Não tenhamos o coração endurecido, mas ouçamos o convite dos céus!

Assim, pois, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração como foi na provocação, no dia da tentação no deserto, onde os vossos pais me tentaram, pondo-me à prova, e viram as minhas obras por quarenta anos. Por isso, me indignei contra essa geração e disse: Estes sempre erram no coração; eles também não conheceram os meus caminhos. Assim, jurei na minha ira: Não entrarão no meu descanso. Tende cuidado, irmãos, jamais aconteça haver em qualquer de vós perverso coração de incredulidade que vos afaste do Deus vivo; pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia, durante o tempo que se chama Hoje, a fim de que nenhum de vós seja endurecido pelo engano do pecado.
‭‭Hebreus‬ ‭3:7-13‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/heb.3.7-13.ara

A incredulidade nos afasta de Deus, pois significa não acreditar nos seus estatutos. Os homens que não seguem as regras sociais são os anarquistas e rebeldes, pois não aceitam viver debaixo de uma regra definida pelos que vivem naquele lugar.

Diferentemente dos homens que podem gerar regras para benefício de poucos, a Palavra de Deus existe para o benefício de todos. Ignora-la é seguir o caminho oposto ao que Deus espera de nós.

Uma geração inteira foi incrédula e morreu no deserto pois não desejou viver pelos desígnios de Deus. A vida com o Pai celestial é vivida pelos preceitos espirituais e não carnais. Desejar o paraíso é submeter-se às leis espirituais do amor, da paz, da benignidade e do frutificar no Espírito Santo.

Hoje estamos sendo chamados a vivermos por estes parâmetros e não o do sucesso como empresários ou como acadêmicos, quem tem mais dinheiro ou diplomas, mas quem consegue abrir mão do seu recurso em favor do próximo, quem dispõe do seu tempo para ensinar a outro.

Não ignoremos por falta de fé no Todo-Poderoso, pois a eternidade será o convívio com as pessoas de mesma índole, os crentes com os crentes e os descrentes com os descrentes. Não será como no mundo, onde as pessoas que não desejam viver sob a proteção da lei fazem o que bem entendem enquanto não são separadas das demais. No céu, quem não crer nem entrará! A escolha é nossa e é para ser feita agora!

Deus É luz!

Ora, a mensagem que, da parte dele, temos ouvido e vos anunciamos é esta: que Deus é luz, e não há nele treva nenhuma. Se dissermos que mantemos comunhão com ele e andarmos nas trevas, mentimos e não praticamos a verdade. Se, porém, andarmos na luz, como ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado.
‭‭1João‬ ‭1:5-7‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1jn.1.5-7.ara

Sem luz não conseguimos enxergar nada. A luz divina significa expor nossa condição. Se estivermos nus, vamos nos esconder das pessoas (ao menos os que sentem vergonha).

O sentimento de vergonha existe quando desejamos esconder algo que nos traz medo e desconforto se outros virem. Como Deus é luz, na presença dEle não há como se esconder. Adão tentou e não conseguiu. A verdade é que o pecado traz vergonha.

Jesus veio perdoar pecados e, portanto, tirar a nossa vergonha na presença de Deus que tudo sabe e vê. Se estamos perdoados pelo sangue de Jesus, então nos sentiremos livres para andarmos na luz e juntos uns dos outros.

A mentira, a raiva, a falta de perdão, a inveja, a maledicência e etc., trazem a escuridão para as nossas vidas e nos impedem de sairmos do nosso quarto escuro, com medo de que outros nos enxerguem como somos.

Peçamos perdão pelos nossos pecados, para que o sangue de Jesus nos purifique. Sejamos libertos de nossas fraquezas e andemos na luz, em comunhão uns com os outros! Basta reconhecer o nosso pecado e nos submetermos a Cristo.

Não há prêmio maior do que poder viver em liberdade, na luz de Deus! Creia no Senhor Jesus e será salvo tu e tua casa. Não há trevas onde a luz está!

