Confiemos no amor de Deus!

Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem chamarás pelo nome de Jesus. Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; Deus, o Senhor, lhe dará o trono de Davi, seu pai;
‭‭Lucas‬ ‭1:31-32‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.1.31-32.ARA

Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando der ele a sua alma como oferta pelo pecado, verá a sua posteridade e prolongará os seus dias; e a vontade do Senhor prosperará nas suas mãos. Ele verá o fruto do penoso trabalho de sua alma e ficará satisfeito; o meu Servo, o Justo, com o seu conhecimento, justificará a muitos, porque as iniquidades deles levará sobre si. Por isso, eu lhe darei muitos como a sua parte, e com os poderosos repartirá ele o despojo, porquanto derramou a sua alma na morte; foi contado com os transgressores; contudo, levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu.
‭‭Isaías‬ ‭53:10-12‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/isa.53.10-12.ARA

Jesus é rei, sacerdote, Filho e Servo do Deus altíssimo. Veio para reinar, por ser descendente de Davi e descendente de Deus. Veio para dar a vida e servir à humanidade, de maneira a transformar a todos que crerem nele. O reinado de Cristo é, primeiramente, espiritual e assim tem se desenvolvido, mas será também físico quando na sua vinda futura. As Escrituras irão se cumprir cabalmente, pois Deus presenciou o futuro e nos avisou no passado!

Jesus reina e reinará para todo o sempre. João disse que tudo foi feito através dele. Isaías atesta o propósito de sua primeira vinda quando carregaria sobre si todo o pecado do mundo, sendo contado com os transgressores e tornando-se nosso intercessor. O escritor de Hebreus nos ensina sobre o sacerdócio eterno de Cristo e Paulo nos lembra que nele já vencemos o pecado e a morte!

Pedro nos fortalece ao incluir nossa parte ao olharmos para ele e o seguirmos, enquanto Lucas registrou tudo de todos para evidenciar o que a fé em Jesus proporcionou aos que se uniram aos discípulos. Toda a Bíblia foi escrita para exaltar a obra de Deus através de Cristo, pois nós caímos em Adão e fomos restaurados em Jesus. O único porém das escrituras é que atestam que nem todos verão esta glória porque não creram no Filho. Jesus é Senhor de muitos, mas não de todos. É Senhor daqueles que se submeterem ao seu ensino, sacerdócio e reinado, que forem adotados pelo Pai a partir do Filho, e não serão todos que farão esta aliança bendita.

Jesus Cristo veio para nos dar a vida eterna. Foi contado entre dois transgressores, os que foram crucificados junto com ele. Os dois refletem bem a nossa condição de que qualquer um pode receber a vida eterna em Cristo e que nem todos decidirão por ela. Os dois eram pecadores e tiveram a mesma oportunidade. Um arrependeu-se e pediu para estar com Cristo na eternidade, enquanto o outro o desprezou. Ambos morreram a primeira morte, mas aquele que recebeu a Cristo como Senhor já não verá a segunda morte!!!!

Jesus intercede por nós e já deu sua vida na cruz. Não há impedimento algum para o recebermos como Senhor, salvador, rei, amigo, irmão, mestre, conselheiro, aquele que nos resgatou das trevas para a sua maravilhosa luz. Nele não há pecado e, por isso, venceu a morte. Nele somos aperfeiçoados e transformados para sermos conforme ele é e não seremos envergonhados no Dia do Senhor. Pelo contrário, seremos justificados por aquele que deu a vida por nós, para que através dele sejamos santos e santificados por toda a eternidade!

Cristo está sendo anunciado e muitos o receberão com alegria. Façamos parte deste grupo e vivamos sem temer a morte, pois já foi vencida por ele e nós também a venceremos por causa dele! Ele carregou com os nossos pecados e intercede por todos. Não ignoremos esta dádiva, pois quem assim fizer estará vivendo por sua própria força e fora da vontade do Pai. Foi o Senhor que se agradou em moê-lo para que tivéssemos vida, para que tivéssemos oportunidade de perdão e restauração, para que finalmente pudéssemos retornar para os braços do Pai. Sim, Deus nos deu o Seu Filho para que pudéssemos nos tornar filhos também e esta graça bendita está ao alcance de todos que crerem nela.

Confiemos no amor de Deus! Que Cristo viva em cada coração e sejamos família espiritual, em nome de Jesus!

Ano 2#168

Alegrem-se, muito favorecidos!

No sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado, da parte de Deus, para uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com certo homem da casa de Davi, cujo nome era José; a virgem chamava-se Maria. E, entrando o anjo aonde ela estava, disse: Alegra-te, muito favorecida! O Senhor é contigo. Ela, porém, ao ouvir esta palavra, perturbou-se muito e pôs-se a pensar no que significaria esta saudação. Mas o anjo lhe disse: Maria, não temas; porque achaste graça diante de Deus.
‭‭Lucas‬ ‭1:26-30‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.1.26-30.ARA

Gabriel, o anjo mensageiro de Deus, foi enviado tanto para anunciar o nascimento de João Batista como o de Jesus Cristo. Assim como Maria se espantou ao receber a visitação sobrenatural o mesmo ocorreu com Zacarias. O sacerdote deveria estar mais preparado, pois ministrava no templo e vivia para servir ao Senhor, mas Maria jamais esperaria tal visita. Esta é uma das questões quando vemos a resposta de cada um deles ao anjo e como este os tratou, mas o mais importante é a mensagem trazida!

Gabriel anunciou a Maria os planos de Deus para ela. Não havia outra mulher na região que fosse virgem, noiva de um homem da linhagem de Davi? Certamente que sim, mas Deus a escolheu! Esta escolha de Deus para conosco é o que chamamos de graça, favorecimento por vontade de quem deseja nos dar e não porque merecemos. Maria perturbou-se porque não esperava e nem estava buscando isto de Deus!

Gabriel lhe chamou de muito favorecida, aquela que tem o favor de Deus, abençoada, suportada pela graça do Senhor! Como receberíamos uma saudação destas, se estamos vivendo em um mundo natural, onde situações comuns ocorrem a nossa volta e nada de extraordinário parece estar acontecendo? Não conseguimos enxergar livramentos, a saúde, os benefícios enquanto não vemos os danos, doenças e dificuldades. Maria veria os livramentos de Deus nos meses a seguir, nos anos vindouros, por toda a sua vida. Jesus estaria ao seu lado por um tempo, e poderia contemplar a salvação do mundo a partir da concepção sobrenatural e do poder de Deus encarnado naquele que trouxe a redenção da humanidade.

Maria precisou ouvir do anjo que não temesse, pois Deus estaria com ela. Sim, com a presença do Senhor em nossas vidas podemos enfrentar o mundo natural e o sobrenatural. Podemos passar pelo deserto e alcançar lugares altos. Podemos suportar as ameaças dos inimigos e derrota-los porque quem está conosco é o Criador, o Altíssimo!!! É por causa dEle que somos vitoriosos e também combatidos! Mas, os inimigos se levantam para cair diante de nós, pois o Senhor dos Exércitos é quem vai à nossa frente!

Maria ainda estava buscando entender o processo e o anjo lhe explicaria o que importava para aquele momento. A nossa fé é exercida quando nos apoiamos no poder de Deus para enfrentarmos as situações, sejam fáceis ou difíceis. NEle seremos vencedores, alcançaremos êxito na missão, seremos felizes e impactaremos o mundo. Maria é conhecida de todos os Cristãos como a mais bem aventurada entre todas as mulheres, pois concebeu o salvador do mundo. Sofreu como todas as mães no início, mas sofreu ainda mais as batalhas espirituais como nenhuma outra, e quando viu o filho sacrificando-se pelo mundo. Alegrou-se ainda mais na ressurreição e pôde contemplar o filho como Senhor também de sua vida.

Verdadeiramente foi transformada pela fé, desde o momento em que recebeu a saudação do anjo Gabriel. E nós? Conhecendo esta palavra, como estamos nos preparando para enfrentarmos as questões diárias e importantes em nossas vidas? Se recebemos o convite do evangelho temos a oportunidade de sermos felizes e também conhecedores da graça de Deus, das lutas e das vitórias, da morte e ressurreição, do poder de Deus e do nosso propósito, da salvação e senhorio de Cristo em nossas vidas! Não ouviremos o evangelho por boca de anjos celestiais, mas de homens e mulheres, mensageiros da paz! Estes estão entre nós e também nos anunciam coisas tremendas que muitas vezes não damos importância, mas é hora de darmos!

Que a mensagem do evangelho provoque em nós a transformação interior que Maria sofreu, para que venhamos a receber a Cristo e tê-lo conosco por toda a eternidade. Que ele seja tudo em todos e possamos enxerga-lo não só com os olhos da fé, mas senti-lo conosco. Que possamos nos alegrar com a sua presença, pela graça de Deus que nos escolheu para sermos seus filhos e herdeiros. Que possamos atender ao chamado hoje, com a confiança de que o Senhor já nos deu vitória com Ele!

Ano 2#167

A que pai estamos honrando?

Replicou-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, e isso nos basta. Disse-lhe Jesus: Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?
‭‭João‬ ‭14:8-9‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.14.8-9.ARA

Somos 50% da carga genética de cada um de nossos pais biológicos. Assim, somos descendentes e herança genética de nosso pai e de nossa mãe. Seremos semelhantes em características de um e do outro, em formas de agir, pensar e até fisicamente.

