Em quem estamos pondo o esforço para termos fé?

Ora, a fé é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que se não veem.
Hebreus 11:1 ARA
https://bible.com/bible/1608/heb.11.1.ARA

Já comentamos várias vezes a respeito da fé, em como é a responsável pela nossa atitude diária diante das circunstâncias, mas acredito que não tenhamos discutido exaustivamente a respeito de sua origem. Paulo nos explica em Romanos:

E, assim, a fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo.
Romanos 10:17 ARA
https://bible.com/bible/1608/rom.10.17.ARA

Há um Deus que desconhecemos até que somos tocados por sua existência. Há um Senhor que nos ensina a respeito do nosso estado de afastamento de Deus e suas consequências. Somos alcançados pelo entendimento da justiça e da graça de Deus mediante os ensinos de Cristo que confirmou a lei e os profetas. Jesus nos mostrou nossa incapacidade em cumprir a lei pelo nosso esforço e caíram as escamas da nossa arrogância quando entendemos a nossa dependência da graça de Deus para a nossa salvação.

Fomos expostos ao conhecimento do Altíssimo e do seu poder, da sua misericórdia e infinito amor. A fidelidade de Deus, então, nos diversos sinais e milagres, nos provocou a certeza das coisas a serem esperadas, coisas que ainda não vimos acontecer mas que agora sabemos que acontecerão. A fé é provida e não é proveniente de nós, mas daquele que é fiel para cumprir com a sua palavra!

Por que confio em alguém? Pois adquiri confiança depois que ela mostrou ser confiável. A fé é produzida pela atitude de quem é fiel. Muitas vezes estamos declarando que somos fervorosos porque acreditamos em Deus. Isto é vaidade e trazer para nós o poder da fé, enquanto cremos em Deus porque Ele cumpre fielmente as suas promessas! Ou seja, estamos dizendo que a fé é uma obra nossa enquanto ela é obra de Deus em nossas vidas, construída por ouvirmos a pregação do evangelho de Cristo! Quando desconfio do poder de Deus não tenho fé, mas quando confio a tenho!

Nossa fé está apoiada no conhecimento de Deus. Jesus reclamava com seus discípulos porque tinham pouca fé. Eles mesmos pediram para que tivessem a fé acrescentada! É o mesmo que dizermos a Deus que se mostre ainda mais a nós! Cada nova experiência nos acrescenta fé, pois passamos a confiar ainda mais. No entanto o Senhor chama de bem-aventurados os que não viram e creram, pois não se apoiaram por visão, mas pelo entendimento de Deus!

Sem entendermos quem Deus É dificilmente teremos fé. Importa conhecermos o evangelho e entendermos Cristo, sua importância para a nossa salvação e para nossa transformação. Os discípulos andavam com ele e se assustavam com os milagres e poder sobre os elementos. Não entenderam que iria ressuscitar dos mortos e nem acreditaram quando lhes contaram a respeito. Hoje temos acesso a tudo o que aconteceu e acontecerá. Se confiarmos nestas palavras então a fé virá em nossos corações, pois quem prometeu é fiel e cumpriu todas as suas promessas!

Esta é a fé que não está baseada na minha capacidade de confiar, mas na aceitação da capacidade de executar de quem prometeu! Parece ser a mesma coisa, mas não é. Enquanto coloco o esforço em mim tenho dúvidas se vale a pena a decepção, mas quando o esforço é de quem prometeu, a conta será paga por Ele! E Deus não é homem para mentir!!!! Ouçamos o evangelho e confiemos nas promessas de Deus! A principal é recebermos a salvação pela justificação advinda do sacrifício de Cristo por nós pecadores. As demais serão críveis com maior facilidade, pois o Espírito Santo se encarregará de nos mostrá-las em cada momento de necessidade em nossas vidas!

Ano 2#244

Busquemos a revelação de Deus!

Revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu para mostrar aos seus servos as coisas que em breve devem acontecer e que ele, enviando por intermédio do seu anjo, notificou ao seu servo João, o qual atestou a palavra de Deus e o testemunho de Jesus Cristo, quanto a tudo o que viu. Bem-aventurados aqueles que leem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo.”
‭‭Apocalipse‬ ‭1:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/rev.1.1-3.ARA

A revelação é um processo que se inicia em Deus e culmina com a entrega para o ser humano das verdades que transformarão a nossa vida. As revelações contidas em Apocalipse, o livro das revelações, colocam a pessoa de Jesus Cristo como mediador entre Deus e os homens, da mesma forma que em 1 Timóteo 2.5. Deus dá a Jesus uma revelação a ser transmitida. O anjo de Jesus expõe a revelação ao homem João em seu estado espiritual, que as escreve para que a humanidade pudesse ter acesso em todos os tempos.

A linguagem usada por João precisa ser recheada de significações para poder ser interpretada por todas as gerações, pois a mensagem é bendita e deve ser guardada pelos que a recebem e buscam entende-la. Há uma chave aqui, pois é para os servos do Senhor a interpretação! Portanto, recebe-la e considera-la já é um benefício e graça!

