Há estratégia em como viver e pregar o evangelho!

Passadas estas coisas, Jesus andava pela Galileia, porque não desejava percorrer a Judeia, visto que os judeus procuravam matá-lo.
‭‭João‬ ‭7:1‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.7.1.ARA

Jesus como Filho de Deus poderia exercer poder como Eliseu ao trazer cegueira para o exército Sírio que o pressionava, ou como Elias que trouxe fogo do céu e destruiu dezenas de soldados que queriam lhe levar à força e também destruiu centenas de sacerdotes de Baal à espada pelas suas próprias mãos. Mas não, o Filho de Deus não exerceu este tipo de poder entre nós. Não desejava que seu poder fosse confundido com um reino semelhante ao do mundo!

Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus ministros se empenhariam por mim, para que não fosse eu entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui. Então, lhe disse Pilatos: Logo, tu és rei? Respondeu Jesus: Tu dizes que sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz.”
‭‭João‬ ‭18:36-37‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.18.36-37.ARA

O reino de Cristo é espiritual. Muitos hoje esperam que Jesus apareça novamente para exercer um reino milenar entre nós com cetro de ferro, mas a verdade é que ele já está reinando em nossos corações se o tivermos por Senhor! Se o estivermos aguardando somente para a sua volta podemos cair no erro dos falsos religiosos e não permitirmos que reine agora em nossas vidas, trazendo um mau testemunho para o mundo.

Não devemos dominar pessoas ou força-las a terem a fé em Cristo ou queima-las por pensarem diferente a respeito do reino. Jesus discipulou e evidenciou a graça do Pai, a partir do seu serviço, trazendo o fogo do Espírito Santo para as nossas vidas, não para nos matar, mas para nos dar a vida eterna!

Não devemos ser dos que usam das armas do mundo contra o mundo, mas das armas espirituais à favor do mundo. Se somos exército de Deus então buscaremos trazer a paz através de nossas atitudes de perdão e amor, paciência e oração contínua para que as potestades malignas de Satanás sejam debeladas, em o nome de Jesus!

Como estamos vivendo às oposições contra nós? Como Pedro usando espada para cortar a orelha dos opositores ou como o Senhor, resplandecendo a graça e a misericórdia de Deus? Tenhamos primeiro a inteligência espiritual de Cristo que se movia de maneira inteligente, sabendo onde estavam os opositores que poderiam trazer maior dificuldade. A revelação do poder é feita com estratégia do Espírito Santo, não ao nosso prazer ou vontade pessoal.

E, percorrendo a região frígio-gálata, tendo sido impedidos pelo Espírito Santo de pregar a palavra na Ásia, defrontando Mísia, tentavam ir para Bitínia, mas o Espírito de Jesus não o permitiu. E, tendo contornado Mísia, desceram a Trôade. À noite, sobreveio a Paulo uma visão na qual um varão macedônio estava em pé e lhe rogava, dizendo: Passa à Macedônia e ajuda-nos. Assim que teve a visão, imediatamente, procuramos partir para aquele destino, concluindo que Deus nos havia chamado para lhes anunciar o evangelho.
‭‭Atos‬ ‭16:6-10‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/act.16.6-10.ARA

Peçamos a sabedoria de Cristo e vivamos o evangelho da paz! No discernimento trazido pelo Espírito Santo teremos vitória contra os inimigos da verdade. Paulo viveu esta palavra e precisamos vive-la também. A eternidade já está ao alcance dos que creem e devemos leva-la aos que ainda não a conhecem. Faremos isto, de acordo com a vontade de Deus e a direção do Espírito. Há estratégia na divulgação do evangelho!

Ano 2#227

Jesus é o pão da vida!

Este é o pão que desce do céu, para que todo o que dele comer não pereça. Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém dele comer, viverá eternamente; e o pão que eu darei pela vida do mundo é a minha carne.
‭‭João‬ ‭6:50-51‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.6.50-51.ARA

Já fizemos esta pergunta antes e continuaremos a fazê-la. Para você, por que Jesus Cristo precisou descer até nós, encarnar e nos mostrar o caminho até o Pai? Nossas obras não seriam suficientes para nos capacitar aos céus?