Filipe pede a Jesus para mostrar o Pai e Jesus responde dizendo-lhe que ele, Jesus, é semelhante ao Pai. Se conhecermos a Jesus estaremos conhecendo o Pai, porque Jesus Cristo é Filho, legítimo, espiritual, proveniente de Deus! Jesus tem poder e autoridade concedidos por Deus para conduzir toda a humanidade de volta ao caminho da vida eterna, da filiação por novo nascimento em Espírito, para sermos a imagem e semelhança de Deus como fomos criados no Éden.

Em Jesus temos o resgate da natureza divina que perdêramos quando a humanidade pecou contra Deus. Ficamos apegados com a parte carnal, pois a espiritual deixou de ter comunhão com o Pai, e isto precisava ser concertado. Jesus veio restaurar nossa comunhão com Deus, sendo o caminho de volta, nossa luz na escuridão, nosso irmão mais velho que cuida dos pequenos!

A quem temos por Pai? Se Cristo é nosso irmão, então teremos semelhança com ele, em amor, paciência, graça e misericórdia. Mas se continuamos a roubar, defraldar, trair, adulterar e mentir sem sentirmos nenhum remorso, então temos por pai o diabo! Nossas ações acabam por refletir a nossa paternidade espiritual. Nossas atitudes são reflexo do relacionamento espiritual que temos nas regiões celestiais. E neste campo recebemos direcionamento de quem desejamos obedecer.

Nossa filiação espiritual foi comprometida no Éden pois havíamos sido criados para sermos filhos de Deus, até que tomamos outro caminho. A que pai desejamos nos assemelhar? A quem estamos seguindo? A quem estamos honrando? Se Deus é nosso Pai, seguiremos Sua direção e Cristo é nosso irmão. Temos esta segurança? Se ainda não temos, entreguemos hoje nossas vidas através de Cristo e recebamos roupas novas, uma aliança eterna, herança espiritual e um propósito maravilhoso!

O Pai está de braços abertos e nos justificará. Não importa o pecado que praticamos até aqui, pois a salvação é pela vontade de Deus para conosco. Senão, ninguém se salvaria. Se fosse possível sem a ação de Deus Jesus não precisaria vir para nos mostrar o caminho. Veio porque é necessário e nos ama! Que honremos este amor sacrificial que nos transforma em semelhantes ao Altíssimo porque receberemos a semente espiritual em nós, o Espírito Santo de Deus! Assim nos tornaremos semelhantes e começaremos a agir como Cristo, e alegraremos o coração do Pai!

O pai, porém, disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, vesti-o, ponde-lhe um anel no dedo e sandálias nos pés; trazei também e matai o novilho cevado. Comamos e regozijemo-nos, porque este meu filho estava morto e reviveu, estava perdido e foi achado. E começaram a regozijar-se.
‭‭Lucas‬ ‭15:22-24‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/luk.15.22-24.ARA

Ano 2#165

Inícios são importantes!

Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus. Conforme está escrito na profecia de Isaías: Eis aí envio diante da tua face o meu mensageiro, o qual preparará o teu caminho; voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas; apareceu João Batista no deserto, pregando batismo de arrependimento para remissão de pecados. Saíam a ter com ele toda a província da Judeia e todos os habitantes de Jerusalém; e, confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão.
‭‭Marcos‬ ‭1:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/mrk.1.1-5.ARA

O evangelista João Marcos era um dos que andaram com Jesus e foi testemunha ocular de muitos fatos por ele narrados neste evangelho. Ele começa a descrição da narrativa declarando que Jesus Cristo é o Filho de Deus e este é o evangelho de Cristo e não o do próprio Marcos.

Importante é que Marcos vai diretamente ao ponto onde o evangelho começa na vida das pessoas, quando elas enxergam seus pecados e se arrependem deles, buscando arrependimento e perdão, batizando-se para testemunharem a nova vida que decidiram viver, segundo a vontade de Deus e não mais as suas próprias.

Evangelho é mudança de atitude, arrependimento, conversão, perdão de pecados e testemunho da mudança de atitude que estamos estabelecendo por causa da nossa percepção de estarmos indo contra a direção de Deus para as nossas vidas. Portanto, sem entendermos os planos de Deus não teremos percepção de quão longe deles estamos e da necessidade de arrependimento e conversão.

O evangelho de Marcos é o menor de todos, sendo um resumo, indo direto ao ponto, não pretendendo confirmar as escrituras do Antigo Testamento como faz o evangelho de Mateus e nem uma explicação mais detalhada para um público crítico como fez o evangelista Lucas. Marcos escreve para os romanos que precisavam conhecer a Cristo e se tornou a base para que os outros evangelhos fossem escritos.