Em que porta estamos entrando?

“Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela.”
‭‭Mateus‬ ‭7:13-14‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.7.13-14.ara

Se não houvesse o livre-arbítrio Jesus não diria para escolhermos uma porta. Ele simplesmente diria para esperarmos os tempos para que tudo estivesse decidido por nós. Assim, o destino de cada um está em nossas mãos!

Somos alertados de que o caminho para os céus é estreito como aqueles nas montanhas. São caminhos onde só passa um de cada vez, exigem perseverança e foco. Teremos ajuda na caminhada, pois assim o Senhor nos fortalece e apoia!

O caminho largo é aquele onde temos facilidade em nos mover e não é trabalhoso. A preguiça facilmente nos levará por ele. É o caminho de quem não perdoa. Perdoar é difícil e exige passar por cima da minha vontade e do meu orgulho…

O caminho largo é o caminho do traidor. Manter a aliança com as pessoas nem sempre traz lucro ou melhora minha condição. Preciso aceitar perdas ou conviver com situações que me desagradam…

O caminho largo é o caminho do caluniador. Para nos defender de alguém que nos incomoda podemos cair no erro de falar mal dela. É mais fácil destruir a pessoa do que seus argumentos…

O caminho estreito é aquele por onde Jesus Cristo passou e nos chama para passar. É o de negar-se a si mesmo e tomar a própria cruz para alcançar o nosso lugar com ele.

Em termos espirituais é o caminho da santificação onde dizemos não a tudo o que Deus abomina e que muitas vezes gostamos de fazer.

Todos os dias temos um caminho a trilhar. Qual deles vamos escolher hoje? Só um nos mantem na trajetória para o lar celestial. Se o caminho está difícil, oremos para que o Espírito Santo renove as nossas forças.

Na linha de chegada há um prêmio que vale toda e qualquer dificuldade enfrentada. Mas não esperemos o final. Nossas dores, cansaços e frustrações são carregadas diariamente quando entregamos nossa vida à Cristo! Basta confiar nele e segui-lo no único caminho para o Pai!

Por que Jesus Cristo veio ao mundo?

“Transbordou, porém, a graça de nosso Senhor com a fé e o amor que há em Cristo Jesus. Fiel é a palavra e digna de toda aceitação: que Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.”
‭‭1Timóteo‬ ‭1:14-15‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1ti.1.14-15.ara

Na visão do mundo isto é um escândalo. Se a vida normal é assim, por que é chamado de pecado? Ora, já falamos que a transgressão só existe onde há lei declarando o que é transgressão.

O que ocorre é que o mundo ignora a Lei de Deus quanto ao que Ele define por pecado. Para Deus todos pecamos e, por isso, teremos a sentença de morte espiritual ao morrermos fisicamente. Nossa vida aqui é um teste para a próxima e não adianta “taparmos o sol com a peneira”.

Não importa se não desejamos ver a legislação. Conhecendo ou não eu sou responsável em cada sociedade em que eu viver. Assim é no mundo físico e também no espiritual. Como resolver o problema da ignorância às leis? Divulgação e conscientização.

Os governos fazem propagandas para que as pessoas tomem conhecimento daquilo que é prioritário para s sociedade. Vejamos o caso do COVID-19. Há propagandas para se realizar o isolamento social e uso da máscara em lugares públicos. Junto a isto há a informação do número de infectados e da contagem de mortos para que as pessoas levem à sério as orientações.

Assim também é a pregação do Evangelho. Há as orientações de Deus para que vivamos em harmonia entre nós e também a conscientização do que o pecado traz na vida das pessoas. O salário do pecado é a morte (Romanos 6.23).

Jesus Cristo veio anunciar a salvação desta morte espiritual presente na humanidade. Veio oferecer a solução para o pecado que está em nós e nos orientar para vivermos uma vida santa e abençoada.

