreu porque os discípulos obedeceram e morreram contando, testemunhando e compartilhando sobre as boas novas da salvação. E por que fizeram? Pela mesma causa desta mulher, por amor ao mestre, por terem sido salvos da condenação do mundo, por se sentirem amados de Deus a ponto de não terem nada mais precioso do que a Sua presença!

Esta mulher já não se importava mais com as suas economias e os discípulos foram até o final, com o sacrifício da própria vida. Qual o valor de nosso encontro com Jesus? Será que entendemos de verdade o que ganhamos ao conhece-lo? Será que a percepção de valor deste amor nos fará chegar nas mesmas atitudes que essas pessoas tiveram após conhece-lo?

Os mesmos discípulos que criticaram a mulher tiveram dois comportamentos distintos. Um deles vendeu o mestre por 30 moedas de prata e os demais se tornaram apóstolos e pregadores do evangelho. Não há quem fique no meio do caminho, pois se não testemunharmos a favor de Cristo então não temos a percepção de que fomos perdoados e deixaremos de buscar agradar ao Senhor eternamente.

Ora, se não desejo agrada-lo por toda a eternidade, por buscar viver uma vida justa e santificada, por que deveria ser forçado então? Deus não nos obriga e não obrigará. Cada um terá a sua oportunidade de mostrar o que deseja fazer em sua eternidade após passar por este breve período nesta terra. Aqui é um teste e cada um passa de maneiras diferentes. Poucos possuem muito e serão tentados a viverem regaladamente esquecendo-se dos que estão necessitados. Outros vivem em miséria e tormentas, podendo amaldiçoar a Deus ou buscar consolo nEle.

Nossa resposta ao evangelho é que nos trará a presença ainda maior de Deus ou nos afastará por completo dEle. A indiferença é também uma ação de não buscar aproximação. Ora, será que ter saúde em uma pandemia, recursos em um mundo de dificuldades, educação onde muitos não aprenderam a ler e escrever, conhecimento de que há um Deus que salva, cura e transforma no meio da escuridão espiritual não é motivo para estarmos desejosos de agrada-lo e adora-lo?

Aquela mulher sentiu-se liberta e amada, não foi julgada por Cristo embora julgada pelo mundo! Ela que muito havia pecado, agora muito amava o mestre e sua atitude ficou registrada para a eternidade porque assim declarou o Senhor! Quem ama não será esquecido e nem abandonado do Senhor! Estará com Ele eternamente! Podemos chorar hoje, mas a certeza do amanhã glorioso nos capacita a desejar glorificar a Deus a todo o tempo. Então comecemos agora, entoando cânticos de louvor e adoração porque Ele é santo e merecedor de toda honra!

Ano 2#105

Não existe liberdade sem limites!

Respondeu Moisés: Seiscentos mil homens de pé é este povo no meio do qual estou; e tu disseste: Dar-lhes-ei carne, e a comerão um mês inteiro. Matar-se-ão para eles rebanhos de ovelhas e de gado que lhes bastem? Ou se ajuntarão para eles todos os peixes do mar que lhes bastem? Porém o Senhor respondeu a Moisés: Ter-se-ia encurtado a mão do Senhor? Agora mesmo, verás se se cumprirá ou não a minha palavra! Então, soprou um vento do Senhor, e trouxe codornizes do mar, e as espalhou pelo arraial quase caminho de um dia, ao seu redor, cerca de dois côvados sobre a terra.
‭‭Números‬ ‭11:21-23, 31‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/num.11.21-23,31.ara

O impossível para o homem é possível para Deus. Ainda que este sinal tivesse sido feito em favor do povo isto não agradou a Deus. O povo reclamou de não ter carne para comer no deserto e fartura de carne lhe foi dada até que não conseguiam comer mais.

Deus pode nos conceder o que desejamos, mas a nossa arrogância pode nos trazer dano. Deus deu uma lição de falta de fé e vaidade do povo e, por isto, atendeu-lhes o pedido. Será que desejamos receber tudo o que pedimos? Ou precisamos aprender a pedir o que agrada a Deus e ao nosso propósito?

Jesus traz uma visão melhor para nós, para que não caiamos no erro do povo no deserto que permitiu que a saudade do que comia no tempo da escravidão superasse a alegria da comida comum no tempo da liberdade. Em Cristo aprendemos que as coisas são passageiras e não devem nos controlar. Se um desejo me controla então não sou livre.

Liberdade é podermos dizer não aos nossos desejos e sim para Deus. Quando não conseguimos fazer isto é porque ainda não somos dependentes do Pai. Quando somos livres do mundo e nos tornamos para Deus estamos dizendo que fomos comprados por seu amor e agora desejamos lhe servir. Ser livre do pecado é ser cativo de Deus. Só nEle podemos experimentar a verdadeira liberdade espiritual, mas isto não significa não ter de obedece-lo.