Ainda que Marcos não tenha se preocupado com informar sobre o nascimento de Jesus, estabeleceu a ordem dos fatos de seu ministério terreno, imprimindo ao conjunto uma estrutura suficiente para podermos enxergar a glória e o poder do Senhor em nosso meio! Marcos aponta o início do ministério de Jesus a partir do seu encontro com João Batista, aquele que o antecedeu para preparar os corações para o que Cristo veio fazer, dar o poder da salvação e santificação aos arrependidos!

Sem arrependimento pelos pecados não temos necessidade de perdão e nem salvação! Sem nos confrontarmos com a lei de que estou errado no meu procedimento não terei motivos para deixar de fazer o que faço. Sem reconhecer que fui pego cometendo um delito não sentirei vergonha e nem buscarei me retratar se tal situação não gerar constrangimento em mim.

Deus a tudo vê e tudo sabe. Se não me envergonhar de errar contra Ele é porque não temo o Seu julgamento ou Sua opinião, ou mesmo não considero Sua existência. Mas, se para mim há um Deus que nos entregou um caminho a seguir, uma forma de viver entre as pessoas e eu não a sigo porque desejo fazer do meu jeito, cedo ou tarde vou perceber que estou magoando pessoas e caminhando para a minha destruição. Nossos caminhos são de morte quando não vivemos pelos de Deus!

Alguns encontram O caminho bem cedo, outros tarde e há os que encontram bem mais tarde! Importa entrar neste caminho e permanecer nele. O caminho é estreito e nos custará permanecer nele, pois teremos de deixar para trás algumas coisas que julgávamos importante, mas tornam-se irrelevantes quando olhamos para o destino final. De que adianta carregar o que não me ajuda a chegar no destino? Estas decisões diárias são parte importante de nossas vidas. Levemos conosco o amor, o perdão, as amizades e deixemos o ódio e o pecado para trás! Este é o arrependimento que nos trará vida em Cristo!

Sejamos batizados não só no arrependimento, mas também no Espírito Santo, para que sejamos ousados e tenhamos autoridade espiritual para impactarmos este mundo. Buscar poder sem arrependimento é querer ter poder sem entendimento. Por isso o evangelho começa onde nos dói mais, em nossa vaidade e ignorância. Sejamos humildes e busquemos arrependimento. Assim, quando buscarmos os dons espirituais estaremos aptos a usa-los da maneira e com a motivação certa!

Ano 2#162

Temos um embaixador celestial!

Tendo passado por Anfípolis e Apolônia, chegaram a Tessalônica, onde havia uma sinagoga de judeus. Paulo, segundo o seu costume, foi procurá-los e, por três sábados, arrazoou com eles acerca das Escrituras, expondo e demonstrando ter sido necessário que o Cristo padecesse e ressurgisse dentre os mortos; e este, dizia ele, é o Cristo, Jesus, que eu vos anuncio.”
‭‭Atos‬ ‭17:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/act.17.1-3.ARA

É necessário entender o papel de Cristo. É necessário entender por que Cristo padeceu e ressuscitou dentre os mortos. É necessário entender que Jesus é o Cristo que havia de vir! Quando se nasce em um lugar onde este ensino é praticado crescemos sem nos dar conta de que este conhecimento não é comum. Mas, há o porém de como Cristo tem sido ensinado e como as pessoas entendem a respeito dele.

Muitos hoje não entendem por que era necessário Cristo padecer em uma cruz de forma tão brutal se ele é Deus! Para que deixar a glória dos céus e se tornar homem, vivendo entre nós? Pelo mesmo motivo que uma nação estabelece uma embaixada/consulado em nações com quem pretende manter relações diplomáticas. É mostrar o que a nação visitada tem a ganhar se relacionando com a que possui o emissário e estabelecer uma parceria duradoura com vantagem mútua.

A grande diferença é que Cristo não foi bem recebido e nem desejaram manter relações duradouras com ele, pois não entenderam a mudança das relações espirituais que ele estava trazendo para nós. Ao invés de termos sacerdotes específicos a levarem nossas ofertas pelos nossos pecados, agora seríamos o próprio sacerdote que deve se santificar e dar a própria vida em sacrifício pelos outros, como Jesus fez!

A religiosidade começa na terceirização da culpa e da responsabilidade pelos meus atos e santificação. Quando ponho em alguém a responsabilidade de buscar a Deus e interceder em meu lugar, estou idolatrando e sendo religioso no aspecto de viver por regras e não por transformação pessoal. Cristo é aquele que traz até nós o reino de Deus, a compreensão do que teremos com o SENHOR se nos relacionarmos com Ele. Só temos a ganhar, nada a perder! Se deixarmos de fazer algo é porque há algo melhor a fazer e não pior!

