A nova vida é um trabalho diário de santificação!

Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus. E o Verbo se fez carne e habitou entre nós, cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai.
‭‭João‬ ‭1:12-14‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.1.12-14.ara

A graça e a verdade vieram abundantemente à Terra na pessoa de Cristo, o messias, o Filho de Deus encarnado! Era o Filho único, o unigênito, mas ao se entregar na cruz por nós, passou a ser o primogênito! Fez com que todos que crescem em seu sacrifício redentor se tornassem filhos de Deus e, portanto, irmãos e co-herdeiros das promessas do Pai!

Passar a ser irmão de Jesus significa possuir o Espírito Santo em nós e sermos capazes de fazer o que Jesus fez, trazendo a graça e a verdade a outros. Este é o papel da família espiritual criada em Cristo e chamada de Igreja. Não há Igreja sem Cristo e não há filiação em Deus sem termos recebido do Seu Espírito Santo através de Cristo!

Ser Cristão é buscar a filiação em Deus através de Jesus e seguir o caminho da vida à serviço do próximo para glorificar o nome do Pai. Isto em amor e gratidão por termos recebido a salvação que não merecíamos. O pecado nos impede de servirmos em amor e é necessário nascermos novamente de Deus para que isto seja possível.

Este novo nascimento faz com que boa parte do nosso velho homem/mulher sejam abandonados, enquanto a nova natureza começa a fazer uma transformação interna. Esta transformação se chama santificação e leva um tempo para cada um de nós.

Enquanto nos santificamos uma parte do velho homem continua lutando contra a nova natureza e isto é um processo pessoal em que temos de perseverar, não desanimar e clamar muitas vezes que o Espírito nos fortaleça para que a nossa carne morra de vez. Mas, algumas vezes leva mais tempo e precisamos continuar lutando. Isto é o caminhar com Jesus!

Os apóstolos passaram por isto e no livro de Atos lemos discussões, situações de conflito no abandono da Lei para a graça e outros fatores que fizeram com que os discípulos recebessem a direção do Espírito e nos ajudassem hoje em nosso tempo.

Sentir desejos antigos não é pecar, desde que não os acolhamos em nossas mentes e corações. Precisamos lutar contra isto, mas não significa que não fomos regenerados. Ser regenerado é ser capaz de lutar contra isto, pois antes não tínhamos força e muitas vezes nem o desejo de interromper tais situações, mas no Espírito Santo temos o domínio próprio que nos capacita a dizer não para o que não desejamos mais praticar!

Os filhos do Pai receberam poder em Jesus para viverem buscando e exercendo a santificação, um trabalho diário voluntário e dependente do pleno conhecimento de Cristo. Isto é maravilhoso, pois agora temos acesso a Deus pelo Filho, para vivermos o propósito a nós entregue na nova vida! Deus seja louvado!

Ano 2#66

Não podemos deixar o primeiro amor!

E logo pregava, nas sinagogas, a Jesus, afirmando que este é o Filho de Deus. Ora, todos os que o ouviam estavam atônitos e diziam: Não é este o que exterminava em Jerusalém os que invocavam o nome de Jesus e para aqui veio precisamente com o fim de os levar amarrados aos principais sacerdotes? Saulo, porém, mais e mais se fortalecia e confundia os judeus que moravam em Damasco, demonstrando que Jesus é o Cristo.
‭‭Atos‬ ‭9:20-22‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/act.9.20-22.ara

Uma convicção nos traz determinação em um assunto. Com o tempo pode se tornar algo comum em nossas mentes e corações. Mas, o evangelho não deve ser assim. Há uma expressão no meio das igrejas chamada de “primeiro amor”, proveniente da passagem de Apocalipse 2.4:

Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor.
‭‭Apocalipse‬ ‭2:4‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/rev.2.4.ara

Uma pessoa que acabou de conhecer o caminho em Cristo, declarando sua fé nele e em arrependimento de pecados, recebe o Espírito Santo e todo o Fruto do Espírito de uma tacada só. Essa experiência é uma injeção de ânimo tão poderosa que não se consegue guardar só para si e a pessoa tende a compartilhar o evangelho com destemor e sem vergonha. Mas, com o tempo, se não cultivar em seu coração e mente esta experiência irá acabar apagando esta expressão de amor em sua vida.

Seria como um casal de namorados que estão juntos há muito tempo e não se casam, acostumando-se com a presença um do outro, e já não fazem mais uma declaração de amor quando se torna apenas uma amizade sem compromisso. Abandonar o primeiro amor é tornar comum a intimidade, sem a valorizar e nem exalta-la ao ser amado. É esquecer-se do valor de te-la e de quão especial é poder proclama-la!