O juiz veio ao encontro do transgressor e deu-lhe a oportunidade de arrepender-se antes que fosse levado ao tribunal!

Glórias a Deus por sua graça e misericórdia! Aproveitemos esta oportunidade enquanto ainda podemos fazer uso dela. Enquanto há vida há oportunidade. Que o Senhor nos tire do coração e mente toda dúvida e engano para que possamos usufruir da Sua graça!

Conversão significa mudar o caminho de vida alinhando-o com a vontade de Deus!

“Sais ao encontro daquele que com alegria pratica justiça, daqueles que se lembram de ti nos teus caminhos; eis que te iraste, porque pecamos; por muito tempo temos pecado e havemos de ser salvos? Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades, como um vento, nos arrebatam. Já ninguém há que invoque o teu nome, que se desperte e te detenha; porque escondes de nós o rosto e nos consomes por causa das nossas iniquidades.”
‭‭Isaías‬ ‭64:5-7‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/isa.64.5-7.ara

Se esta oração de Isaias não fosse verdade então não haveria necessidade de um salvador e nem mudança de aliança.

Porque o homem é propício ao pecado, tende a viver uma vida fora dos desígnios de Deus. Não podemos ignorar que Deus é amor e também fogo consumidor (Hebreus 12.29)!

Assim, o homem que peca não está destinado ao céu, a viver junto de Deus. Permanece expulso do Paraíso! O retorno à restauração de relacionamento com Deus depende de entrarmos na condição de justos, e isto não conseguimos fazer por nós mesmos.

Para resolver esta questão é que Jesus Cristo revela a vontade de Deus e cumpre cabalmente a Velha Aliança, entregando-se como sacrifício suficiente para tornar justo a todos os que creem neste ato diante de Deus. Deus nos ama e enviou Jesus para nosso socorro (João 3.16).

Só precisa de salvador quem reconhece ser pecador. Se este entendimento não estiver em nós, não há porque buscarmos salvação. É um entendimento espiritual e individual!

A Nova Aliança em Cristo é que nos justifica e nos torna aptos a vivermos novamente com Deus no Paraíso. Este é um momento para refletirmos sobre as nossas atitudes e identificarmos se estamos vivendo no pecado ou estamos praticando atos de justiça.

Arrepender-se é o princípio da mudança, reconhecendo o erro, enquanto converter-se é passar a caminhar na direção de Deus! É tempo de salvação, tempo de reconhecermos a Cristo como salvador e Senhor! Que o Espírito Santo nos revele e convença sobre a nossa verdadeira condição espiritual!

Um exemplo de oração de entrega a Cristo é assim:

“Senhor, reconheço que sou pecador e estou longe dos teus caminhos. Peço-te perdão pelos meus pecados e renego a vida que tenho vivido afastado de ti. Recebo Jesus Cristo como meu salvador e caminho a seguir. Escreve o meu nome no Livro da Vida e reine sobre a minha vontade. Em nome de Jesus Cristo eu entrego o meu ser a ti!”

Esta oração traz nova vida a quem a faz! É nascer de novo, pois automaticamente o Espírito Santo tomará esta vida nas mãos e a conduzirá pelo caminho de Cristo até os portais celestiais! Só a nossa própria vontade nos impede de fazer isto!

Que Jesus Cristo seja o Senhor de nossas vidas e possamos estar todos juntos quando o Cordeiro nos chamar no grande dia!

Pedimos a benção de Deus, mas esperamos que venha do jeito dEle ou do nosso?