Os valores do reino de Deus são diferentes do que a humanidade naturalmente deseja praticar. Era necessário que a santidade do SENHOR nos visitasse e falasse aos nossos corações como pessoas, a partir de um embaixador. Jesus veio até nós como homem, nascido de mulher a partir do relacionamento do Espírito Santo, não do ser humano, mas de Deus. Viveu entre nós para mostrar que, se tivermos relacionamento com o SENHOR, seremos capazes de vivermos em santidade. Ter morrido na cruz foi necessário para que se cumprisse a justiça de Deus de um cordeiro perfeito ser morto e seu sangue aspergido para justificação do pecador.

Sua ressurreição ocorreu porque nele não há pecado e a morte não tem poder sobre o justo. Em Cristo somos justificados e a morte não terá poder sobre nós também! Viu a importância de Cristo morrer e ressuscitar para mostrar o caminho para o Pai?! Este Cristo é Jesus de Nazaré, o rejeitado pelos homens, por aqueles que não enxergam o valor do verdadeiro relacionamento com Deus. Nossa cegueira deve ser rompida pela ação do Espírito Santo de Deus, a partir da acolhida da fé em Jesus Cristo.

Paulo explicou todas estas coisas entre os judeus, mas estes ainda não entenderam. Os gentios receberam e entraram antes na comunhão espiritual da família de Deus! A igreja é, majoritariamente, constituída por não judeus por causa desta questão de não entenderem a mensagem. Nos países cristãos muitos estão aprendendo de maneira errada a respeito de Cristo. Ainda hoje, pessoas que se chamam de cristãos, não entendem porque Jesus morreu na cruz, por que ele ressuscitou e quem é Cristo! Por isso não entregaram ainda as suas vidas e procuram viver pela submissão a regras e obras que não trazem a verdadeira transformação espiritual.

O relacionamento com Deus nos traz vida nova, mudança de pensamento, poder para viver de maneira mais alinhada com o reino de Deus, pois estamos sendo chamados a isto. Na embaixada de um país temos eventos para que os povos conheçam e possam aprender com a cultura evidenciada. Se não tivermos interesse de aprender não será por força que serei levado até aquele país. Entrar lá depende de sermos recebidos. Jesus trouxe a embaixada celestial para a Terra, para recebermos asilo na cidade celestial, mas só os que desejarem o visto para o passaporte lá chegarão. Não se recebe o visto se Jesus não der. Ele é o embaixador que concede o visto, o Espírito Santo. Ele recebeu este poder do Pai!

Busquemos o reino de Deus enquanto o SENHOR nos deu abertura em Cristo. Se dependermos de nosso desempenho estaremos fadados ao insucesso, pois estaremos buscando entrar através de invasão das fronteiras sem o visto de entrada. Seremos deportados e não seremos recebidos. Cristo morreu para nos dar acesso a Deus, sendo Jesus Cristo o nosso libertador e justificador! Ele é a porta de entrada ao reino de Deus! Não só o visto será dado, mas a cidadania, uma casa, uma herança e um serviço.

Muitos estão buscando fugir de seus países porque não possuem uma vida digna onde residem. Assim somos nós neste mundo. Não podemos nos sentir à vontade aqui. Nosso lugar definitivo é com o Pai, que espera que todos nos convertamos de nossos pecados e vivamos uma vida plena com Ele. Portanto, busquemos a Cristo Jesus, aquele que está preparando lugar para nos receber quando chegarmos nos portões celestiais. Lá só entrarão os justificados e que possuem o visto, o selo, o Espírito Santo dado através da fé em Jesus!

Ano 2#156

Somos reconciliados com Deus através de Cristo!

A alma que pecar, essa morrerá; o filho não levará a iniquidade do pai, nem o pai, a iniquidade do filho; a justiça do justo ficará sobre ele, e a perversidade do perverso cairá sobre este. Mas, se o perverso se converter de todos os pecados que cometeu, e guardar todos os meus estatutos, e fizer o que é reto e justo, certamente, viverá; não será morto. De todas as transgressões que cometeu não haverá lembrança contra ele; pela justiça que praticou, viverá. Acaso, tenho eu prazer na morte do perverso? — diz o Senhor Deus; não desejo eu, antes, que ele se converta dos seus caminhos e viva?
‭‭Ezequiel‬ ‭18:20-23‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/ezk.18.20-23.ARA

Glórias a Deus pela Sua bendita palavra! Ezequiel recebe de Deus a palavra de que cada um é responsável pela sua vida. No capítulo 18 de Ezequiel Deus mostra que pais e filhos podem ter caminhos diferentes, que filhos não necessariamente seguem o mesmo caminho dos pais. E mais, aquele que pecar é quem entra em condenação, mas o justo não.

Nos versos acima vemos um Deus que não tem prazer na injustiça, nem na destruição do ser humano, mas que todos se arrependam de seus pecados e vivam vidas justas. Aquele que se arrepende e passa a viver justamente tem seus pecados perdoados e esquecidos. Esta é uma promessa de Deus já no Antigo Testamento.