Há diversas formas de se interpretar as revelações em Apocalipse e não caberia neste espaço diário considera-las. Há cursos teológicos e diversas linhas que trazem profundas discussões a respeito, sendo que nosso intuito aqui é dar a importância a este tema que muitos não se preocupam em se aprofundar. Se a mensagem vem de Deus para os seus servos, então é importante. Se Jesus Cristo nos ensina para que possamos entender os tempos é porque importa para nós fazermos a correta distinção.

As revelações se iniciam expondo a visão de um Cristo em sua glória e de muitas advertências para a igreja antes de expor o julgamento que o mundo enfrentará. Jesus começa julgando a própria igreja antes de olhar para o mundo. E o que estamos vendo hoje é a prova de que realmente a igreja precisa se consertar com Deus. Movimentos de cristãos entre denominações e linhas nunca tiveram tantos números. Quantos católicos estão se tornando protestantes? Por que isto? Quantos protestantes estão mudando de denominação protestante? Por que isto? Quantos líderes religiosos sendo questionados por sua conduta diante do rebanho de Deus?

Importa conhecermos esta mensagem o quanto antes! Se não a conhecermos estaremos a mercê dos falsos profetas, do anticristo e dos movimentos bestiais que estão ocorrendo em nossos dias. Os servos do Senhor não serão confundidos porque estão se ocupando nos avisos e na busca de perseverar em viver pela verdade do evangelho. Há igrejas sendo formadas por ex-integrantes de igrejas porque líderes estão se perdendo na conduta do rebanho e as ovelhas estão sendo destruídas e mal-tratadas. Há que se voltar ao primeiro amor, fugir das falsas doutrinas, perseverar na verdade do evangelho antes que o Senhor volte e retire o candelabro, trazendo justiça para que os eleitos não se percam.

Que mensagem estamos seguindo? Que vida estamos levando? Nossas obras refletem tudo isto e queremos acertar, não é verdade?! Portanto, prossigamos em conhecer a mensagem revelada e cuidar de nossas vidas e apontar para Cristo, nosso mestre e Senhor que nos levará até dentro dos portões celestiais. O tempo se abrevia e devemos ser diligentes!

Ano 2#234

Seguimos doutrinas que nos levam a Cristo?

Ora, se é corrente pregar-se que Cristo ressuscitou dentre os mortos, como, pois, afirmam alguns dentre vós que não há ressurreição de mortos? E, se não há ressurreição de mortos, então, Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé;
‭‭1Coríntios‬ ‭15:12-14‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1co.15.12-14.ARA

Doutrinas fazem diferença e criam-se denominações e linhas teológicas tão díspares que muitos não se enxergam irmãos em Cristo por entenderem o sacrifício de Jesus de maneiras tão diferentes. Não só o sacrifício, mas a ressurreição, a graça, predestinação, o reino milenar de Cristo e tantas outras questões que têm gerado inúmeras complicações na hora de nos reunirmos como igreja. Ao mesmo tempo, quando não há concordância, como caminhar juntos?

Se não há ressurreição de mortos, então não há vida após a morte e não faz sentido falarmos de céu e inferno, salvação e santificação, sendo o sacrifício de Cristo desnecessário. Por isso Paulo declara que se isto fosse verdade, então não faria sentido pregar o evangelho, e viver pelo evangelho não traria vantagem alguma neste mundo. Ora, então se há ressurreição de mortos, a salvação faz todo sentido se nos enxergarmos pecadores afastados de Deus. E por aí vai a questão da doutrina!

Doutrinas são conjuntos de procedimentos para vivermos sob um determinado comportamento estabelecido por um conjunto de pessoas. Por isso igrejas usam doutrinas para estabelecerem seu comportamento geral e sem um corpo doutrinário fica difícil haver concordância entre os membros na hora de agirem como um corpo. Ao mesmo tempo, há assuntos que mais dividem do que ajuntam as pessoas, sendo necessário mergulharmos um pouco mais no conhecimento de Cristo para que haja alguma edificação na sua discussão.

Portanto, é necessário que cristãos conheçam o evangelho e se aprofundem nas questões doutrinárias para não sermos levados por tendências que desvirtuam a graça e os ensinamentos de Jesus! Como podemos pregar a salvação pelas obras tendo Jesus vindo a Terra para nos mostrar o Pai e se entregar na cruz por nós? Faz sentido dizermos para as pessoas que Jesus Cristo é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo, sendo o salvador e ao mesmo tempo dizer que não precisa crer nele como salvador, bastando apresentar boas obras na hora do julgamento de Deus?

Faz sentido dizermos que o batismo de arrependimento ensinado por João Batista pode ser efetuado por crianças que nem sabem seu próprio nome ou o que é pecado? A comissão que foi dada à igreja é a de fazer discípulos e batizar. Quem precisa pedir perdão pelos seus pecados é quem tem condição de entender seus atos e isto não ocorre antes de uma certa idade. Doutrinas estão se multiplicando e sem buscarmos o conhecimento de Cristo poderemos estar ensinando um Jesus diferente da bíblia.