“Veio, pois, Naamã com os seus cavalos e os seus carros e parou à porta da casa de Eliseu. Então, Eliseu lhe mandou um mensageiro, dizendo: Vai, lava-te sete vezes no Jordão, e a tua carne será restaurada, e ficarás limpo. Naamã, porém, muito se indignou e se foi, dizendo: Pensava eu que ele sairia a ter comigo, pôr-se-ia de pé, invocaria o nome do Senhor, seu Deus, moveria a mão sobre o lugar da lepra e restauraria o leproso.”
‭‭2Reis‬ ‭5:9-11‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2ki.5.9-11.ara

É interessante como agimos enquanto esperamos o mover de Deus em nossas vidas. Muitas vezes somos como Naamã, querendo que a solução seja do jeito que esperamos ou desejamos.

Naamã estava com lepra e recebeu uma orientação de onde obter cura, que seria realizada através do profeta Eliseu. No entanto, esperava que o profeta viesse até ele e invocasse a Deus e ele ficaria curado sob o toque do profeta. Mas, a forma de receber a cura não seria assim.

Era necessário que Naamã desse mais um passo de fé que dependeria ainda um pouco mais de si mesmo, que era de obedecer a orientação do profeta.

Muitos de nós desejamos a benção mas não queremos nos submeter a passar pelo processo de recebe-la. Outros nem acreditam ser isto possível, mas a fé é justamente crer e obedecer às orientações de Deus!

Jesus Cristo continua operando no mundo através da fé! Busquemos em Deus a cura para as doenças que a ciência não dominou ou que não esteja ao nosso alcance. Sujeitemo-nos ao processo da cura, entendendo que nem sempre a nossa maneira trará o sucesso esperado.

É tempo de confiarmos em Deus! Afinal, quanto o mundo fecha as portas para nós, importa crermos que Deus existe e pode mudar a nossa história! Que o SENHOR acrescente fé em nossas vidas!

Tempo de orar e não julgar!

“Lembra-lhes que se sujeitem aos que governam, às autoridades; sejam obedientes, estejam prontos para toda boa obra, não difamem a ninguém; nem sejam altercadores, mas cordatos, dando provas de toda cortesia, para com todos os homens.”
‭‭Tito‬ ‭3:1-2‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/tit.3.1-2.ara

Nossa luta não é contra pessoas, mas contra os poderes do mal nas regiões espirituais (Efésios 6.12). Não devemos destruir a autoridade de homens e nem falar mal deles. Não deve ser assim o nosso proceder.

Há horas em que devemos defender os ideais que cremos e confiamos, mas não será pela destruição da autoridade ou sua imagem. Quem não erra que atire a primeira pedra.

Precisamos demonstrar a diferença da fé porque confiamos no que as Escrituras nos ensinam. Se cairmos “na pilha” do mundo iremos fazer as mesmas coisas e não traremos benefício algum.

Destruir autoridade traz caos à sociedade. Desmoralizar alguém traz repúdio a si também, pois quem garante que para se defender não cairá em condenação igual? Muitos se arrependem, pois precisam reconhecer que não somos muito diferentes se o Evangelho não nos transformar.

Oremos pelas nossas autoridades, para que possamos ter paz e momentos melhores em nossa nação (1 Timóteo 2.2). Quando o cenário piora, perseveremos em lutar nas regiões espirituais, pois aqui na terra são manifestas as batalhas travadas nos céus.

Podemos ser apenas uma audiência barulhenta e reclamadora ou guerreiros espirituais que estabelecem os muros contra as hostes do mal que vêm contra nossas vidas e nação.

Podemos fazer diferença ou sermos do time que reclama de tudo e todos, que não ajunta, mas espalha. Não é assim que a Bíblia nos ensina. Escolhamos que posição tomar, sabendo que falando de A ou B estaremos indo a favor do diabo que é criador de confusão.

Sujeitai-vos a Deus e resisti ao diabo e ele fugirá de vós (Tiago 4.7)! Não devemos ser dos que fazem da maneira contrária a Deus, pois senão estaremos indo contra o próprio SENHOR! Vigiemos nossas vidas antes de julgarmos pessoas!

Que a paz do Senhor Jesus Cristo nos guie nestes dias turbulentos!