E é justamente pela nossa dificuldade em vivermos desta forma que Jesus Cristo, o Filho Unigênito de Deus, apresenta-se à nosso favor:

E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas. Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação. De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus. Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.
‭‭2Coríntios‬ ‭5:17-21‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/2co.5.17-21.ARA

Deus nos reconcilia consigo mesmo através de Cristo, nos tornando justificados, feitos justiça de Deus! Já não há lembrança de nossos pecados quando recebemos Cristo como Senhor! Recebemos nova natureza espiritual, novas vestes, novos nomes, um “reset” em nossa carreira espiritual, uma folha limpa, com o Espírito Santo nos ajudando a permanecermos santos para o SENHOR!

É sobrenatural, é graça, pela fé em Cristo! A promessa feita no Antigo Testamento é cumprida em Cristo pois nos tornamos novas criaturas espirituais. Ainda que erremos, temos a percepção do erro, acesso a Deus para pedirmos perdão, orientação divina para reparamos o erro cometido e seguirmos em frente de cabeça erguida. Satanás não pode mais nos culpar e apontar o dedo por erros perdoados. Deus não o faz!

Precisamos reconhecer nossos pecados. Precisamos pedir perdão pelos nossos pecados! Precisamos receber o perdão e acolhe-lo! Há muitos doentes de alma porque se sentem culpados eternamente, mas em Cristo há perdão, mudança de estado espiritual, acolhimento do pecador arrependido! Há cura da alma para quem está em Cristo! Ele veio para tirar o pecado do mundo, pois recebeu sobre si todo o pecado da humanidade. O justo que não conheceu pecado se tornou injusto, para que nós injustos fôssemos feitos justiça de Deus!

Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.
‭‭Romanos‬ ‭8:1‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/rom.8.1.ARA

Em Cristo somos reconciliados, mas sem Cristo permanece a sentença de quem pecar, este morrerá! Que façamos a escolha hoje, enquanto Cristo está estendendo os braços para nós!

Ano 2#153

Sentimos júbilo por conhecermos a Cristo?

Depois de ouvirem o rei, partiram; e eis que a estrela que viram no Oriente os precedia, até que, chegando, parou sobre onde estava o menino. E, vendo eles a estrela, alegraram-se com grande e intenso júbilo. Entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra.
‭‭Mateus‬ ‭2:9-11‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.2.9-11.ara

Quantos anos os magos do oriente esperaram pela profecia do nascimento do Messias? Quanto tempo viajaram para poderem vê-lo e adora-lo? Qual o tamanho da alegria ao observarem uma estrela os guiando até o ponto certo? Não havia mapa, GPS e nem o rei sabia onde estava o menino!

Os magos que foram ao encontro de Jesus tiveram uma experiência superior que os judeus de sua época, pois não só esperaram pela promessa, mas buscaram ter um encontro verdadeiro com o Messias. Eles não duvidaram e foram até o rei Jesus, aquele que traria uma mudança eterna na história da humanidade. Levaram tesouros de presente, pois reconheceram a majestade e o poder do Senhor!

Será que hoje enxergamos o valor de Cristo? Tenho escrito a respeito disto nas últimas mensagens. Parece tudo muito “fastfood”, um evangelho da graça sem conhecimento e poder, onde Jesus é um nome pouco conhecido e menos ainda considerado como poderoso. Isto deve ter ocorrido porque nos acostumamos a ver um mundo dividido entre o bem e o mal, mas imagine um mundo onde Jesus ainda não havia passado e só se conheciam guerras, fome, doenças e pobreza em larga escala?

Um mundo sem Jesus não pensa em se arrepender de injustiças praticadas, crimes cometidos, adultérios ou de viver apenas em vaidade. Não há preocupação com o próximo e vale tudo. O homem no centro gera caos social, mas estamos em um tempo onde Cristo passou e há muitos pecadores arrependidos lutando para que o amor prevaleça e o pecado seja extinto.

Mas, estes Cristãos não permanecerão para sempre na Terra e, então, a ira de Deus recairá sobre os que ainda habitarem aqui. Jesus Cristo é a diferença na vida das pessoas. Só há o antes e o depois de Cristo. Os magos vieram do oriente onde este Jesus era esperado e muito desejado. Será que nossa sociedade o enxerga da mesma forma? Será que lhe damos a mesma honra? Será que as nossas vidas se tornaram presentes ao rei dos reis?

Cristo está vivo nos céus e ao alcance de nossas orações. Não precisamos andar centenas de quilômetros no deserto, mas dobrar os joelhos. Não precisamos entrar na casa onde estava com a mãe, pois agora está nos céus ao lado de Deus, o Pai. Nossas vidas em obediência e adoração serão os presentes e tesouros que podemos apresentar para lhe agradar. Isto trará glória ao nome de Deus e poderemos nos alegrar quando o virmos pessoalmente naquele dia. Nosso GPS é o Espírito Santo que nos levará à presença do Senhor todos os dias.