Precisamos crer em Jesus como Senhor e salvador. Esta é a questão fundamental. Precisamos viver os dons e Fruto do Espírito, pois isto nos capacitará a apresentarmos as boas obras do novo nascimento, o produto de uma vida transformada pela ação do Espírito Santo em nós. Jesus está voltando para buscar a sua noiva, a igreja do Senhor, e em sua memória nos reunimos na Ceia do Senhor, até que ele venha. Não sabemos quando, mas importa saber que voltará e de sermos achados fiéis em servir ao Senhor e ao próximo. Estas questões geram um comportamento esperado dos cristãos, através de quem teremos novas conversões e expansão do reino de Deus.

Que doutrinas estamos seguindo? Sabemos o que significam? Temos expressado concordância com as nossas vidas? Quando Jesus Cristo voltar só haverá uma igreja, a do Cordeiro. Todas as questões subsidiárias serão deixadas de lado. Sem o Espírito Santo o cristão não é cristão, mas um interessado na doutrina. Importa-nos buscar aquele que morreu por nós e ressuscitou para que morrêssemos e ressuscitássemos com ele. Nesta busca seremos peregrinos e atuantes, vidas usadas por Deus para a glória dele. Todo o resto torna-se espírito de religiosidade que não transforma nem as nossas vidas e nem a daqueles que estamos buscando ensinar. Que aprendamos e mergulhemos no pleno conhecimento de Cristo que nos traz a vida eterna!

Ano 2#220

Jesus é a graça que nos toma pela mão!

Replicou-lhes Jesus: Não está escrito na vossa lei: Eu disse: sois deuses? Se ele chamou deuses àqueles a quem foi dirigida a palavra de Deus, e a Escritura não pode falhar, então, daquele a quem o Pai santificou e enviou ao mundo, dizeis: Tu blasfemas; porque declarei: sou Filho de Deus? Se não faço as obras de meu Pai, não me acrediteis; mas, se faço, e não me credes, crede nas obras; para que possais saber e compreender que o Pai está em mim, e eu estou no Pai. Nesse ponto, procuravam, outra vez, prendê-lo; mas ele se livrou das suas mãos. Novamente, se retirou para além do Jordão, para o lugar onde João batizava no princípio; e ali permaneceu. E iam muitos ter com ele e diziam: Realmente, João não fez nenhum sinal, porém tudo quanto disse a respeito deste era verdade. E muitos ali creram nele.
‭‭João‬ ‭10:34-42‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/jhn.10.34-42.ARA

Jesus confirmou que toda a escritura é infalível. Confirmou os livros que os profetas escreveram sob inspiração divina, pois que falam das coisas de Deus e apontam para a salvação em Cristo!

Ora, as escrituras mostram vários aspectos de Deus e explicam a necessidade da graça. Se olharmos para o texto veremos que o pecado e o pecador estão condenados pela santidade de Deus. Assim, temos várias orientações para permanecermos longe do pecado que nos trará condenação eterna. Ao mesmo tempo, as escrituras mostram a necessidade de redenção a ser trazida pelo próprio Deus devido à sua misericórdia, proveniente da graça atuante na vida de todos os homens. Se por um lado somos pecadores destinados ao inferno, por outro lado temos uma oferta de escape pela fé no Filho de Deus!

Jesus mostra-se como a saída e os homens espiritualizaram de tal forma que não conseguiam enxergar que Deus poderia encarnar para prover para si um caminho que trouxesse os homens ao arrependimento. Em Cristo temos a saída para os nossos pecados, pois se fez redentor e os pagou na cruz quando se tornou o sacrifício perfeito. Não há mais condenação para os que estão em Cristo Jesus e nos tornamos justificados pela fé no sacrifício do Filho!

Somos deuses porque Deus assim nos criou para sermos e temos este potencial, só possível de ser plenamente atingido no processo da santificação proporcionada em Jesus. Nossa nova filiação é que nos capacita a entendermos os desígnios do Pai. Os sinais que são feitos por Jesus e em seu nome servem para evidenciar o poder de Deus que está em todo aquele que crê no Senhor. Pela fé e na autoridade dada à igreja é que podemos realizar tais sinais e continuar a obra deixada por Jesus para a igreja. A obra é apontar para Cristo, o autor e consumador da fé redentora que tira o pecado do mundo.

João Batista apontou para Jesus. João apenas batizava, mas a igreja hoje tem o poder recebido do próprio Senhor. João preparou o caminho e mostrou o Cordeiro de Deus. Assim a igreja deverá fazer, mas fará ainda mais ao realizar os sinais e maravilhas em nome do Senhor! Muitos crerão por causa dos sinais e outros apenas murmurarão porque não creram. O julgamento é de Deus e ocorrerá para separação entre os que creram e os que não creram.

Os que creem e desejam viver com Deus irão para o céu, enquanto os que não creram e nem desejaram viver com Deus irão para o inferno. Crer é também obedecer e desejar se santificar, pois ninguém verá a Deus sem ser santificado e isto só é possível através da fé em Jesus Cristo! Portanto, quem tem o Filho tem o Pai!

Todo aquele que nega o Filho, esse não tem o Pai; aquele que confessa o Filho tem igualmente o Pai.”
‭‭1João‬ ‭2:23‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/1jn.2.23.ARA

Por que Jesus precisaria vir ao mundo se já existiam as escrituras que apontaram os pecados? Porque a graça de Deus nos ajuda a deixarmos o pecado que é odioso ao Senhor. Portanto, a graça é superior à lei, porquanto nos ajuda ao invés de apenas apontar. Em Cristo somos ajudados a fugir do pecado. Quem ama não fica apenas alertando, mas toma a atitude de ajudar para que haja mudança de verdade! Jesus veio ao mundo para nos ajudar a encontrarmos o caminho para o Pai. Peguemos em sua mão amorosa e o sigamos!

