Devemos ter misericórdia também para quem trabalha para nós.

Senhores, tratai os servos com justiça e com equidade, certos de que também vós tendes Senhor no céu.
‭‭Colossenses‬ ‭4:1‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/col.4.1.ara

A Bíblia nos ensina que Deus vê tudo e a todos. Temer a Deus é, em primeiro lugar, ter esta consciência de que nada fica sem registro nos céus e ninguém gostaria de que o que fez de errado fosse visto por outros, certo?!

Assim, empregadores são senhores e devem lembrar que há o Senhor a observar do alto a forma de trabalho de todos.

Este sentimento de estar sendo monitorado pode ser bom ou ruim. Há pessoas que se intimidam e outras que desejam se mostrar. Ora, se estamos a viver para Deus, não devemos nos preocupar com nada disto.

Importa-se com monitoramento quem não consegue se controlar e tem medo de errar. Se o Espírito nos conduz, não há nada a esconder porque estamos buscando fazer o certo, e não há nada para mostrar porque o próprio Deus nos ajudou a faze-lo! Isto tira de nós toda a pressão do monitoramento.

Assim deveria ser nas empresas e organizações de todo tipo. Se os empregadores estão apoiando as atividades de seus empregados, o monitoramento não é para identificar a falha dos indivíduos, mas para acompanhar a eficiência geral do processo.

Precisamos aprender com o Senhor que nos ama e busca a nossa edificação. Se Deus fosse apenas um cobrador de eficiência espiritual, nenhum de nós adentraria os céus!

Todos estamos em aprendizado, e todos precisamos da graça e da misericórdia. Assim, que esta misericórdia também esteja presente em nossos trabalhos! Isto é bom e Deus se alegrará ao ver isto acontecer!

Se estamos com dificuldade em perdoar e dar outra oportunidade, peçamos a Cristo que nos ajude e oriente. Embora não tenhamos recursos para perder, não está fácil se alguém perder o emprego.

Podemos edificar bons profissionais ou apenas cobrar desempenho. Como queremos ser tratados deve ser a nossa forma de tratar! Estamos semeando para colher!