Que possamos buscar o Senhor a todo tempo e vivermos para a glória dEle. Não seremos envergonhados, mas pelo contrário, seremos vencedores do pecado e luzeiros em um mundo caído enquanto foge da luz de Cristo. Não sejamos como os religiosos que não esperavam a promessa, mas apenas fingiam esperar e acreditar, vivendo preceitos, regras e desobedecendo os desígnios de Deus. Contra isto virá a justiça do Eterno, um castigo que ninguém deseja e precisa de escape. Jesus é a resposta e isto deveria ser a alegria de toda a humanidade!

Ano 2#142

Estamos no caminho da frutificação ou da destruição?

“Eu batizo com água aqueles que se arrependem. Depois de mim, porém, virá alguém mais poderoso que eu, alguém muito superior, cujas sandálias não sou digno de carregar. Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo. Ele já tem na mão a pá, e com ela separará a palha do trigo e limpará a área onde os cereais são debulhados. Juntará o trigo no celeiro, mas queimará a palha no fogo que nunca se apaga.”
‭‭Mateus‬ ‭3:11-12‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/mat.3.11-12.nvt

João Batista batizava os que se arrependiam de seus pecados, preparando o caminho para que a salvação vinda através do batismo em Jesus fosse completa. Quando nos batizamos estamos testemunhando a nossa compreensão sobre a nossa condição de pecadores arrependidos. Sem esta compreensão o batismo perde o sentido e passa a ser um ato puramente religioso.

Por isso João criticou os fariseus e saduceus, pessoas religiosas da época que se intitulavam servos de Deus, que estavam vindo se batizar. Se não produzissem frutos que demonstrassem este arrependimento, então permaneceriam na mesma vida pecaminosa e religiosa.

O batismo de Jesus, com o Espírito Santo e com fogo, significa receber poder de Deus para vivermos esta nova vida após termos nos arrependido. É este batismo que vem dos céus que nos capacita a vivermos uma vida de santidade, negando nossos desejos contrários a Deus e trazendo desejos novos de uma vida sábia e próspera nos caminhos dEle. É trocar a mente, “trocar o software” do computador, “mudar o operador do sistema”, permitindo alcançar capacidades diferentes e alinhadas com os padrões de Deus.

Cristo é a resposta a nossa dificuldade em obedecer a Deus. É a melhor decisão a ser tomada em nossas vidas e o único caminho para fugirmos da nossa desobediência para com Deus. Jesus Cristo é o Senhor que precisamos para dirigir as nossas vidas, a luz para iluminar os nossos caminhos, o conselho sábio nos momentos de decisão e o amigo a nos abraçar nos momentos difíceis. Nele reside a graça de Deus e por ele recebemos o batismo do Espírito Santo.

Tudo começa pelo entendimento de quem somos e para onde estamos indo hoje. Será que reconhecemos nossos caminhos de pecado? O machado já está posto para cortar a árvore que não produz fruto e a pá levará os pedaços para o fogo. A árvore que dá fruto é podada e cuidada para produzir ainda mais. Arrepender-se é deixar-se cuidar pelo Senhor Jesus para sermos adubados e podados com amor. Daremos frutos dignos de arrependimento e não nos preocuparemos com o fogo eterno.

Busquemos o arrependimento sincero e o Espírito Santo, pois sem ele estaremos nos enganando em nossa religiosidade e seguindo o caminho para a perdição eterna.

Ano 2#129

A justiça de Deus não falhará!

Ai da cidade opressora, da rebelde e manchada! Não atende a ninguém, não aceita disciplina, não confia no Senhor, nem se aproxima do seu Deus. Os seus príncipes são leões rugidores no meio dela, os seus juízes são lobos do cair da noite, que não deixam os ossos para serem roídos no dia seguinte. Os seus profetas são levianos, homens pérfidos; os seus sacerdotes profanam o santuário e violam a lei. O Senhor é justo, no meio dela; ele não comete iniquidade; manhã após manhã, traz ele o seu juízo à luz; não falha; mas o iníquo não conhece a vergonha.”
‭‭Sofonias‬ ‭3:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/zep.3.1-5.ara

Há um contraste entre o Senhor e os homens rebeldes. Não coabitarão com o Senhor tais homens. Deus está computando e sendo misericordioso ao nos dar tempo para arrependimento. Assim foi, é, e será com o povo chamado por Deus para servi-lhe, mas também se aplicará a todas as nações enquanto estivermos no tempo da graça.

Enquanto o Senhor se revela e faz aliança conosco ele também reclamará nossa atitude e ações para com Ele e Sua obra. A iniquidade não perdurará em nosso meio eternamente. Infelizmente não há como um sentenciado por homicídio ser tratado como um ladrão de comida e o peso da sentença traz a força do encarceramento e da rigidez no tratamento.

