Temos responsabilidades para com o corpo de Cristo!

Ao passar pelas cidades, entregavam aos irmãos, para que as observassem, as decisões tomadas pelos apóstolos e presbíteros de Jerusalém. Assim, as igrejas eram fortalecidas na fé e, dia a dia, aumentavam em número.
‭‭Atos‬ ‭16:4-5‬ ‭ARA‬‬
https://bible.com/bible/1608/act.16.4-5.ARA

Paulo expunha em todas as congregações o que havia sido decidido pelos apóstolos na reunião que tiveram a respeito da necessidade ou não de circuncidar os novos convertidos homens. São as recomendações únicas que temos na Bíblia a respeito do que devemos observar como igreja.

Isso mostra que houve um corpo doutrinário compartilhado entre as igrejas do Novo Testamento, sobre preceitos específicos para os novos convertidos. Abster-se de ídolos, relações sexuais ilícitas, e da carne de animais sufocados e do sangue foram as recomendações dadas até aos dias de hoje. Estas coisas faremos bem se evitarmos em nossas vidas. Serão boas práticas para evitarmos problemas em nossas vidas.

Paulo visitava as igrejas reforçando estes aspectos e a fé entre os irmãos estava sendo fortalecida mais e mais. Pela fé compartilhada veremos o corpo de Cristo crescer em números. Todo corpo sadio cresce, multiplica-se e torna-se suporte para outros. Quando isto não acontece é porque algo não está ocorrendo como deveria.

Um corpo adoece por vários problemas, mas geralmente é porque suas defesas estão baixas ou por problemas no seu DNA. Defesas baixas permitem a invasão de conteúdo nocivo ao corpo. Problema de DNA é algo que já existia no corpo e não está funcionando da maneira adequada por projeto. Em ambas as situações precisamos estar atentos e buscar ajuda no Senhor que é o cabeça da igreja!

Nem todo crescimento pode ser considerado sadio, pois células cancerígenas se multiplicam também e tumores crescem. Problemas assim precisam ser resolvidos tão cedo quanto possível e postergar ações que permitam paralisar a evolução da disfunção são necessárias para que o corpo não venha a ser prejudicado. Às vezes as medidas precisam ser drásticas, outras vezes não.

Glórias a Deus que o Senhor é o médico dos médicos e nos alerta do mal, nos ajuda a paralisar o crescimento do que nos é nocivo e nos cura dos males que nos impactaram. Precisamos confiar mais no Senhor e menos em nós! Igrejas são constituídas por pessoas que tem vários problemas que precisam ser trabalhados. Não podemos considera-las o mal em si, mas somos os portadores do pecado. Se não tratarmos o nosso pecado então estaremos contaminando todo o corpo.

Cada um examine-se a si mesmo para não ser nocivo ao corpo. Somos responsáveis pela santidade do corpo de Cristo! Ajudemo-nos uns aos outros pois, muitas vezes, não conseguimos enxergar nosso pecado ou nossa doença. Importa estarmos atentos ao que o Espírito Santo nos revelou pela palavra e por meio de outras pessoas. Não sejamos remissos em cuidar de nossas vidas espirituais, pois se baixarmos nossas guardas poderemos permitir a entrada do que é nocivo para a igreja. Sejamos responsáveis pelo corpo de Cristo!

Ano 2#194