Ano 2#197

Inícios são importantes!

Princípio do evangelho de Jesus Cristo, Filho de Deus. Conforme está escrito na profecia de Isaías: Eis aí envio diante da tua face o meu mensageiro, o qual preparará o teu caminho; voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas; apareceu João Batista no deserto, pregando batismo de arrependimento para remissão de pecados. Saíam a ter com ele toda a província da Judeia e todos os habitantes de Jerusalém; e, confessando os seus pecados, eram batizados por ele no rio Jordão.
‭‭Marcos‬ ‭1:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/mrk.1.1-5.ARA

O evangelista João Marcos era um dos que andaram com Jesus e foi testemunha ocular de muitos fatos por ele narrados neste evangelho. Ele começa a descrição da narrativa declarando que Jesus Cristo é o Filho de Deus e este é o evangelho de Cristo e não o do próprio Marcos.

Importante é que Marcos vai diretamente ao ponto onde o evangelho começa na vida das pessoas, quando elas enxergam seus pecados e se arrependem deles, buscando arrependimento e perdão, batizando-se para testemunharem a nova vida que decidiram viver, segundo a vontade de Deus e não mais as suas próprias.

Evangelho é mudança de atitude, arrependimento, conversão, perdão de pecados e testemunho da mudança de atitude que estamos estabelecendo por causa da nossa percepção de estarmos indo contra a direção de Deus para as nossas vidas. Portanto, sem entendermos os planos de Deus não teremos percepção de quão longe deles estamos e da necessidade de arrependimento e conversão.

O evangelho de Marcos é o menor de todos, sendo um resumo, indo direto ao ponto, não pretendendo confirmar as escrituras do Antigo Testamento como faz o evangelho de Mateus e nem uma explicação mais detalhada para um público crítico como fez o evangelista Lucas. Marcos escreve para os romanos que precisavam conhecer a Cristo e se tornou a base para que os outros evangelhos fossem escritos.

Ainda que Marcos não tenha se preocupado com informar sobre o nascimento de Jesus, estabeleceu a ordem dos fatos de seu ministério terreno, imprimindo ao conjunto uma estrutura suficiente para podermos enxergar a glória e o poder do Senhor em nosso meio! Marcos aponta o início do ministério de Jesus a partir do seu encontro com João Batista, aquele que o antecedeu para preparar os corações para o que Cristo veio fazer, dar o poder da salvação e santificação aos arrependidos!

Sem arrependimento pelos pecados não temos necessidade de perdão e nem salvação! Sem nos confrontarmos com a lei de que estou errado no meu procedimento não terei motivos para deixar de fazer o que faço. Sem reconhecer que fui pego cometendo um delito não sentirei vergonha e nem buscarei me retratar se tal situação não gerar constrangimento em mim.

Deus a tudo vê e tudo sabe. Se não me envergonhar de errar contra Ele é porque não temo o Seu julgamento ou Sua opinião, ou mesmo não considero Sua existência. Mas, se para mim há um Deus que nos entregou um caminho a seguir, uma forma de viver entre as pessoas e eu não a sigo porque desejo fazer do meu jeito, cedo ou tarde vou perceber que estou magoando pessoas e caminhando para a minha destruição. Nossos caminhos são de morte quando não vivemos pelos de Deus!

Alguns encontram O caminho bem cedo, outros tarde e há os que encontram bem mais tarde! Importa entrar neste caminho e permanecer nele. O caminho é estreito e nos custará permanecer nele, pois teremos de deixar para trás algumas coisas que julgávamos importante, mas tornam-se irrelevantes quando olhamos para o destino final. De que adianta carregar o que não me ajuda a chegar no destino? Estas decisões diárias são parte importante de nossas vidas. Levemos conosco o amor, o perdão, as amizades e deixemos o ódio e o pecado para trás! Este é o arrependimento que nos trará vida em Cristo!

Sejamos batizados não só no arrependimento, mas também no Espírito Santo, para que sejamos ousados e tenhamos autoridade espiritual para impactarmos este mundo. Buscar poder sem arrependimento é querer ter poder sem entendimento. Por isso o evangelho começa onde nos dói mais, em nossa vaidade e ignorância. Sejamos humildes e busquemos arrependimento. Assim, quando buscarmos os dons espirituais estaremos aptos a usa-los da maneira e com a motivação certa!

Ano 2#162

O evangelho traz a tolerância e não a violência!

