Qual o papel da fé na evolução do homem?

Disse também Deus: Haja luzeiros no firmamento dos céus, para fazerem separação entre o dia e a noite; e sejam eles para sinais, para estações, para dias e anos. E sejam para luzeiros no firmamento dos céus, para alumiar a terra. E assim se fez. Fez Deus os dois grandes luzeiros: o maior para governar o dia, e o menor para governar a noite; e fez também as estrelas. E os colocou no firmamento dos céus para alumiarem a terra, para governarem o dia e a noite e fazerem separação entre a luz e as trevas. E viu Deus que isso era bom. Houve tarde e manhã, o quarto dia.
‭‭Gênesis‬ ‭1:14-19‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/gen.1.14-19.ara

Não há como em tão pequeno texto sermos capazes de resumir sem trazer simplificações grotescas ao entendimento de um assunto tão profundo se não adensarmos nosso discurso. Querendo falar da fé entre o Criacionismo e o Evolucionismo, tentaremos exemplificar a importância de olharmos o quadro geral ao invés de debates mais específicos.

A Bíblia expõe a criação do universo em uma sequência temporal que declara a vontade de Deus de gerar um ambiente pronto para a habitação da Sua criação. Assim vemos a geração de bilhões de estrelas de forma magnífica para que os tempos fossem estabelecidos para o acompanhamento da nossa história. O que sabemos pelas Escrituras é que ao sermos criados, já na forma adulta e sem uma derivação de algum tipo de criatura pré-existente, o universo já tinha uma aparência de bilhões de anos.

Assim como o homem foi criado já com aparência adulta, pelo entendimento bíblico, o universo também foi definido assim. Se usarmos nossa ciência, pelos cálculos de movimento de galáxias, teríamos bilhões de anos de existência do universo, e ainda assim estamos tateando para justificarmos se está em expansão ou contração, e nem temos como garantir que a teoria do Big-Bang (criada por um homem de fé), é verdadeira!

Quanto mais mergulhamos na ciência, mais nos maravilhamos com o detalhe do funcionamento do universo e da vida. Quando olhamos para as tecnologias humanas do 5G, dos carros elétricos, dos foguetes que levam máquinas a funcionarem em outros planetas já ficamos boquiabertos com a precisão e a beleza de como funcionam. E funcionam porque estão estabelecidos em conceitos matemáticos, materiais, química, física, teorias advindas do conhecimento do universo. Assim como vemos o design inteligente de carros e smartphones, como dizer que o universo é função do acaso?

Acreditar no acaso depois de estudarmos tanto para entender um funcionamento é ir na contramão da ciência. Portanto, ignorar o design inteligente não é nem fé e nem ciência, mas teimosia em não dar crédito a Deus! Cada um dará conta de sua teimosia, pois a natureza mostra em detalhes o cuidado de sua criação e evolução (Romanos 1). A partir da criação com idade aparente todos os seres se adaptaram às mudanças ambientais e da alteração causada pelo pecado do homem, que deixou de ser apenas herbívoro para se tornar onívoro. Tudo isto está explicado na Bíblia, mas a ignoramos e, muitas vezes, preferimos desconhecer para critica-la. A verdade é que ao conhece-la vamos nos rendendo a Deus por Sua imensa sabedoria e zelo para conosco!

A fé é acreditarmos que Deus criou o universo e suas leis, que o homem é criação cuidadosa de Deus e que se seguirmos o que Ele estabelece em Seu manual de vida, a Bíblia, seremos felizes em nosso pequeno tempo de vida. Ao querermos ignora-lo acabamos por gerar um caos à nossa volta e perdemos parâmetros para nos relacionarmos com Ele e com os demais homens. Interessante notar quantas descobertas científicas foram feitas por homens tementes a Deus! A ciência não impede a fé e nem a fé ao crescimento da ciência. Isto só ocorre quando há negacionismo por desconhecimento das coisas. Quanto mais conhecermos mais nos renderemos a Deus.

A verdadeira evolução é fruto do conhecimento em todas as áreas. Quanto mais meditarmos e estudarmos as Escrituras e toda ciência, mais nos aproximaremos do entendimento de um Criador amoroso e isto nos trará uma humildade cada vez maior até em relação ao nosso próximo. A fé traz respeito e revelação do amor para conosco e esta se chama Cristo, o verbo que gerou a vida em todo o universo!

No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. A vida estava nele e a vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela.
‭‭João‬ ‭1:1-5‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/jhn.1.1-5.ara

Ano 2#65