Quando o povo saído do Egito com Moisés estava no deserto não havia condições de se desenvolver agricultura e pecuária. Seria necessário entrar em locais com recursos hídricos e terreno capaz de produzir alimento para o povo e os animais. Não havia tecnologia para que fossem nômades e tivessem a capacidade de obter alimentos. Assim o povo passou 40 anos dependendo do maná, um tipo de pó que acumulava ao cair do orvalho e se podia juntar e fazer pão. Deus fez cair este “pão” dos céus para dar vida a um povo rebelde até que pudessem adentrar na Terra Prometida.

Não há como produzirmos o alimento espiritual necessário para a nossa vida sem o pão diário trazido pelo Espírito Santo enquanto estamos vivendo em rebeldia e neste mundo. As misericórdias do Senhor se renovam a cada dia sobre nós e temos a oportunidade de orarmos e buscarmos a Deus de maneira mais profunda diariamente, pois Ele nos traz do Seu pão! Jesus Cristo se sacrificou para que, na cruz, nossos pecados fossem perdoados. O castigo que nos traz a paz estava sobre ele e sobre as suas dores e feridas nós somos restaurados (Isaías 53.5).

Não está em nós este poder, mas em Deus! Se fôssemos capazes de produzir este amadurecimento espiritual não teria sido necessário nova interferência divina. Noé sobreviveu com sua família pois um mundo rebelde precisava ser destruído e refeito a partir de sua obediência e semente. Novamente a desobediência presente na natureza humana tomou conta e a Lei trazida no tempo de Moisés foi introduzida para nos mostrar a nossa inaptidão para vivermos segundo a vontade de Deus. Somos egoístas e mal agradecidos, mas Deus quer que todos sejamos salvos!

Jesus veio há 2000 anos para nos trazer o pão definitivo, para que quem dele se alimente não deixe de crescer espiritualmente e tenha seus pecados perdoados e uma vida transformada segundo a vontade de Deus! Em Cristo seremos recebidos nos céus, mas sem ele só nos restará o inferno. Deus separará os maus dos bons e não há nenhum bom se não comer do pão de Deus!

A mesa está posta. Alguns comeram das migalhas e se satisfizeram, mas há muito mais. Outros não quiseram provar e há os que estão no banquete espiritual preparado para os que creem. Qual será a nossa postura diante de tal graça?

Ano 2#227

Creiamos em Jesus se desejamos ressuscitar para a vida eterna!

De fato, a vontade de meu Pai é que todo homem que vir o Filho e nele crer tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia.”
‭‭João‬ ‭6:40‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.6.40.ARA

Se quisermos a vida eterna devemos buscar a Jesus, o Cristo! Nele reside a graça e o amor do Pai. Nele há a expressão da misericórdia e da esperança, boas novas para o perdido, cansado e desenganado da vida em um mundo caótica e desesperado.

Se alguém acha que hoje as coisas estão ruins, pense em 2000 anos atrás. Havia um império tomando conta de diversas nações, forçando-as a pagar tributo, com leis marciais, sem liberdade de expressão, com guerras e pestes espalhadas por todos os cantos, sem aposentadoria, férias, garantias de apoio institucional, apenas a vontade de viver sobrepujando as dificuldades da vida e até a escravidão.

Distâncias enormes percorridas a pé, línguas diferenciadas em cada localidade, intempéries de todo tipo como ainda temos hoje, sem esperança de dias melhores ou a confiança em uma vida eterna. A certeza de que havia algum tipo de divindade que deveria ser agradada para trazer algum benefício ou não ser desagradada para não receber malefícios. Pior, dezenas de divindades diferentes a rodear sem saber em qual confiar…

Jesus Cristo veio ao mundo para apontar o caminho para o Deus único, o Pai, que definiu, criou e sustenta todo o universo, Aquele que não pode ser assistido por mãos humanas ou ensinado pela sabedoria humana. Aquele que nos criou e não deseja que nos desviemos do propósito de nossa criação, fazendo-se conhecido em todas as eras, mas agora, pelo Filho, deu-se a conhecer em profundidade!