Alguns deles foram persuadidos e unidos a Paulo e Silas, bem como numerosa multidão de gregos piedosos e muitas distintas mulheres. Os judeus, porém, movidos de inveja, trazendo consigo alguns homens maus dentre a malandragem, ajuntando a turba, alvoroçaram a cidade e, assaltando a casa de Jasom, procuravam trazê-los para o meio do povo. Porém, não os encontrando, arrastaram Jasom e alguns irmãos perante as autoridades, clamando: Estes que têm transtornado o mundo chegaram também aqui, os quais Jasom hospedou. Todos estes procedem contra os decretos de César, afirmando ser Jesus outro rei.”
‭‭Atos‬ ‭17:4-7‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/act.17.4-7.ARA

Paulo e Silas foram acusados de transtornar o mundo! Verdadeiramente expuseram o que era o pecado e a necessidade da salvação pela fé em Jesus Cristo. Servir a Jesus, te-lo como mestre, caminhar nos seus passos realmente o torna um rei em nossas vidas. Receber Jesus como Senhor é também vê-lo como irmão mais velho, aquele que tem a primazia e zela por toda a irmandade!

Atrair as pessoas para Jesus e tira-las do erro da idolatria não deixará que os idólatras aceitem facilmente. Se você é amigo de alguém que se droga e você deixa de se drogar com ele, será taxado de fraco, traidor, de abandono da amizade, etc. Se estiver no meio do crime acontecerá a mesma coisa. De fato, fugir do pecado tem o custo de abandonar um estilo de vida autodestrutivo para assumir o estilo de Cristo, e isso trará também os antagonistas, para que não percam a influência sobre nós.

Paulo e Silas transtornaram o mundo! Poucos homens fizeram uma transformação regional que impactou gerações. Será que isto é possível hoje? Será que teríamos a liberdade que tiveram? O mais impressionante é que o berço do Cristianismo é onde temos hoje a maior dificuldade de pregarmos o evangelho sem preocupação com a legislação vigente. A liberdade que o evangelho traz permite que a maldade humana perpetre leis contra o que a Bíblia estabelece.

O viver na paz desprepara as gerações futuras a perceberem o guarda-chuva que o evangelho desenvolve contra a violência. É questão de tempo para que os países onde o evangelho prosperou e se apagou clamem ardentemente pela paz novamente. O caos em que estão se permitindo viver trará uma conta amarga de ser paga, e isto não é culpa de Deus, mas dos homens que invejam a natureza de Cristo e de seus seguidores. Não desejam mudar de vida, não pretendem entender o chamado para uma vida espiritual abundante, preferindo permanecer na ignorância, violência e ódio.

A intolerância não está no evangelho, nem no viver no evangelho. Se fosse assim os países onde o Cristianismo tem a maioria de seguidores não teriam leis mais brandas para com os delitos. Tomemos o Brasil como exemplo onde uma pessoa que cometeu um crime passa 1/3 da sentença na prisão e começa a ter o relaxamento, podendo ficar em regime semiaberto. Usar drogas e traficar possuem penas brandas. Pessoas que mataram seus pais podem sair da prisão no Dia dos Pais e das Mães. Em uma sociedade não Cristã dificilmente estas coisas ocorreriam, e provavelmente a homoafetividade seria tratada com pena de morte ou violência profunda pela sociedade em geral.

Cristo traz misericórdia, o entendimento de que todos somos pecadores e precisamos receber ajuda para deixarmos nossos pecados. A intolerância existe para aqueles que não conhecem a Cristo. Jesus reina no coração dos arrependidos que buscam viver para adorar ao único Deus, a mostrar o único caminho para o Pai, a se entregarem pelo amor, a alegria e a paz naquele que criou todas as coisas para a nossa felicidade eterna. Isto transtorna o mundo e faz com que os intolerantes apareçam para destruir a grande obra do evangelho nos corações e mentes de todos os povos e nações!

Oremos para que a obra de Deus não pare e que vivamos a plenitude do evangelho. Esta é a única vacina capaz de destruir o vírus da maldade e da violência humana provenientes da vida no pecado!

Ano 2#157

Ensinar e testemunhar andam juntos!

Escutai, povo meu, a minha lei; prestai ouvidos às palavras da minha boca. Abrirei os lábios em parábolas e publicarei enigmas dos tempos antigos. O que ouvimos e aprendemos, o que nos contaram nossos pais, não o encobriremos a seus filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do Senhor, e o seu poder, e as maravilhas que fez.
‭‭Salmos‬ ‭78:1-4‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/psa.78.1-4.ARA

Ensinar e testemunhar andam juntos. O que é a experimentação em um laboratório senão estabelecer uma prática que traga uma pessoa a testemunhar o fenômeno e interiorizar o que percebeu e os efeitos do que realizou? Assim, a História procura registrar os feitos da humanidade, a motivação e as consequências. A Filosofia, como o homem pensa e como o pensamento nos leva a linhas diferentes por causa dos conceitos e cultura.

Não é diferente para com o aprendizado da Palavra de Deus. Tudo foi registrado para nosso ensino. A experiência de Abraão, Isaque e Jacó, a luta de Josué e Calebe, a vida de Davi e tantos outros que experimentaram a presença de Deus em suas vidas ficaram registradas em todos os aspectos. Inclusive, quando fizeram conforme a vontade de Deus e quando não fizeram. A Bíblia torna-se também as lições aprendidas por homens e até alguns seres celestiais. O que se deve conhecer do Deus único ali está, para nosso benefício!

