Sejamos constantes na fé!

Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhe-á concedida. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não suponha esse homem que alcançará do Senhor alguma coisa; homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos.
‭‭Tiago‬ ‭1:5-8‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jas.1.5-8.ara

As ondas do mar vêm e vão segundo um fator externo e não por elas mesmas. Produzem um padrão segundo forças gravitacionais e ação do vento. Cada uma é diferente, sendo a repetição dos movimentos um padrão, mas sua duração, forma e desenvolvimento únicas.

O que estes versos descrevem é tal comportamento que exprime a inconstância de quem tem uma fé vacilante. Ora confia em Deus, ora não. Em determinado momento se comporta como alguém que realmente acreditou que sua oração chegou até Deus e em outros momentos, como se não tivessem passado pelo teto.

Deus ouve todas as orações e há circunstâncias na palavra que definem quando Ele não responde, porque não vai contra a sua própria palavra. Fora estas situações, toda oração gera uma reação no reino espiritual.

Há orações que recebem resposta imediata, outras demoram pois a situação precisa ser transformada e outras respostas sofrem interferência do inimigo de nossas vidas. O certo é que nenhuma deixa de ser ouvida, ainda que pareça demorado em serem respondidas.

A fé é a capacidade de confiarmos em Deus porque Ele É fiel e não deixará de responder segundo à sua soberania. Cabe a nós esperarmos com confiança e gratidão.

A inconstância na fé é um dos maiores impedimentos na resposta de Deus para nós. Não confiar nele é duvidar do que Ele É ou pode fazer, ou que a palavra não é verdadeira. Se assim é para nós, então o Senhor não tem que nos ouvir ou atender. Deus opera nos corações dos que confiam nele!

Precisamos reconhecer a glória e o poder soberano do Senhor e nos entregarmos completamente ao seu senhorio. Sermos dependentes gera fé de que Ele está cuidando de nós e teremos facilidade em confiar. Quanto mais me apoio nas minhas capacidades, menos dependo de Deus e menos confio no que está fora do meu controle.

E o que poderíamos controlar? O clima? Terremotos? Decisões humanas? Pestes e fome? Cada uma destas gera um rompimento da situação atual e podemos ficar completamente sem controle de uma hora para outra.

Pedir sabedoria é, em primeira mão, conhecer a Deus e seus preceitos. É enxergar a sua glória e saber agir conforme um filho de Deus! Peçamos tal sabedoria com fé, crendo e não duvidando, pois assim Jesus nos ensinou!

Quando o Senhor está no controle, então todas as coisas cooperam para o bem da pessoa que confiou, pois se refugiou na sombra do onipotente. Não vacilará o Senhor e não precisaremos nos preocupar. Estaremos em paz no meio de tempestades e não temeremos ainda que passemos pelo vale da sombra da morte! Isto é também sabedoria emocional que traz constância a quem assim vive!