Da próxima vez a Terra sofrerá grande dano pelo fogo e todas as nações sofrerão a ponto de desesperar pela vida. O propósito já não será de edificação, mas de filtragem. Os que permanecerem na rebeldia não conseguirão escapar da sentença e não há nada que possam fazer a não ser crerem pela fé!

Enquanto não confiamos na palavra e no autor da Bíblia, não desfrutaremos da leitura e não faremos dela nosso guia de vida. Seguiremos errantes, defraudadores, desonrosos, desrespeitosos, inflamados em sensualidades, corruptos e corruptores, mentirosos e desafeiçoados dentre tantas outras abominações que estaremos cometendo uns para com os outros. Não deve ser assim!

No entanto, o iníquo não conhece a vergonha e continua a realizar as suas obras más. Se não nos convertermos de nossos maus caminhos teremos a mesma sentença. Sem buscarmos a Deus estaremos condenados com o mundo e não haverá salvação. O juízo será terrível e precisamos de um salvador. E este é Jesus Cristo! Nele encontramos a vida de Deus, o caminho para a redenção dos povos!

Em Cristo recebemos o poder de dizer não à iniquidade e buscarmos continuamente a face do Senhor. Boas novas, há livramento para os que receberem a salvação pela fé em Jesus! Não passarão pela ira de Deus, pois receberam por fé, creram em Deus e não permanecerão no erro. Ter fé é, em primeiro lugar, entender a santidade de Deus e o seu juízo. Sem fé permaneceremos sem temor e não teremos vergonha da nossa iniquidade.

Em Cristo seremos transformados e já teremos passado da morte para a vida, da ira para a paz, da condenação para a liberdade, do erro para o acerto! Busquemos a Deus enquanto pode ser achado! Sua justiça tarda mas não falhará, e só tarda porque é misericordioso para com a humanidade!

Ano 2#124

Tenhamos uma vida de adoração!

Assim, o rei Salomão concluiu toda a sua obra no templo do Senhor. Então trouxe todos os presentes que seu pai, Davi, havia consagrado — a prata, o ouro e os diversos objetos — e os guardou na tesouraria do templo de Deus.
‭‭2Crônicas‬ ‭5:1‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/2ch.5.1.nvt

O templo construído por Salomão foi uma obra colossal para o seu tempo, feito com o melhor dos materiais e com os melhores artífices. O hino a ser cantado na inauguração foi composto pelo melhor dos ministradores da época, não se poupando nada para que o templo fosse erigido para a glória de Deus.

No Antigo Testamento Deus era buscado através da presença da Arca da Aliança no meio do povo e esta passou séculos no tabernáculo também construído com primazia dentro das possibilidades de um deserto, de maneira a ser transportável. Agora chegara a época de estabelecer a Arca em um local fixo, mas ainda construído por mãos humanas.

Na Nova Aliança nos tornamos o templo do Espírito Santo, não construídos por homens, mas pela mão de Deus! No entanto, em ambas as alianças há um serviço no templo, em santificação e em gratidão aos pecados perdoados por Deus. Há um propiciatório que da Arca se tornou Cristo, a presença de Deus em nosso meio, que na igreja é o Espírito que habita nos corações para louvor e adoração a Deus nos dado pelo sacrifício de Jesus!

Neste serviço diário nos tornamos o templo, o sacerdote e o material a ser ofertado em adoração. Assim como Cristo se ofereceu por nós na cruz para nos salvar, estaremos oferecendo nossa vida para levar o evangelho a outros. Estamos tomando as nossas cruzes e seguindo a Jesus!

Que materiais estamos usando nesta obra? A sobra de outras obras? Reciclagem? O que encontramos em qualquer lugar? Estamos dando o tempo que sobra para a obra de Deus? Nosso pior momento quando estamos cansados e estressados? Estamos nos santificando para esta obra ou pretendemos faze-la de qualquer maneira?

A obra de Deus é prioridade para o Pai e deve ser na nossa vida também. Se Deus não estiver em primeiro lugar não serei um bom cônjuge, um bom pai ou mãe, um bom trabalhador e nem um cidadão responsável. Quando o Senhor está em primeiro lugar desejo fazer o melhor para Ele e isto se reflete em minhas atitudes para com tudo e todos a minha volta!

O templo de Salomão glorificou a Deus assim como o tabernáculo de Davi! Na adoração estaremos fazendo em amor, fé e gratidão e daremos o nosso melhor. Esta é a atitude certa e pelo Espírito Santo a encontramos. Oremos ao Espírito para que vivamos de maneira a agradar o coração do Pai, pois o Filho já nos entregou o legado a ser continuado!

Ano 2#115