A geração da tribulação será a que não se arrepender!

Das profundezas clamo a ti, Senhor. Escuta, Senhor, a minha voz; estejam alertas os teus ouvidos às minhas súplicas. Se observares, Senhor, iniquidades, quem, Senhor, subsistirá? Contigo, porém, está o perdão, para que te temam. Aguardo o Senhor, a minha alma o aguarda; eu espero na sua palavra. A minha alma anseia pelo Senhor mais do que os guardas pelo romper da manhã. Mais do que os guardas pelo romper da manhã,
‭‭Salmos‬ ‭130:1-6‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/psa.130.1-6.ara

Quem sobreviveria ao julgamento do SENHOR? Sem misericórdia morre o pecador. Sem perdão o que está condenado no corredor da morte será executado. A humanidade está em pecado contra Deus e temos uma sentença de morte contra nós. Quem subsistirá? Estamos aflitos com esta condição ou desligados do que está ocorrendo em nossos espíritos?

Graças a Deus as misericórdias dEle se renovam sobre nós e temos o socorro em Cristo Jesus. Estamos em uma guerra frenética contra o mal que ainda existem em nós e buscamos vigiar a todo momento. As vigílias se tornam cansativas porque a batalha dura eternamente e sempre que os dias ficam mais sombrios, quando a batalha aperta e sentimos mais a concentração das forças contra nós, mais nos angustiamos de noite e nos aliviamos quando o dia amanhece.

Nossas almas precisam de Deus! NEle somos fortalecidos, alimentados e podemos fechar os olhos e dormir o sono do descanso. Sem a confiança nEle sucumbiremos ao cansaço. Estamos vivendo tempos assim, onde as dúvidas de quem deseja o nosso bem, sobre se teremos ou não dinheiro amanhã, se nossa nação estará de pé, se a qualidade de vida vai cair, se nossos filhos terão empregos, se estaremos vivos ou mortos pela pandemia, tantas dificuldades que sem a fé em Deus iremos naufragar como cidadãos terrenos e também celestiais.

Nos momentos de angústia precisamos nos agarrar ao Deus Todo-Poderoso e confiarmos nEle. Ansiamos por uma resposta e esta só Ele pode nos dar. Reconheçamos hoje os nossos pecados, pois eles nos tornaram ansiosos, responsáveis por parte do que está acontecendo e nos cegam para a dificuldade de todos à nossa volta.

Dobremos nossos joelhos hoje e agradeçamos pela misericórdia de Deus. É tempo de clamarmos pelo perdão do Pai, porquanto a humanidade se desvia e não confia nos preceitos de Deus. Quanto mais distantes estivermos mais difícil será retornarmos. Maiores as lutas e as dificuldades, maiores as mazelas sociais e espirituais. Deus permite que façamos a nossa vontade e, por isso, chegamos neste momento histórico onde o medo e a ganância subjugam nações inteiras. Os ricos estão muito mais ricos e os pobres ainda mais pobres e desesperançados.

Se olharmos só para nós já veríamos o que está posto, mas se entendermos que não estamos sós, veremos piores mazelas se avizinhando em todas as direções. Nunca a palavra Apocalipse foi tão pronunciada, mas são os tempos que estamos vivendo e serão difíceis porque a humanidade não se arrepende e continua subjugando o seu próximo. Não há como impedirmos? Sim no nosso tempo se nos humilharmos e clamarmos pelas misericórdias de Deus.

A geração que passará pela tribulação é aquela que não se arrepender de seus maus caminhos. Passará e ainda assim não se arrependerá! Temos a oportunidade de pedirmos a Deus o Seu perdão e buscarmos o concerto. Há saída, pois Deus é bom e a Sua benignidade dura para sempre!