Em Jesus Cristo temos a revelação do modelo de Adão, como deveríamos viver entre nós e com Deus! Nos servindo uns aos outros e nos relacionando com o Senhor, de podermos conversar com Ele em todo tempo. Jesus veio explicitar a graça e nos ensinar a vida com Deus e com o próximo, doando sua vida para que recebêssemos a nossa, levando sobre si nossos pecados para podermos ser justificados e encontrados limpos diante de Deus, O Santo!

Sem Jesus permaneceremos em nossos pecados e impossibilitados de viver com o Senhor. Através de Cristo somos habilitados e reconciliados com o Pai! Com Jesus ressuscitaremos, mas sem ele pereceremos. Ele é o único caminho, pois nenhum outro nos torna dignos de estarmos na presença do Senhor. Não há o que façamos que nos torne aptos a vermos a face de Deus senão o próprio Deus tirando de nós a nossa iniquidade. Quem tentar se auto-justificar falhará, quem for justificado por Cristo por ele ressurgirá para toda a eternidade!

Se desejamos ressuscitar para a eternidade com o Pai, creiamos no Filho. Ele tomou a chave da morte e do inferno e levou consigo o cativeiro e destruirá todos os inimigos de nossas vidas, inclusive a morte. Então veremos a glória e viveremos com o Senhor! Lindo será se confiarmos nesta palavra!

Ano 2#226

A palavra de Deus é direção para as nossas vidas!

No primeiro ano de Dario, filho de Assuero, da linhagem dos medos, o qual foi constituído rei sobre o reino dos caldeus, no primeiro ano do seu reinado, eu, Daniel, entendi, pelos livros, que o número de anos, de que falara o Senhor ao profeta Jeremias, que haviam de durar as assolações de Jerusalém, era de setenta anos. Voltei o rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, pano de saco e cinza.
‭‭Daniel‬ ‭9:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/dan.9.1-3.ARA

Daniel recebia visita de anjos e tinha direção de Deus para os reis, sabendo desvendar-lhes os sonhos, com profecias e uma vida de oração. No entanto, não ignorava que Deus fala através da Sua palavra escrita através dos escritores dos livros da Bíblia dos quais Daniel se tornou um deles.

Lendo o profeta Jeremias Daniel entendeu a direção de Deus para o seu povo. A palavra de Deus é direção segura para todos nós e precisamos meditar nela em todo tempo. Muitos vão atrás de profetas ou esperam anjos dizerem algo para decidirem o que fazer, mas muitas vezes Deus já respondeu na Sua palavra escrita e bendita!

A Bíblia revela que Pedro andou sobre as águas, mas isto não significa que é só ter fé que andaremos, mas que houve uma condição específica para que aquele fato ocorresse. Andar sobre as águas, para nós, pode ter outro significado, mas precisaremos entendê-lo com a ajuda do Espírito Santo!

O Mar Vermelho se abriu para um povo passar, e isto pode significar espiritualmente outras coisas em nossas vidas, por isso a importância da meditação diária e a revelação de Deus através da palavra. Pregadores falam ilustrando a respeito do assunto e podemos fazer uso destas palavras, mas são para nós apenas porque chegou aos nossos ouvidos? A meditação com o Espírito Santo nos traz a direção certa, no momento certo. Cada momento de nossa vida pode trazer a interpretação diferente de um mesmo versículo. Chamamos isto de palavra viva, pois é dependente do contexto e momento de cada indivíduo que a recebe.

Daniel entendeu naquele momento a respeito do que o profeta Jeremias havia revelado e isto trouxe um novo sentido para a sua vida. Daniel preparou gerações para os eventos que estão ocorrendo até hoje porque confiamos que a palavra que Deus revelou através dele possui impacto em nossas vidas hoje e amanhã.