O ser humano possui esta tendência de tornar comum o que lhe era especial e caro. Toda conquista se perde no tempo quando não é mais apreciada. Por isto muitos vencedores não a sustentam, pois já não possuem o mesmo valor enquanto não a possuíam. Isto também se refere a emprego, imóveis, carros e até relacionamentos, sejam de amizade, de negócios ou amorosos.

No reino de Deus perder este amor para com o Senhor é o mesmo que dizer que Ele já não tem o mesmo valor de antes para nós. É torna-lo comum e, por isso, deixar de evidencia-lo em nossas vidas. Precisamos ser como Paulo foi, determinado até o fim para evidenciar o amor de Deus para as vidas e o quanto a presença de Deus eta importante para ele:

Porquanto, para mim, o viver é Cristo, e o morrer é lucro.
‭‭Filipenses‬ ‭1:21‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/php.1.21.ara

Incomparável é podermos viver com o Senhor! Não há nada mais importante, pois as demais coisas são vividas e apreciadas com maior intensidade e sensibilidade quando temos o amor de Deus sendo exalado em nós e através de nós!

Que possamos nos arrepender de tratar este amor tão sublime como comum e nos voltarmos de todo coração em adoração a Deus e declarar ao mundo por tão maravilhosa salvação!

Ano 2#16

Já está posto o machado à raiz!

Vendo ele, porém, que muitos fariseus e saduceus vinham ao batismo, disse-lhes: Raça de víboras, quem vos induziu a fugir da ira vindoura? Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento; e não comeceis a dizer entre vós mesmos: Temos por pai a Abraão; porque eu vos afirmo que destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão. Já está posto o machado à raiz das árvores; toda árvore, pois, que não produz bom fruto é cortada e lançada ao fogo.”
‭‭Mateus‬ ‭3:7-10‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.3.7-10.ara

João Batista veio apontar a necessidade do salvador. Como ser uma boa árvore e dar bom fruto? Nós que nascemos em um mundo que tende a nos testar e querer sempre mais e garantir a nossa permanência nele fazendo de tudo ao nosso alcance, para nós mesmos, pelo egoísmo. Como mudar nossa maneira de ser forjada a partir de tantas situações que nos fazem buscar nossa auto-proteção, maximização da satisfação pessoal e longevidade?

Nunca foi diferente desde que Adão e Eva foram expulsos do Paraíso. Tinham a proteção de Deus, mas agora precisavam fazer muito mais que antes e não conseguiam ter o mesmo que tinham no Éden. A Terra lhes dava tudo antes, mas agora tinham de ara-la para poderem comer. Com o tempo tivemos que dividir com grupos que queriam tomar à força o que tinha sido semeado e plantado e as guerras começaram. Precisávamos nos proteger dos outros para permanecermos vivos. Que tal atacar primeiro?

Nos tempos de Jesus os Romanos tomavam conta da região e os Judeus queriam sua libertação através de um messias poderoso em batalhas, mas não conseguiram enxergar que Jesus era o messias prometido, pois seu reino é espiritual. Não podemos deixar de fazer o que fazemos se não deixarmos de pensar como pensamos. A permanência no raciocínio de que ganho mais sozinho e que tudo se resume a este mundo não poderá trazer o amor ao próximo e nem a fé em Deus.

Jesus prometeu vida espiritual eterna e abundante e não uma vida terrestre abundante. Nem todos que possuem fé em Deus conseguem ter vidas regaladas, pois acabamos por compartilhar mais e reter menos. Pela fé não ficaremos com tudo porque não recebemos apenas para nós, mas para podermos repartir com quem precisa agora. Como acreditamos em algo muito melhor depois as recompensas não estão aqui e nem a felicidade plena. Sem Deus não há alegria, amor ou paz, apenas nossa perspectiva de um mundo difícil e que não tem como nos dar tudo o que queremos dele.

João Batista nos lembra que há sim um arrependimento de nossas atitudes para podermos enxergar o messias prometido nas escrituras e que se o seguirmos seremos abundantes em frutos de boa qualidade. Cristo em nós é a seiva que nos capacita à boa produção, que nos traz o desejo de amar por amar, de olhar o mundo como a criação divina que merece ser cuidada e aperfeiçoada por nossa boa vontade, que as pessoas só precisam de amor para se tornarem prósperas e que podemos sim ter um mundo melhor ao nosso redor.

João Batista nos ensinou que precisamos ser bem intencionados para com o mundo, pois assim teremos um vigor renovado para transforma-lo. Que precisamos nos esforçar para permanecermos frutíferos, mas que o melhor está em Cristo!