Ensinar e discipular pressupõe conhecer e praticar. Só transferimos conhecimento daquilo que efetivamente conhecemos. Como não temos a verdade absoluta sem que o Espírito Santo traga esta verdade, enquanto só conhecemos de ler e meditar não conseguiremos explorar em profundidade. Nossas experiências serão superficiais e conheceremos de ouvir falar. Vejamos o que Jó, um homem justo nas palavras de Deus, disse sobre isto:

Então, respondeu Jó ao Senhor: Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado. Quem é aquele, como disseste, que sem conhecimento encobre o conselho? Na verdade, falei do que não entendia; coisas maravilhosas demais para mim, coisas que eu não conhecia. Escuta-me, pois, havias dito, e eu falarei; eu te perguntarei, e tu me ensinarás. Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te veem. Por isso, me abomino e me arrependo no pó e na cinza.
‭‭Jó‬ ‭42:1-6‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/job.42.1-6.ARA

No relacionamento com Deus, no envolvimento diário em nossas situações em que as apresentamos diante dEle e esperamos Sua direção, é que iremos verdadeiramente conhece-lO. O SENHOR manifesta-se de muitas formas e quer que o vejamos em cada detalhe, do pequeno ao grande. Nas leis da Física, na Matemática, nas Artes, Literatura, em todas estas áreas podemos ver e ouvir o SENHOR. Todas as coisas manifestam a Sua glória e o Seu desejo para nós!

Estejamos atentos, buscando experiências mais profundas, e quando as aprendermos, testemunhemos para que outros aprendam e tenham fé! A humanidade aprende por compartilhar experiências. Onde a experiência não é compartilhada a tendência é a estagnação e reversão das condições alcançadas. Diferentemente dos insetos e boa parte dos animais nascemos despreparados, indefesos e ignorantes de tudo. Não sabemos andar ou falar e nem controlar nosso próprio corpo. O mesmo ocorre na fé!

Que possamos viver com Cristo e testemunhar nossas experiências. Será isto que irá mudar o mundo à nossa volta, impactando com o amor de Deus, a graça e a misericórdia. Onde o amor não é vivido, praticado e ensinado, o ódio e a violência tomam conta. Se não repassarmos o evangelho não veremos dias melhores e nossos descendentes sofrerão as consequências.

Jesus Cristo é o caminho a verdade e a vida e muitos ainda não conhecem esta verdade. E você? Já a conhece? Se não, deseja conhece-la? Se sim, está retransmitindo e testemunhando a respeito? Se quisermos dias melhores para quem amamos precisamos agir em favor deles, levando-os ao Maravilhoso Conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade e Príncipe da Paz, Jesus o Cristo!

Ano 2#155

Foto retirada de: https://imagens-brasil-elpais-com.cdn.ampproject.org/ii/F2/s/imagens.brasil.elpais.com/resizer/_UcVUU36fvx91lbXs6eIN-UwQtg=/414×0/arc-anglerfish-eu-central-1-prod-prisa.s3.amazonaws.com/public/4KTSPL3PGQDYMU654ABDE5VHIY.jpg

O que confia no Senhor está seguro!

Quem teme ao homem arma ciladas, mas o que confia no Senhor está seguro. Muitos buscam o favor daquele que governa, mas para o homem a justiça vem do Senhor. Para o justo, o iníquo é abominação, e o reto no seu caminho é abominação ao perverso.
‭‭Provérbios‬ ‭29:25-27‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/pro.29.25-27.ara

Estamos vivendo tempos em que o temor aos homens está maior do que o temor a Deus. Ou seja, a sociedade está dando mais importância ao que o coletivo pretende fazer do que o estabelecido na palavra de Deus. Ao se desejar tirar os rótulos do pecado, segundo o que a Bíblia ensina, estamos permitindo que cada um decida pelo que acha ser certo ou errado, bom ou mau.

Pensemos em pegar enlatados em uma prateleira de supermercado. Peguemos latas de milho, ervilha, feijão, cenoura, tomates, etc. Agora, arranquemos os rótulos e abramos cada lata e deixemos crianças que não conhecem a definição do conteúdo definirem o alimento pelo que acham ser. É o que estão fazendo com a nossa sociedade a respeito de gênero, imoralidade sexual, corrupção e outras circunstâncias que só levarão a conflitos sociais profundos.

Infelizmente sempre foi assim, não é algo específico de nosso tempo e sociedade. Salomão já escrevera sobre isto 2900 anos atrás, pois aquele que se firma em Deus não aceitará que digam o que quiser quando o Senhor já estabeleceu todas as coisas e aquele que é rebelde para com Deus não aceita que lhe digam o que deve ser feito ou que valores assumir.

Há um antagonismo entre o que Deus diz e o que a humanidade deseja. Isto provém da queda do homem no Éden e continuará até que Jesus Cristo seja Senhor de todos. Conversão é o processo de mudarmos nossos valores pelos de Deus, através da fé em Jesus que nos traz o Espírito Santo para dentro de nós. Trocamos a mente e começamos a exercer as coisas de uma nova maneira. Sem a troca dos valores que influenciam nossa mente não temos como gerar novos resultados (Romanos 12.1-2).

Mas, ao trocarmos de mente temos nova atitude e novas ações, sendo um novo processo chamado de santificação. Tornando-nos justos o permanecer no pecado passa a ser abominação e os que pretendem permanecer no pecado não aceitam a nossa nova postura e discurso. Embora óbvio, ainda é a maior causa de separações e contendas entre as pessoas e não há como ser diferente se não houver o amor.