Oremos e busquemos nos aprofundar na leitura da palavra de Deus, pois são vida para quem as lê, base sólida para caminharmos e luz para os nossos caminhos!

Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos.
‭‭Salmos‬ ‭119:105‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.119.105.ARA

Ano 2#225

O verdadeiro arrependimento nos leva á cruz de Cristo!

Enquanto calei os meus pecados, envelheceram os meus ossos pelos meus constantes gemidos todo o dia. Porque a tua mão pesava dia e noite sobre mim, e o meu vigor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado e a minha iniquidade não mais ocultei. Disse: confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a iniquidade do meu pecado. Sendo assim, todo homem piedoso te fará súplicas em tempo de poder encontrar-te. Com efeito, quando transbordarem muitas águas, não o atingirão. Tu és o meu esconderijo; tu me preservas da tribulação e me cercas de alegres cantos de livramento.
‭‭Salmos‬ ‭32:3-7‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.32.3-7.ARA

Davi já ensinava no Salmos 32 que a confissão de nossos pecados à Deus é o caminho do arrependimento que traz a salvação. Nos tempos de Davi era o que se podia fazer, pois sem o Espírito Santo para nos trazer o poder de refrear nosso ímpeto do pecado precisaríamos de sacrifícios constantes para aplacar a ira de Deus contra nós!

Veio o Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, o descendente prometido à Davi que se tornou o rei eterno e fez o sacrifício perfeito, trazendo sobre os que nele creem a salvação definitiva. Pagou com o seu próprio sangue toda a dívida que o nosso pecado gera diante de Deus. Todo pecador ofende a santidade do Senhor e é inimigo de Deus. Sem o sacrifício de Cristo, que nos justifica de nossos pecados, não teremos comunhão eterna, mas castigo eterno.

É tempo de nos arrependermos, pois está próximo o reino dos céus! Jesus Cristo já fez o sacrifício definitivo e nele somos perdoados de nossos pecados confessados. Venhamos à presença do Senhor enquanto é tempo. Não sabemos o dia de amanhã, se estaremos vivos ou não. Obtenhamos o perdão hoje mesmo e passemos a viver em paz com Deus. Paremos de errar e passemos a glorifica-lo com a nova vida que levaremos.

Ganharemos uma vida abundante na presença de Deus, ainda que nossa vida neste mundo venha a se tornar mais difícil. Aqueles que abandonam seus caminhos de pecado se tornam amigos de Deus e inimigos do mundo. Haverá dificuldades, mas Jesus venceu a todas e está conosco nos ajudando a vencer as nossas batalhas. Nele somos feitos filhos de Deus e herdeiros das promessas! Temos livramento e novas alegrias e as cantaremos para que outros venham a conhecer e também a se agarrar a estas promessas.

Façamos do Senhor o nosso refúgio e isto começa ao nos arrependermos daquilo que nos mantem afastados e inimigos dEle!

Ano 2#224

Deus nos traz sabedoria para mudarmos o mundo!

Este lhe disse: Tive um sonho, e não há quem o interprete. Ouvi dizer, porém, a teu respeito que, quando ouves um sonho, podes interpretá-lo. Respondeu-lhe José: Não está isso em mim; mas Deus dará resposta favorável a Faraó.
‭‭Gênesis‬ ‭41:15-16‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/gen.41.15-16.ARA

Temos insistido que os dons que recebemos não são para nós, mas recebidos de Deus para ajudar ao próximo. José recebeu sonhos e não sabia como interpreta-los para a sua própria vida, mas podia dar a interpretação dos sonhos de outros, o que significava ter a direção de Deus para as vidas à sua volta. Tal dom lhe deu a oportunidade de se tornar o governador de todo o Egito e circunvizinhança, sendo poderoso na terra e temido!

