Não há cativeiro que resista à Cristo!

Entrementes, chegaram à outra margem do mar, à terra dos gerasenos. Ao desembarcar, logo veio dos sepulcros, ao seu encontro, um homem possesso de espírito imundo, o qual vivia nos sepulcros, e nem mesmo com cadeias alguém podia prendê-lo; porque, tendo sido muitas vezes preso com grilhões e cadeias, as cadeias foram quebradas por ele, e os grilhões, despedaçados. E ninguém podia subjugá-lo. Andava sempre, de noite e de dia, clamando por entre os sepulcros e pelos montes, ferindo-se com pedras. Quando, de longe, viu Jesus, correu e o adorou, exclamando com alta voz: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Conjuro-te por Deus que não me atormentes!”
‭‭Marcos‬ ‭5:1-7‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/mrk.5.1-7.ara

Um homem tomado de demônios era incontrolável. Jesus o encontrou e os próprios demônios se prostraram porque não podem ignorar a autoridade de Jesus Cristo sobre toda potestade, nos céus, na terra e debaixo da terra.

Este homem foi liberto do cativeiro espiritual em que estava e esta experiência transformou sua vida imediatamente. Ele quis seguir a Jesus, mas o Senhor lhe incumbiu de dar seu testemunho de libertação nas cidades ao redor daquela, para que crescem no Filho de Deus!

Isto ocorre em praticamente todo o evangelho. Pessoas curadas, libertas e expostas em seus pecados reconheceram em Jesus a glória de Deus na visitação aos homens. Saíram a testemunhar imediatamente e atraíram para Jesus aqueles que precisavam das mesmas coisas.

Hoje não é diferente. Embora a medicina tenha evoluído ainda precisamos de curas maravilhosas. Ainda que tenhamos mais conhecimento, nossa vaidade continua nos levando ao pecado. Os demônios continuam atuando nas brechas do pecado de cada pessoa, enquanto não temos um encontro com Jesus!

Precisamos de Cristo para sermos libertos, curados e abençoados, em várias áreas de nossas vidas. Após a sua ressurreição e ascensão o Espírito Santo foi derramado sobre o mundo, para que a igreja fizesse o papel de Jesus até a sua volta.

A igreja são as testemunhas de Cristo que receberam o mesmo mandato que o homem liberto dos demônios. Somos chamados a declarar o que Cristo fez por nós, de onde nos tirou, do caminho da morte eterna!

Nada mais importa, pois esta atividade é o que permitirá que outros recebam também o Espírito e sejam livres, curados e restaurados, em nome de Jesus! Ou somos testemunhas ou estamos aguardando sermos alcançados por Cristo.

Para quem testemunha a gratidão é a motivação. Sejamos gratos por tão grande livramento e benção! Sejamos testemunhas do amor de Deus e da sua justiça! Que muitas vidas sejam alcançadas hoje, em nome de Jesus!