O amor fará com que respeitemos as opiniões divergentes. Mas, quem ama sempre buscará mostrar o caminho que está seguindo para aquele que ama. Se convertido, apontará para Cristo. Se não convertido, para o pecado! Armar ciladas ocorrerá quando temendo a nossa postura tentarem nos destruir. Temer a Deus é colocar a Sua obra e criação em importância superior, buscando aperfeiçoa-la e não destrui-la.

Se a nossa justiça não for a de Deus então não adiantará buscar nos homens a solução para os nossos problemas ou a sua justiça. Quem é o homem para justificar-nos? Basta a dificuldade surgir e cada um buscará resolver seus próprios problemas. A autoridade é limitada pela legislação feita pela sociedade e esta não está alinhada com a vontade de Deus. Portanto, é questão de tempo para a justiça do mundo condenar a de Deus. São ciclos, mas um dia não haverá mais diferença pois o Senhor governará os homens e haverá uma justiça e uma verdade!

Até lá, cuidemos de temer a Deus e vivermos uma vida justa, confiando nos “rótulos” que Deus nos deu. Pecado é pecado, gênero é gênero, mau é mau e bom é bom! Não há tons de cinza, mas preto e branco. Quem quer relativizar não deseja incomodar os homens, mas cedo ou tarde irá contra Deus e isto trará consequências para toda a sua eternidade.

Não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei, antes, aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo.
‭‭Mateus‬ ‭10:28‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mat.10.28.ara

No inferno o corpo, a alma e o espírito sofrerão eternamente, pois em vida a decisão tomada foi a de viver pelos preceitos dos homens. Melhor é viver pelos preceitos de Deus e passarmos a eternidade com Ele! O que confia no Senhor está seguro!

Ano 2#147

Por que profetizar?

Segui o amor e procurai, com zelo, os dons espirituais, mas principalmente que profetizeis. Pois quem fala em outra língua não fala a homens, senão a Deus, visto que ninguém o entende, e em espírito fala mistérios. Mas o que profetiza fala aos homens, edificando, exortando e consolando.
‭‭1Coríntios‬ ‭14:1-3‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/1co.14.1-3.ara

Paulo aconselha a igreja de Corinto a se aperfeiçoar a partir do amor, buscando dons espirituais com zelo. Amar é agir a favor do próximo e, se quisermos ajuda-los espiritualmente, precisamos exercer dons espirituais. Paulo menciona dois deles, o de falar em língua espiritual e o de profetizar.

Falar em língua espiritual nos permite falar com Deus sem a interpretação da alma (nossa mente), pois é o nosso espírito falando diretamente com o Senhor. Assim, nos edificamos e os outros não entenderão se não houver quem a interprete, e até mesmo nós não teremos ciência do que estamos falando em muitas das vezes. Já o dom de profecia é trazer aos homens a direção de Deus para as suas vidas, mostrando o caminho e o propósito das circunstâncias ou apenas mostrar, de antemão, o que irá ocorrer para que as pessoas estejam preparadas quando acontecer.

Profetizar é falar do que é proveniente de Deus, para conselho assertivo (exortação), edificação e consolo. O profeta aponta o pecado, mas também o caminho. Aponta o problema e a solução. Quando traz a antecipação dos fatos, também fala da providência ou a solução de Deus, para que não haja dúvidas, quando ocorrer o desfecho, de que foi Deus quem falou.

O maior problema sobre este dom é quando ele é confundido na mente de quem deseja possui-lo e está envolvido emocionalmente nas questões alheias. É muito fácil pegar uma promessa bíblica e falar para alguém de que Deus a está abençoando porque na Sua palavra existe aquela promessa e esta pessoa deve tomar posse dela.

Existe a palavra logos e a rhema. Logos é tudo o que podemos conhecer do que nos é ensinado nas escrituras, enquanto rhema é esta palavra no momento e a forma de aplica-la. Jesus andou sobre o mar e chamou Pedro quando este solicitou que o permitisse ir até ele. A palavra de vir e andar sobre as águas com Jesus foi uma afirmação rhema, onde Pedro pode aplica-la e nenhum outro discípulo presente pode exerce-la, pois foi dada a Pedro naquele momento. Alguém mais andou sobre as águas porque leu estas palavras na Bíblia?

Profetas trazem a palavra rhema a quem está precisando ouvi-la, ainda que haja o logos envolvido. Se eu apenas pregar o texto bíblico não estarei profetizando, mas pregando, levando conhecimento das coisas de Deus para as pessoas. Profetizar é trazer algo que seja para a condução das ações de quem precisa agir ou se preparar, construir uma estratégia ou ser consolado quando nada mais há que se fazer a respeito. Profetas nem sempre são bem recebidos, pois dizem o que deve ser dito, custe o que custar para ele e aos ouvintes.

Assim, profetizar é trazer vantagem para as pessoas, pois terão orientação de Deus para suas necessidades particulares, daquilo que elas estão colocando diante do Senhor. Falar da intimidade das pessoas com Deus é um dom que acrescenta fé e consola, pois as pessoas se sentem amadas pelo Senhor ao receberem uma orientação direta para aquilo que estão pedindo em oração e, na maioria das vezes, só elas e Deus sabem. Por isso a sensação do cuidado, carinho e certeza de estarem sendo ouvidas em suas orações e que a profecia será cumprida em suas vidas.