Dons de Deus nos ajudam a estabelecer melhorias na vida das pessoas, é uma forma de lhes ajudar a resolver questões fundamentais como saúde, relacionamentos, finanças e estrutura familiar e/ou de negócios. Nestas questões onde o natural traz limitações o conhecimento de Deus é essencial para termos a capacidade de solucionarmos os problemas. Nem sempre faremos uso do sobrenatural para resolve-los, pois não será necessário. Mas o espiritual trará a resposta certa a ser usada no material e esta vantagem competitiva não está à disposição de todos.

Deus se agrada daqueles que o buscam e o salmista deixou claro que há uma revelação pessoal do Senhor para as nossas vidas:

A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele dará a conhecer a sua aliança.”
‭‭Salmos‬ ‭25:14‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.25.14.ARA

Com a aliança o Senhor nos revelará as profundezas espirituais e uma sabedoria não disponível aos que vivem pelo natural. Estas coisas nos permitirão ir além do que o homem natural poderia fazer em termos de vida com Deus. Não falo a respeito de sucesso ou riquezas, mas de sabedoria, paz, amor, felicidade e os demais aspectos do Fruto do Espírito.

A amizade de Deus é o nosso maior bem, sua herança, sacrifício e salvação em Cristo nos transforma e eleva em amadurecimento de vida. Estas coisas não são aprendidas sem a presença de Deus e não há proveito em se ter uma vida sem estas verdades. A virtude maior é justamente buscarmos o Senhor e o Seu reino, pois nele viveremos eternamente. Não conhece-lo é desperdiçar nosso tempo nesta vida passageira e não nos prepararmos para a que virá.

José viveu em grandes apuros após ser vendido como escravo, mas pode ser usado por Deus e transformar a vida de milhares de pessoas, senão milhões. Na sabedoria de Deus viveu e fez que muitos vivessem, abençoando e sendo abençoado na terra de suas peregrinações. Sejamos como José, buscando conhecer e viver para Deus. Do Senhor virá o que será necessário para as nossas vidas e seremos felizes despenseiros de Sua graça e misericórdia para o mundo!

Ano 2#223

Deus é Pai de misericórdias!

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai de misericórdias e Deus de toda consolação! É ele que nos conforta em toda a nossa tribulação, para podermos consolar os que estiverem em qualquer angústia, com a consolação com que nós mesmos somos contemplados por Deus.”
‭‭2Coríntios‬ ‭1:3-4‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/2co.1.3-4.ARA

Temos um Deus consolador que nos conforta no meio das dificuldades. Ao olharmos para Deus de braços abertos, não importa a luta, cansaço ou tristeza. Em Seus braços encontramos consolo e podemos derramar as nossas lágrimas. Este consolo é essencial para prosseguirmos!

O consolo é por causa de quem está machucado ou abatido, não por causa da questão em si. Filhos que erram e só escutam que mereciam o castigo ou o dano recebido nunca receberam consolo. Somos pecadores e o consolo é justamente encontrar um Deus santo abrindo os braços para nos transformar por meio de Seu amor. Isto é ser misericordioso.

Bater em quem já está triste pode levar alguém a rebeldia. Consolo é dar a oportunidade de alguém saber que possui um porto seguro para poder buscar ajuda, ainda que esteja errado. Se Deus nos impedisse de ter socorro por nossos erros não seria o Pai de misericórdia.

Na Lei temos em Números 35 Moisés direcionando o povo a separar seis cidades de refúgio para que os que cometessem homicídio culposo tivessem a oportunidade de viverem sem receber a morte até que pudessem ser julgados. Em Josué 20 houve esta confirmação, para exercer misericórdia para com o ator do crime, pois certamente um vingador iria atrás antes de se averiguar a situação.

Deus deseja que todos sejam salvos, ainda que nem todos desejem a salvação. Muitos permanecerão na desobediência, mas verão o consolo nas tribulações para enxergarem a misericórdia de Deus antes do julgamento final. Haverá a justiça mas, antes disso, há tempos de oportunidade de arrependimento. Dificilmente enxergaremos o problema se estivermos apenas remoendo os fatos. Ao termos um ombro amigo para descarregarmos as nossas frustrações poderemos enxergar ou entender melhor o acontecido.