Eu vos batizo com água, para arrependimento; mas aquele que vem depois de mim é mais poderoso do que eu, cujas sandálias não sou digno de levar. Ele vos batizará com o Espírito Santo e com fogo. A sua pá, ele a tem na mão e limpará completamente a sua eira; recolherá o seu trigo no celeiro, mas queimará a palha em fogo inextinguível.
‭‭Mateus‬ ‭3:11-12‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.3.11-12.ara

O batismo de João é para arrependimento, mas o de Cristo é para transformação de caráter e motivação. Não há transformação finalizada sem aplicação da intenção. Sem atos de justiça não mostraremos nossa fé e não glorificaremos a Deus. Somos chamados para as boas obras, e estas são produzidas por corações transformados no Espírito Santo. Que possamos produzir muito fruto e sejamos fervorosos e amorosos para a glória de Deus! Sem frutos, para que permanecermos? Só ocuparemos espaço e estaremos consumindo sem retorno. Viraremos material para ser queimados!

Que o Senhor tenha misericórdia de nossas vidas e possamos ser transformados, em nome de Jesus!

Somos movidos por compaixão ou religiosidade?

Ao desembarcar, viu Jesus uma grande multidão e compadeceu-se deles, porque eram como ovelhas que não têm pastor. E passou a ensinar-lhes muitas coisas.”
‭‭Marcos‬ ‭6:34‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mrk.6.34.ara

A compaixão de Deus pela humanidade trouxe Jesus à Terra. Em Jesus esta compaixão se traduziu em salvação, libertação espiritual, curas milagrosas e ensino do evangelho. Expõe o interesse de Deus em nos abençoar de todas as formas!

Ter compaixão é olhar com amor para a necessidade de outra pessoa. É querer resolver o problema dela de alguma forma. A multidão estava perdida, sem rumo ou cuidado. Jesus, então, passou a ensinar-lhes o caminho de Deus, para que encontrassem a luz!

Sem o ensino do evangelho permaneceremos nas trevas espirituais. Sem conhecermos a Deus estaremos sendo enganados de que só existe esta realidade. Há doenças, mas há curas. Há calamidades, mas há milagres. Há guerras, mas há paz! Sem conhecermos o desejo de Deus para nós só nos restará o desejo dos homens, e este não é bom!

Homens desejam dominar outros homens para lhes impor sua vontade e ter cada vez mais poder e autoridade. Deus nos vê a todos como nivelados, sendo apenas Ele o Senhor de todos. Em Deus seremos servos uns dos outros, colocando os outros acima de nós e não abaixo!

Compaixão é um traço do caráter Cristão. Sem compaixão iremos cair no erro do legalismo e acabaremos por impor nossa vontade ao invés de apontar para Cristo! Sem compaixão faremos proselitismo numérico e não estaremos verdadeiramente interessados em povoar o Reino de Deus.

Por que pregar o evangelho? Se for para manter a minha salvação já comecei errado! Somos salvos pela fé em Cristo e não por obras que venham a confirmar a minha fé. O que confirma meu relacionamento com Deus é o Fruto do Espírito, onde o amor começa a transformar minha consciência para desejar o bem a quem está indo para o inferno como todos os que ignoram a salvação em Cristo!

Se eu creio que Jesus é o único caminho então enxergo salvos e não salvos. E o que farei pelos não salvos? Sem compaixão eu nada farei! Mas por compaixão faremos o que pudermos e isto começa pela pregação do evangelho da graça!

Testemunhar de Cristo e promover a fé nEle é o que de mais proveitoso podemos fazer por alguém, mas sem compaixão será como bater com um martelo na cabeça das pessoas. Ao conhece-las saberemos como testemunhar, mas se não busco conhece-las, como nos faremos compreendidos?

Oremos para que tenhamos o desenvolvimento do Fruto do Espírito em nós, pois assim teremos os ingredientes necessários para expormos o plano da salvação de Deus em Cristo Jesus!

Pense no reino de Deus como uma pérola inestimável!

““O reino dos céus também é como um negociante que procurava pérolas da melhor qualidade. Quando descobriu uma pérola de grande valor, vendeu tudo que tinha e, com o dinheiro da venda, comprou a tal pérola.””
‭‭Mateus‬ ‭13:45-46‬ ‭NVT‬‬
https://www.bible.com/1930/mat.13.45-46.nvt

Qual o valor do reino de Deus para nós? Se pensarmos na vida eterna como o reino de Deus e que não estar com Deus após a morte física será estar no inferno, qual o valor que daríamos ao encontrar a forma de viver eternamente com Deus?

Estamos falando de um Deus justo e não um ditador. Estamos falando de um Senhor maravilhoso e não detestável. Satanás será lançado no lago de fogo junto com todos no inferno, enquanto no reino de Deus haverá paz e muitas atividades com Deus.

