De quem é a justiça para a salvação do homem?

se, de fato, é justo para com Deus que ele dê em paga tribulação aos que vos atribulam e a vós outros, que sois atribulados, alívio juntamente conosco, quando do céu se manifestar o Senhor Jesus com os anjos do seu poder, em chama de fogo, tomando vingança contra os que não conhecem a Deus e contra os que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus.
‭‭2Tessalonicenses‬ ‭1:6-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2th.1.6-8.ara

Vivemos com ao menos três hipóteses em nossas vidas:

1 – Nada é como nos dizem e não importa o que façamos iremos morrer e tudo acabou depois da morte;

2 – Há céus e inferno e posso trabalhar minha alma para ser merecedor do céu;

3 – Há céus e inferno e somente Deus pode nos definir como merecedores do céu.

A primeira opção faz com que tudo seja obra do acaso e que não há justiça alguma no mundo. A segunda nos faz trabalhar herculeamente em prol de nosso autocontrole e busca contínua de aperfeiçoamento em obras visíveis a nós e aos outros. A terceira nos faz depender totalmente de Deus e nos aproximarmos cada vez mais dEle.

A primeira não traz nenhuma paz, pois o mundo é caótico e sem controle da nossa parte. A segunda também não, pois somos incapazes de atingir a plenitude do que esperamos para nós mesmos nesta vida. Seriam necessárias várias vidas para vivermos até chegarmos a perguntar qual seria o parâmetro de bondade a ser atingido e quem o define! A terceira só traz paz quando enxergamos a graça de Deus pelo amor de Cristo para conosco.

É possível confiar de que a salvação vem apenas de Deus e não conseguir recebe-la. Não será trocando favores com Deus, senão cairíamos na segunda hipótese de que nossas obras nos dariam a condição de aceitação.

Jesus Cristo morreu por todos nós para que através do seu sacrifício tivéssemos plena aceitação de Deus nos céus. A questão de como viveremos na Terra após receber a salvação é resultado do entendimento de quem somos em Deus!

Um filho de Deus tem paz para entregar aos outros. Tem amor para levar a quem precisa, tem bondade para realizar boas obras, tem alegria em compartilhar suas bençãos e muito mais!

Viver na terceira hipótese nos capacita a vivermos o melhor de Deus hoje. Depender de Deus é te-lo como um eterno Pai provedor, Senhor e amigo. É obedecer com o entendimento de quem reconhece a experiência do Pai e guarda o seu coração para fazer tudo o que Ele orienta.

A terceira hipótese nos revela o Espírito Santo capacitador da graça e orientador da salvação recebida. É preciso ser salvo para ser santo e não ser santo para ser salvo!

Viver em Cristo é a mensagem do Evangelho. Qualquer coisa diferente disto é religiosidade e preceitos de homens. Não faça isto ou aquilo, não coma estas coisas, não faça nada neste dia enquanto alguém precisa de sua ajuda, etc.

Jesus já fez todas as obras necessárias para recebermos a salvação. Receber seu sacrifício é a única opção viável pela terceira hipótese. Desenvolver a salvação é a grande aventura a ser vivida pela fé! Então pergunto:

– Vamos viver pela fé em Cristo?