Evitemos gerar gigantes contra nós!

Também vimos ali gigantes (os filhos de Anaque são descendentes de gigantes), e éramos, aos nossos próprios olhos, como gafanhotos e assim também o éramos aos seus olhos.
‭‭Números‬ ‭13:33‬ ‭ARA‬‬
https://www.bible.com/1608/num.13.33.ara

Gigantes existiram conforme relatos bíblicos, seres também presentes nas mitologias dos povos antigos. Sua origem está relatada em Gênesis 6:4 e são uma raça híbrida que aponta para a corrupção do DNA humano já na antiguidade. Muitos hoje questionam como grandes obras teriam sido realizadas pelos antigos e esta é uma possível resposta. Se a Bíblia relata e cremos que ela é verdadeira, então podemos esperar que homens de grande estatura viveram entre os de estatura normal.

Certo é que os espias se assustaram com o tamanho deles, sendo Golias um dos descendentes que ainda existiu no tempo de Davi, cerca de 1.000 anos antes de Cristo! Temos ouvido muitas pregações sobre como enfrentar os gigantes da vida, mas precisamos entender e observar que a origem deles não foi natural. Nenhum gigante deveria ter estado na Terra e o que chamamos de gigante contra nós não deve ser considerado assim se for algo comum, existente na natureza comum ou de processos da vida.

Gigantes são manifestações do sobrenatural no natural e vieram pela cobiça e desobediência. Portanto, não estão mesmo a nosso favor. Pelo tamanho dos primeiros gigantes geraram medo e até hoje o conceito imprime pavor para que sejamos paralisados em nossas ações, mas hoje iremos desafiar gigantes. Josué e Calebe entenderam o que Deus lhes disse, que na presença de Deus os gigantes não prevalecerão. Ainda que haja novas manifestações da hibridização humana não será para sempre!

Não podemos confiar que tecnologias venham a nos tornar melhores e maiores do que Deus nos fez, pois fomos feitos segundo o seu propósito. Nem temos de confiar no sobrenatural para nossa transformação física como super-humanos. Isso já ocorreu antes e voltará a ocorrer. Importa enxergarmos os gigantes e derrota-los primeiramente pela fé. Não podemos concordar com a alteração do DNA humano, pois é declarar que Deus nos criou de forma imperfeita. As doenças vieram por causa do pecado e não pela imperfeição de nosso DNA.

Gigantes são reais, não figurativos. São seres meio-humanos criados por alteração genética. Na antiguidade eram grandes, mas nem todo gigante tem grande estatura. Não confundamos o conceito, pois seremos confrontados por uma geração de gigantes novamente. Há vários filmes que apontam para isto e sempre há conflitos de raças. Não é questão de homens vs mutantes, mas de se alterar a criação de Deus em nome da ciência. A ética científica está em cheque, pois em nome da ciência há aprovação de uso de células de fetos que deveriam ter nascido mas foram abortados por leis que não resolvem o problema social e causam uma mortandade muito maior que pandemias e guerras.

A ciência quando míope busca derrubar a criação de Deus, mas a humilde que investiga esta criação cada vez mais se rende a grandeza do Todo-Poderoso! Precisamos cuidar de não construirmos novos gigantes, pois estes não vieram por geração divina, mas por desobediência e rebeldia. Trazendo de volta o conceito ao relacionamento que damos aos problemas que devemos enfrentar, se formos obedientes não geraremos gigantes em nossas vidas. A obediência gera benção e as misericórdias mais benéficas que qualquer sacrifício! Se buscarmos a Deus não teremos medo dos gigantes e muito menos precisaremos deles. Certo é que iremos enfrenta-los novamente, pois o gênero humano já se corrompeu como nos dias de Noé (Lucas 17:26)

Ano 2#103