Se desejamos ajudar quem está indo no caminho errado precisamos ao menos dar uma chance para lhe mostrar o amor de Deus. A Lei revela o pecado mas não opera a transformação. A graça traz o consolo e nos dá forças para mudarmos de direção. Os que vivem pela Lei só apontam o erro e põem mais jugo sobre as pessoas, ao passo que quem vive pela graça evidencia o consolo e a vitória em Cristo!

Jesus nos deu sua vida e nos propõe o Consolador, o Espírito Santo, para habitar em nós ao tomarmos Cristo como Senhor de nossas vidas. Temos um consolador pessoal presente a todo tempo, nos fortalecendo em todas as circunstâncias. Deus é bom e não nos desampara nas nossas dificuldades. Temos corrido para os seus braços ou estamos apenas remoendo nossas frustrações e desejando mal de outras pessoas?

Sejamos tratados pelo Espírito e cresçamos no amadurecimento do amor. Outros precisarão de nosso ombro ou colo e estaremos preparados para isto porque recebemos primeiro através de Cristo Jesus!

Ano 2#221

Seguimos doutrinas que nos levam a Cristo?

Ora, se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? E, se não há ressurreição de mortos, então, Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé;
‭‭1Coríntios‬ ‭15:12-14‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1co.15.12-14.ARA

Doutrinas fazem diferença e criam-se denominações e linhas teológicas tão díspares que muitos não se enxergam irmãos em Cristo por entenderem o sacrifício de Jesus de maneiras tão diferentes. Não só o sacrifício, mas a ressurreição, a graça, predestinação, o reino milenar de Cristo e tantas outras questões que têm gerado inúmeras complicações na hora de nos reunirmos como igreja. Ao mesmo tempo, quando não há concordância, como caminhar juntos?

Se não há ressurreição de mortos, então não há vida após a morte e não faz sentido falarmos de céu e inferno, salvação e santificação, sendo o sacrifício de Cristo desnecessário. Por isso Paulo declara que se isto fosse verdade, então não faria sentido pregar o evangelho, e viver pelo evangelho não traria vantagem alguma neste mundo. Ora, então se há ressurreição de mortos, a salvação faz todo sentido se nos enxergarmos pecadores afastados de Deus. E por aí vai a questão da doutrina!

Doutrinas são conjuntos de procedimentos para vivermos sob um determinado comportamento estabelecido por um conjunto de pessoas. Por isso igrejas usam doutrinas para estabelecerem seu comportamento geral e sem um corpo doutrinário fica difícil haver concordância entre os membros na hora de agirem como um corpo. Ao mesmo tempo, há assuntos que mais dividem do que ajuntam as pessoas, sendo necessário mergulharmos um pouco mais no conhecimento de Cristo para que haja alguma edificação na sua discussão.

Portanto, é necessário que cristãos conheçam o evangelho e se aprofundem nas questões doutrinárias para não sermos levados por tendências que desvirtuam a graça e os ensinamentos de Jesus! Como podemos pregar a salvação pelas obras tendo Jesus vindo a Terra para nos mostrar o Pai e se entregar na cruz por nós? Faz sentido dizermos para as pessoas que Jesus Cristo é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, sendo o salvador e ao mesmo tempo dizer que não precisa crer nele como salvador, bastando apresentar boas obras na hora do julgamento de Deus?

Faz sentido dizermos que o batismo de arrependimento ensinado por João Batista pode ser efetuado por crianças que nem sabem seu próprio nome ou o que é pecado? A comissão que foi dada à igreja é a de fazer discípulos e batizar. Quem precisa pedir perdão pelos seus pecados é quem tem condição de entender seus atos e isto não ocorre antes de uma certa idade. Doutrinas estão se multiplicando e sem buscarmos o conhecimento de Cristo poderemos estar ensinando um Jesus diferente da bíblia.