Liberdade temos quando podemos exercer nossa cidadania com tranquilidade e isto nos custa respeitar a liberdade alheia. Não existe liberdade sem limites, pois onde isto ocorre significa que ninguém respeita mais o próximo. Portanto, se desejamos ser livres neste mundo nos submeteremos à vontade de Deus que nos ensina como amar e respeitar ao nosso próximo.

E quando reclamamos do que Deus está nos dando de subsistência começamos a nos levantar contra Ele. Será questão de tempo para duvidarmos de que receberemos cuidado e proteção e iremos buscar fazer do nosso jeito. Daí em diante será cada um por si e não esperemos que Deus seja por todos, pois não será para com um povo rebelde. A falta de contentamento para com o cuidado de Deus é o início da queda do homem, assim como foi com Adão e Eva!

Oremos e busquemos sabedoria para não confundirmos a dificuldade passageira com a ajuda de Deus como algo que será permanente e queiramos voltar às condições que o mundo nos dava antes de conhecer o poder de Deus em nossas vidas. Deus é bom e a sua benignidade dura para sempre. Que não provemos o Senhor em nossa rebeldia, pois isto é falta de fé e perseverança. Os que confiam no Senhor são como os montes de Sião que não se abalam, mas permanecem para sempre (Salmos 125.1)!

Ano 2#101

Há um antes e um depois de conhecermos a Cristo!

Então, caí por terra, ouvindo uma voz que me dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? Perguntei: quem és tu, Senhor? Ao que me respondeu: Eu sou Jesus, o Nazareno, a quem tu persegues.
‭‭Atos‬ ‭22:7-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.22.7-8.ara

Paulo testemunhou muitas vezes a respeito do seu encontro com Jesus. Era um perseguidor de cristãos antes de conhecer a Cristo. Depois, passou a ser o maior evangelizador descrito na Bíblia. Assim como no calendário ocidental temos a escala temporal dividida em antes e depois da vinda de Cristo, assim será a vida de quem desconhecia e passa a conhecer o Senhor!

Jesus Cristo é a manifestação presente da graça de Deus em forma humana, em palavra, em ação, em misericórdia, redenção e amor dentre tantas outras manifestações possíveis de serem apontadas. Em Cristo recebemos a visão do que era para sermos na criação do mundo. O Filho tornou-se o modelo do Adão que não fora no Éden, da obediência até a morte para que a vida de todos os que creem seja preservada.

Antes da humanidade ser criada Cristo já existia e permanecerá para sempre, pois nele tudo que existe se mantém e no seu poder são geradas. Enquanto o desconhecemos não conseguimos estabelecer o entendimento de quem verdadeiramente somos e a natureza santa de Deus. É por isso que podemos nos desviar tanto ao ponto de perseguirmos aqueles que vivem para a glória do próprio Deus e achamos que também O estamos adorando!

Testemunhar o antes e depois de nosso encontro com Cristo é uma atividade perene na vida do cristão. É a oportunidade de ajudarmos a construir fé no coração dos desesperançados, dos que ignoram a oportunidade trazida por Cristo e a verdade do que espera a humanidade no Dia do Juízo de Deus. Jesus é a esperança dos que estão mortos em seus pecados e caminhando para a auto-destruição. É a virada na vida de todos nós, quem traz a verdadeira vida e que ilumina as trevas existentes em nossos corações e mentes.

Antes de Jesus estar em nós seremos egoístas e vaidosos. Não teremos a visão celestial e nossa lógica será a do mundo. Ao termos Jesus em nossos corações passaremos a buscar a natureza espiritual. Nossa lógica será a do Espírito e desejaremos sermos abençoadores de vidas. O mundo, ainda que sombrio, torna-se um lugar de exercícios, passa a possuir cores diferentes e apresenta novas oportunidades. A diferença agora está em nossa percepção de filiação e propósito e isto faz toda a diferença!

Com Cristo já vencemos o mundo, mas sem ele ainda estamos lutando pelo trivial, com desânimos e tribulações que parecem não ter solução. Quando o conhecemos tudo se transforma e até a tribulação se torna um trampolim para coisas maiores em nossas vidas. Quem deseja ter uma vida segundo a vontade de Deus precisa conhecer Jesus. Ignora-lo é permanecer sem esperança, com medo do amanhã e com a percepção do julgamento de Deus.

Conhecer Jesus Cristo é tudo de bom para as nossas vidas. Nele há salvação e vida eterna, alimento e descanso, segurança nas tribulações e a certeza de estarmos com Deus no Grande Dia! Busquemos ao Senhor!

Ano 2#100

A nova vida é um trabalho diário de santificação!

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.
‭‭João‬ ‭1:12-14‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.1.12-14.ara

A graça e a verdade vieram abundantemente à Terra na pessoa de Cristo, o messias, o Filho de Deus encarnado! Era o Filho único, o unigênito, mas ao se entregar na cruz por nós, passou a ser o primogênito! Fez com que todos que crescem em seu sacrifício redentor se tornassem filhos de Deus e, portanto, irmãos e co-herdeiros das promessas do Pai!