Como olhamos para isto? Ignoramos? Jesus nos ensina que a vida eterna é inestimável, que não tem preço possível de ser calculado, mas que se pudéssemos pagar, gastaríamos tudo o que tivéssemos para nos apoderar dela. É um tesouro, uma pérola maravilhosa, algo que faz com que desejamos mais que qualquer coisa na vida.

Onde está o nosso tesouro? Onde está a nossa concentração diária? Se é no trabalho então estaremos fracos na perspectiva do reino, pois também o evangelho nos ensina que em primeiro lugar devemos buscar o reino de Deus e a sua justiça. Ou priorizamos o reino ou não.

Estamos olhando para o reino como uma pérola inestimável e que desejamos mais do que qualquer coisa ou é só uma oportunidade a mais em nossas vidas?

A resposta a esta pergunta nos permitirá reavaliarmos nossa conduta diária diante de Deus. Adora-lo é prioriza-lo em nossas vidas, cuidando das coisas do reino antes das nossas. Afinal, o que é nosso senão aquilo que de Deus recebemos? Por que tratamos como nosso aquilo que não levaremos conosco para a eternidade? Quando chegarmos lá, o que apresentaremos ao Senhor?

Não se chega de mãos vazias diante de um rei, sempre se leva presentes. Isto é oferta, e se apenas edificamos coisas terrenas, o que ofertaremos na presença do Senhor naquele dia? Bom é prestarmos atenção no que fazemos hoje. Podemos apresentar frutos espirituais ou obras da carne. Se o reino é uma pérola para mim, então buscarei o fruto do Espírito Santo. Mas, se o mundo é o que me encanta, apresentarei obras da carne.

Ainda há tempo para vender todas as coisas terrenas e adquirir a pérola espiritual que é o reino. Como? Entregando nossas vidas a Cristo. As demais coisas serão acrescentadas, pois é promessa. Não sem esforço, mas com muita alegria, pois é um tesouro para toda a eternidade!

O julgamento de Deus é certo. Ai daqueles que desviam a fé das pessoas!

Assim como, no meio do povo, surgiram falsos profetas, assim também haverá entre vós falsos mestres, os quais introduzirão, dissimuladamente, heresias destruidoras, até ao ponto de renegarem o Soberano Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina destruição. E muitos seguirão as suas práticas libertinas, e, por causa deles, será infamado o caminho da verdade; também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme.
‭‭2Pedro‬ ‭2:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/2pe.2.1-3.ara

Estamos assistindo a escândalos em várias denominações religiosas, com práticas vis e que afastam as pessoas de Cristo. A verdade não fica escondida de Deus que também mostrará aos homens, pois não ficará sem paga os que desviam aqueles que estão no caminho da salvação.

Como não ser enganado se as obras evidenciam a árvore e estas pessoas mostram boas obras? É que uma árvore boa não dá frutos maus. Ora, se somos pecadores e ainda vamos errar mesmo no caminho, como então diferenciar?

O Fruto do Espírito é como evidenciamos se uma pessoa está no caminho da salvação ou não está. O Fruto é no singular e produz nove evidências que crescem simultaneamente no que crê em Cristo.

Pois o Fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, bondade, benignidade, fidelidade, mansidão e domínio próprio (Gálatas 5.22,23a).

Se alguém demostra amor a algumas pessoas mas é intolerante no tratamento com outras, então este amor seletivo não é o amor espiritual. Paulo nos ensina em 1 Coríntios 13 o que é o verdadeiro amor.

A paz é confiar em Deus e no controle que Ele tem das coisas. A alegria reside no crer no Deus Todo-Poderoso e não nas condições atuais de vida. Em todos os gomos a diferença entre manifesta-lo e fingi-lo é o que nos ajuda a perceber se estamos e quem está também frutificando no Espírito.

Dons espirituais como profetizar e expulsar demônios não garantem o amadurecer no Espírito. Saul e Judas manifestaram estas coisas mas desagradaram a Deus. Sem arrependimento de pecados não há transformação!

Cristo fez tudo por amor e não por vaidade. Se estamos mais preocupados em mostrar as obras do que realiza-las, então não são obras espirituais, mas carnais. Estas carnais gerarão escândalos, cedo ou tarde!

Assim, julguemo-nos a nós mesmos e analise-mos os líderes espirituais a quem estamos seguindo mediante o que as Escrituras nos ensinam. Se estiver diferente, saiamos de debaixo desta autoridade, pois estarão nos desviando do verdadeiro caminho.

Jesus Cristo tem o melhor a nos dar. Não nos tornemos mercadoria nas mãos de pessoas que na verdade não creem. Se crescem de verdade não fariam o que estão fazendo, pois Deus é amor mas também é fogo consumidor!

Ai do mundo, por causa dos escândalos; porque é inevitável que venham escândalos, mas ai do homem pelo qual vem o escândalo! (Mateus 18.7)