Procuremos os dons espirituais!

Segui o amor e procurai, com zelo, os dons espirituais, mas principalmente que profetizeis. Pois quem fala em outra língua não fala a homens, senão a Deus, visto que ninguém o entende, e em espírito fala mistérios. Mas o que profetiza fala aos homens, edificando, exortando e consolando. O que fala em outra língua a si mesmo se edifica, mas o que profetiza edifica a igreja.
‭‭1Coríntios‬ ‭14:1-4‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1co.14.1-4.ara

Há muitos dons que o Espírito Santo promove na vida da igreja. Nesta passagem o apóstolo Paulo apresenta a comparação entre o dom de línguas e o de profecia.

Falar em línguas estranhas é falar com Deus de forma espiritual, de maneira que o racional humano não entende. Chega-se ao ponto que as pessoas ao redor não compreendem ao ouvir o que fala. Por isso Paulo diz que, se não houver a interpretação, quem fala só edifica a si mesmo.

Já o dom de profecia é trazer entendimento espiritual ao que ouve, seja uma direção de Deus específica para uma pessoa ou grupo, para preparação, exortação (chamar atenção para mudança de atitude) ou consolo.

Paulo coloca o dom de profecia em evidência pois prefere que a igreja seja edificada a apenas a própria pessoa, mas há muito valor em sermos edificados também como indivíduos. Afinal, em nos edificando estaremos mais preparados para ajudar os outros.

O contexto desta palavra estava dentro da reunião entre pessoas. Assim, ao nos ajuntarmos, a preferência deve estar para o grupo e não para o indivíduo!

Portanto, não entendamos que o dom de línguas é inferior. Há uma ordem, mas nenhum dom é em si inferior. Há os que são mais abrangentes e de maior impacto, mas todos são importantes, porque são espirituais e transformam as pessoas.

Ainda, Paulo nos chama a atenção para que busquemos os dons com zelo, pois são instrumentos de Deus para nós. Se queremos fazer a obra, então precisaremos de ferramentas!

O procurar com zelo é, antes de mais nada, estabelecer propósito diante de Deus para realizar o chamado da igreja.

O que pretendemos fazer para glorificar o nome do Senhor na Terra? Pregar? Então busquemos este dom. Se é prestar assistência financeira, então aprendamos a trabalhar para compartilhar o que ganhamos e nos contentarmos com menos do que poderíamos ter com o nosso salário.

Há muitas formas de se fazer a obra de Deus, mas todas exigem esforço nosso. Ainda que a salvação não seja por obras, o levar a salvação a outros exigirá esforço nosso. Assim, o amor exige abnegação e carregar a cruz!

O evangelho é vida para nós, para que possamos compartilhar com outros. Isto é viver para Deus! Em Cristo seremos sempre direcionados a vivermos como ele viveu entre nós.

Busquemos com zelo os dons, cada qual segundo o que Deus nos direcionar. Por amor iremos glorificar a Deus e viver no caminho que nos fará entrar nos portões celestiais! Glória agora e glória para sempre, amém!