Passar a ser irmão de Jesus significa possuir o Espírito Santo em nós e sermos capazes de fazer o que Jesus fez, trazendo a graça e a verdade a outros. Este é o papel da família espiritual criada em Cristo e chamada de Igreja. Não há Igreja sem Cristo e não há filiação em Deus sem termos recebido do Seu Espírito Santo através de Cristo!

Ser Cristão é buscar a filiação em Deus através de Jesus e seguir o caminho da vida à serviço do próximo para glorificar o nome do Pai. Isto em amor e gratidão por termos recebido a salvação que não merecíamos. O pecado nos impede de servirmos em amor e é necessário nascermos novamente de Deus para que isto seja possível.

Este novo nascimento faz com que boa parte do nosso velho homem/mulher sejam abandonados, enquanto a nova natureza começa a fazer uma transformação interna. Esta transformação se chama santificação e leva um tempo para cada um de nós.

Enquanto nos santificamos uma parte do velho homem continua lutando contra a nova natureza e isto é um processo pessoal em que temos de perseverar, não desanimar e clamar muitas vezes que o Espírito nos fortaleça para que a nossa carne morra de vez. Mas, algumas vezes leva mais tempo e precisamos continuar lutando. Isto é o caminhar com Jesus!

Os apóstolos passaram por isto e no livro de Atos lemos discussões, situações de conflito no abandono da Lei para a graça e outros fatores que fizeram com que os discípulos recebessem a direção do Espírito e nos ajudassem hoje em nosso tempo.

Sentir desejos antigos não é pecar, desde que não os acolhamos em nossas mentes e corações. Precisamos lutar contra isto, mas não significa que não fomos regenerados. Ser regenerado é ser capaz de lutar contra isto, pois antes não tínhamos força e muitas vezes nem o desejo de interromper tais situações, mas no Espírito Santo temos o domínio próprio que nos capacita a dizer não para o que não desejamos mais praticar!

Os filhos do Pai receberam poder em Jesus para viverem buscando e exercendo a santificação, um trabalho diário voluntário e dependente do pleno conhecimento de Cristo. Isto é maravilhoso, pois agora temos acesso a Deus pelo Filho, para vivermos o propósito a nós entregue na nova vida! Deus seja louvado!

Ano 2#66

Onde temos buscado as palavras de vida eterna?

Então, perguntou Jesus aos doze: Porventura, quereis também vós outros retirar-vos? Respondeu-lhe Simão Pedro: Senhor, para quem iremos? Tu tens as palavras da vida eterna; e nós temos crido e conhecido que tu és o Santo de Deus.
‭‭João‬ ‭6:67-69‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.6.67-69.ara

Ao reconhecermos Jesus Cristo como Senhor e salvador já não conseguimos deixar de segui-lo. Ao reconhecer que ele tem as palavras de vida eterna, como abandona-lo? No entanto, se não entendermos suas palavras também iremos nos escandalizar como muitos discípulos fizeram e o deixaram.

A questão fundamental reside em conhecer Jesus como o dono da vida, aquele que nos dá de si mesmo para que vivamos através dele. Se entendermos isto e nos apegarmos a esta verdade, então não o abandonaremos e nem o trairemos. E este discernimento vem através do Espírito Santo. Sendo assim, sem a manifestação de Deus para nos abrir a mente e coração, não temos como compreender a maravilha da graça que salva o homem.

Viver em Cristo requer mais que acreditar nele, é realizar as obras que ele deixou para nós. É andar nos seus passos através de nos alimentarmos do próprio Cristo. Isto é o espiritual agindo no material. É recebermos do Espírito Santo para agirmos neste mundo.

Ora, sem crer que Jesus é o Cristo e sem conhece-lo jamais seria possível confiarmos no Evangelho. Não há Evangelho sem Jesus e nem caminhar no Evangelho sem Jesus! Por isso a mensagem que ele deixou era de nos alimentarmos dele que é o Pão que desceu do céu, e que deveríamos beber do seu sangue que nos traz as promessas da Nova Aliança.

Glórias a Deus por tão grande graça! Tomemos posse desta herança bendita e prossigamos em conhecer a Cristo nos alimentando do Senhor e caminhando com ele! Seremos abençoados, transformados, cuidados, libertos e justificados em todo o tempo da caminhada.

Nosso propósito é o de nos santificarmos para nos encontrarmos com o Deus Santo e tremendo. No Dia do Julgamento exultaremos porque a fé que nos foi dada em Cristo terá feito a obra em nós e teremos o nosso nome escrito no Livro da Vida! Portanto, estejamos alegres pois as palavras de vida eterna em Cristo já estão nos transformando para a glória do SENHOR. Creiamos no Santo do Deus!

Ano 2#64