A linha de chegada é o começo da eternidade!

Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé. Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda.”
‭‭2Timóteo‬ ‭4:7-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2ti.4.7-8.ara

Há um aspecto difícil no entender do evangelho. Como uma salvação recebida pela fé pode ser perdida na caminhada, já que tudo é providência de Deus em nós?

A resposta é que não fomos robotizados, mas temos capacidade de aceitar e abrir mão daquilo que Deus nos dá. Foi assim na escolha de Adão e Eva e é assim nos nossos dias.

Quando Paulo declara que combateu o bom combate, completou a carreira e guardou a fé é porque viveu intensamente as escolhas pela perspectiva apostólica, dedicação exclusiva ao reino de Deus.

Viver exclusivamente pelo reino é chamado, dom, vocação de quem deixa a vida tradicional de casa-trabalho para pessoas-pregação. O trabalho passa a ser um meio de subsistência, não mais uma carreira em busca de sucesso na empresa, aumento salarial ou um cargo executivo.

Paulo está falando da carreira do servo, em meio à edificação de igrejas, fortalecimento da fé de pessoas, chorar com os que choram e se alegrar com os que se alegram. A carreira do servo é cansativa emocionalmente, pois há altos e baixos nas condições de vida das pessoas.

Em calamidades como os incêndios de cidades, perseguição das igrejas, inundações, pandemias e etc, estes servos se deparam com toda uma desestruturação de lares e suportando a dor da morte de muitos entes queridos das pessoas assistidas. Além de colocar a própria vida em risco, vivem na dependência da caridade e apoio de outras pessoas engajadas no apoio humanitário e nas orações.

Viver para ajudar em situações difíceis, não provocadas por nós e nem sempre em condições de resolver a questão seja por recursos financeiros ou espirituais tornam a caminhada estressante também. Há que se perseverar. Há que continuar porque é um chamado.

Fazer a obra de Cristo traz fortalecimento e amadurecimento. Enxergamos a graça e a misericórdia de Deus. Somos transformados em instrumentos nas mãos do Senhor e podemos vislumbrar a glória de encontra-lo esperando na linha de chegada!

Não importa quanta distância ainda está para ser percorrida. Importa lembrar que no final seremos vencedores com Cristo e poderemos, juntos, festejarmos a conquista de termos vivido para a edificação de vidas para um reino celestial maravilhoso!

Haverá um dia onde nenhuma dor existirá para os vencedores da fé. Será o pódio, a alegria da vitória, da conquista da eternidade com Cristo, que é um caminho a vencermos diariamente com a ajuda do Espírito Santo. Cada dia a sua preocupação, derramando nossas dúvidas e dificuldades sobre ele, pois é o nosso cuidador e Senhor!

Que dia glorioso será!