Devemos cuidar de como profetizar, pois no desejo de ajudar podemos falar o logos, daquilo que conhecemos da palavra, mas a profecia é a palavra de Deus para aquela situação específica daquela vida, do que ela e Deus estão sabendo e a resposta está sendo dada através de nossas vidas. Ainda assim devemos buscar o dom de profecia, pois traz a certeza do cuidado de Deus e direciona as pessoas para o propósito dEle em suas vidas. Não busquemos o dom por vaidade, mas como Paulo inicia a orientação, busquemos por amor às vidas que são preciosas para Deus e devem ser para nós também!

Uma profecia de Deus não irá contra o logos. O Senhor não vai contra a Sua palavra. Profecias que levam a pecados declarados não são profecias e nem logos, mas a vaidade de quem está falando e deseja influenciar os ouvintes. Não são mensageiros legítimos e não devem ser ouvidos. Toda profecia recebida deve ser tratada com respeito e analisada segundo as escrituras. Ouçamos, analisemos, oremos para que o Espírito Santo confirme em nossos corações e, somente então, que possamos agir no tempo para a qual esta palavra rhema nos foi dada.

Agir antes ou depois não trará muita serventia e depois não poderemos condenar o profeta e nem duvidar da profecia, pois não a atendemos. Assim foi na Velha Aliança quando o Senhor avisou sobre o castigo da desobediência e as gerações não ouviram. Há profecias para hoje, para amanhã e para daqui há cem anos. Todas são importantes e devem ser trabalhadas com zelo. Importa obedecermos a palavra recebida de Deus para nossas vidas, sempre que tivermos esta confirmação do Espírito Santo!

Não havendo profecia, o povo se corrompe; mas o que guarda a lei, esse é feliz.
‭‭Provérbios‬ ‭29:18‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/pro.29.18.ara

Ano 2#146

Não adianta mudar a verdade de Deus!

Os temores do perverso se tornarão realidade; as esperanças dos justos lhe serão concedidas.
Provérbios 10:24 NVT
https://bible.com/bible/1930/pro.10.24.NVT

Não há como fugirmos daquilo que entendemos ser razoável de acontecer segundo as nossas atitudes. Ainda que o perverso seja hábil em fugir da repreensão, uma hora ela o alcançará. Da mesma forma, os justos também serão alcançados pelos resultados de seus esforços!

Ainda que na atualidade a sociedade esteja tentando mudar a verdade de Deus através de filmes e novelas, o mal não prevalecerá no final e o pecador não arrependido irá para o inferno.

Nunca houve tantas mudanças nos filmes como estamos vendo hoje. Remakes trazem os dantes malvados se tornarem produto da sociedade e até coitados, sendo protagonistas e até aclamados. Vejam os personagens Coringa e Malévola. Não só os personagens ganharam maior destaque em nosso tempo como tiveram seus papéis mudados. Coringa e Malévola eram o mal encarnado e agora são seres incompreendidos e ovacionados como perspicazes e inspiradores do comportamento juvenil.

Antes eram personagens tidos como aqueles que devemos evitar e agora são possuidores de interesse na sua psiquê por suportarem a maldade contra eles mesmos. Portanto, deveríamos ter pena e aceitarmos este comportamento por ser fruto de uma sociedade conservadora arraigada em seu furor por maltratar os incompreendidos.

A verdade é que devemos ser justos, misericordiosos e amorosos para com todos, mas não confundirmos nada disto com aceitar que o mal seja propagado como aceitável ou deixarmos tudo para a justiça de Deus. Se nos calarmos agora as pessoas de bem não serão honradas e as do mal sim. A família é muito importante, mas posso matar a família de muitas pessoas para preservar a minha? Posso tudo em nome da minha família? Pelos “Velozes e Furiosos” eu posso!

E assim temos assistido calados a filmes e mais filmes que estabelecem novos valores sociais e são aclamados por muitos. É com isto que concordamos? Não confiemos no mundo porque Deus dará o pagamento certo e este não será como o mundo de hoje prega. Sou do tempo que bandido era mesmo bandido e sempre se dava mal no final. O bandido dos filmes de hoje se torna o mocinho na continuação da saga e me pergunto o que as crianças estão aprendendo e criando em suas mentes com isto?

Não caiamos no erro de achar que a vida espiritual segue o que se está construindo por estas coisas. Tanto o temor do perverso como a esperança do justo estão determinados por Deus e no Dia do Julgamento não adiantará dizer que aprendeu com Hollywood e filmes de TV. O evangelho está sendo pregado e não esconde nada de nós, mas pelo contrário. Deus é justo e o pecador não sairá impune, a menos que se arrependa a tempo!

Jesus Cristo veio para que o arrependido encontre justificação e mudança de vida. Não seremos coitados, mas novas criaturas que deixaram a maldade para viverem a virtude, saíram da injustiça para vivermos como justos diante de Deus. É tempo de arrepender-se e não temer o juízo pois este é certo que virá sobre todos!

Ano 2#139