Precisamos crer em Jesus como Senhor e salvador. Esta é a questão fundamental. Precisamos viver os dons e Fruto do Espírito, pois isto nos capacitará a apresentarmos as boas obras do novo nascimento, o produto de uma vida transformada pela ação do Espírito Santo em nós. Jesus está voltando para buscar a sua noiva, a igreja do Senhor, e em sua memória nos reunimos na Ceia do Senhor, até que ele venha. Não sabemos quando, mas importa saber que voltará e de sermos achados fiéis em servir ao Senhor e ao próximo. Estas questões geram um comportamento esperado dos cristãos, através de quem teremos novas conversões e expansão do reino de Deus.

Que doutrinas estamos seguindo? Sabemos o que significam? Temos expressado concordância com as nossas vidas? Quando Jesus Cristo voltar só haverá uma igreja, a do Cordeiro. Todas as questões subsidiárias serão deixadas de lado. Sem o Espírito Santo o cristão não é cristão, mas um interessado na doutrina. Importa-nos buscar aquele que morreu por nós e ressuscitou para que morrêssemos e ressuscitássemos com ele. Nesta busca seremos peregrinos e atuantes, vidas usadas por Deus para a glória dele. Todo o resto torna-se espírito de religiosidade que não transforma nem as nossas vidas e nem a daqueles que estamos buscando ensinar. Que aprendamos e mergulhemos no pleno conhecimento de Cristo que nos traz a vida eterna!

Ano 2#220

Participemos do corpo de Cristo!

De fato, o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu e assentou-se à destra de Deus. E eles, tendo partido, pregaram em toda parte, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra por meio de sinais, que se seguiam.
‭‭Marcos‬ ‭16:19-20‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/mrk.16.19-20.ARA

Há uma cooperação entre o cabeça da Igreja no céu, Jesus Cristo, e os cristãos na Terra. A pregação da palavra traz a fé aos corações com a confirmação do poder de Deus em atuação na Igreja. Batismos ocorrem quando as pessoas recebem esta palavra de salvação e expressam sua morte e ressurreição com Cristo, testemunhando suas conversões. A Ceia do Senhor é o memorial de que ele voltará a estar na Terra com a sua Igreja, e isto pode ocorrer a qualquer momento!

Somos fortalecidos na caminhada pela cooperação espiritual que recebemos do Senhor. É no cansaço da lida diária que recebemos a água e a sombra, o alimento e o fortalecimento para as próximas tarefas. Quem não se cansa não precisa descansar e se está fazendo isto é preguiçoso! Jesus nos chama para uma obra poderosa e não para permanecermos inertes e infrutíferos. Aliás, toda árvore que não produz frutos será cortada!

A boa notícia é que o jardineiro ama o seu jardim e o rega e cuida todo o tempo. Por que não produzir perfume para agradar ao jardineiro? Por que não lhe dar flores e frutos? Não produzir é não desejar agrada-lo, é não ama-lo. Não desejar a própria multiplicação é não se amar. Há um número muito grande de pessoas que não desejam acrescentar ao mundo nada de si mesmos por acharem que o mundo não merece ou por terem medo do mundo lhes machucar através de seus frutos. Ora, o fruto traz vida ao mundo e serve para dar força a outros! Serão arrancados e comidos, mas não foram produzidos para permanecerem nos galhos!

Jesus nos convida a semear o evangelho e produzir muito fruto para a glória de Deus. É no multiplicar dos frutos e sementes que transformaremos o deserto em um lugar rico e produtivo em termos de vida! Se está seco então lancemos a água. Não há cultivo, aremos a terra. Em orações e trabalhos de todo tipo iremos alterar o cenário e teremos a cooperação do Senhor. Afinal, estamos fazendo isto por ele! Tudo já recebemos pelo Espírito Santo, ainda que não tenhamos buscado as ferramentas ou as sementes, mas estão lá aguardando por nós. É tempo de participarmos do corpo de Cristo!

Ano 2#219

Igreja são pessoas!

Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.
‭‭Mateus‬ ‭28:19-20‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/mat.28.19-20.ARA

Temos insistido em meditar nas passagens da Grande Comissão em Mateus 28 e Marcos 16 porque é a missão da igreja deixada por Jesus. As empresas se preocupam hoje em terem a visão e a missão bem estabelecidas para que não percam o seu foco e todos saibam onde seus trabalhos concorrem para o atingimento do objetivo geral. Deus já havia estabelecido estas coisas sobre o Seu reino e Jesus veio ensina-las a nós!

Igreja não é a parede física, mas o ajuntamento de pessoas pela fé em Jesus Cristo, sua obra redentora e um novo começo para os que nele creem. Há um ponto de início da caminhada, a percepção do pecado, o arrependimento, passando pela cruz e caminhando no caminho estreito da santificação.

Igrejas são assembléias que se unem para serem efetivas em sua caminhada, compartilhando sua fé para o crescimento do reino. Se não há a comunhão no Espírito Santo para que as deliberações sejam feitas em unidade, então não é um corpo Cristão, mas algum tipo de organização religiosa.

Não é possível crescer onde não há aprendizado do novo comportamento. Discipular é ensinar, não o simples cobrar da lição. Igrejas não existem para apontarmos o pecado do mundo, pois a palavra de Deus já está dizendo o que é pecado e foi necessário Jesus vir ao mundo. Assim como um professor de matemática de ensino fundamental precisa ensinar as operações básicas para que o conhecimento avançado possa ser compreendido nas universidades, assim a igreja precisa ter capacidade de ensinar o arrependido a crescer no conhecimento de Cristo.

Ninguém nasce sabendo e a pior coisa que pode acontecer é uma criança ser cobrada por aquilo que não foi ensinada ou não tem maturidade para compreender e realizar. Algumas terão estrutura emocional para superarem com esforço e sequelas, outras entrarão em colapso e dificilmente crescerão como pessoas sadias. Jesus veio trazer o conhecimento de Deus através de suas pregações e atitudes. Por onde passava ele ensinava e trazia esperança, curas e libertações. Para os falsos religiosos, apenas preocupados com suas aparências, foi duro e os combateu, pois não ajudavam as pessoas a serem edificadas, apenas colocavam sua autoridade sobre elas.

Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para encher todas as coisas. E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo, para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro. Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, de quem todo o corpo, bem-ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em amor.”
‭‭Efésios‬ ‭4:10-16‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/eph.4.10-16.ARA

A igreja efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesma em amor (Efésios 4.16). Meninos e meninas são ensinadas a se tornarem adultos equilibrados. Não será simplesmente mostrando o que a bíblia diz que tem de ser, mas ensinando e caminhando juntos, participando do seu crescimento. É necessário formar a geração seguinte de cristãos, não apenas bombardea-los com palavras sobre o pecado e o inferno, mas ensinando-os a viver uma vida santa e agradável a Deus.

Bons professores não são os que arrebentam com os seus alunos na prova e nem os que dão o gabarito da prova, mas aqueles que ensinam os seus alunos a fazerem bem feito os exercícios e os tornam aptos ao que irão enfrentar no futuro. Assim é o chamado da igreja, a uma vida de serviço, amor ao próximo, compaixão, suportar o egoísmo, a traição, ensinar o perdão e a perda dos entes queridos, mas tudo isto olhando em primeiro lugar para o Senhor, que é o cabeça e líder da igreja.

Igrejas são vivas porque são o resultado do ajuntamento das pessoas que ali estão no momento, sendo trabalhadas no evangelho. Se andarmos juntos em amor teremos sucesso pois o evangelho não falha, mas se nos desviarmos do foco seremos insatisfeitos e incapazes de multiplicar a glória de Deus através de nós. Igrejas sadias multiplicam amor, as doentes apenas a falsa religiosidade. O Senhor está vendo e recompensando o esforço de cada uma, mas também chamando ao arrependimento aquelas que se desviaram do foco (Apocalipse 1-2).

Sejamos discípulos verdadeiros de Cristo, prontos a aprender e ensinar, em humildade, amor e comunhão com o corpo que é do Senhor!

Ano 2#213